quarta-feira, 7 de Janeiro de 2009

Organizar as compras do Supermercado

Existem inúmeros supermercados, inúmeros produtos e inúmeros preços. Todos nós consumidores, somos bombardeados com todas estas coisas.
É preciso saber comprar. É preciso saber comparar produtos, quantidades, preços e qualidade.
E isto vai muito dos gostos pessoais de cada um.
Se, na maioria dos casos, escolho produtos de linhas brancas que têm uma excelente relação qualidade/preço, outros há em que só compro uma marca específica.
Isto é algo que um consumidor não poderá aconselhar o outro. Depende do gosto pessoal, e não tem nada a ver com saber fazer compras.

Vou dar aqui o meu conselho de como considero a melhor maneira de ir e planear ir às compras.
A que considero mais eficaz, rápida e pratica e que, depois de uma análise cuidada aos produtos, nos poderá permitir poupar alguns euros: primeiro porque evita comprarmos o que não precisamos, e depois porque permiter comprar produtos mais baratos e de igual ou superior qualidade.

- Planear a Ementa Semanal:

Pode parecer uma coisa disparatada e que demora muito tempo, mas 15 minutos por semana a planear as refeições familiares, permitem elaborar uma lista de compras muito mais completa e evita que compre coisas que não vai necessitar.
Começe por planear todas as refeições que vai fazer em casa: diversifique ao máximo a alimentação. Alterne carne e peixe, inclua a sopa, os acompanhamentos e legumes e fruta.
Se durante essa semana tiver algum jantar em casa com amigos e/ou familiares, planeie também a ementa que vai servir.
Pode tabém aproveitar para perguntar à família aquilo que querem comer, e assim planear as refeições de modo a agradar a todos.

- Faça a Lista de Compras:

Depois de planear as refeições faça a lista de tudo o que tem que comprar para as preparar, e nas quantidades que irá necessitar, de modo a não ficar com inúmeros restos de coisas que não sabe quando irá usar.
Vá até à sua despensa e arca frigorífica e frigorífico e veja se têm todos os básicos
(arroz, massas, leite, ovos, leguminosas secas, enlatados, especiarias, vinagre, azeite, óleo, farinha, açúcar, café, manteiga...).
Se vir que lhe falta algum ou que alguma coisa está prestes a acabar, acrescente-a à sua lista de compras.
Acrescente depois à lista a fruta, os legumes, iogurtes, queijo e fiambre, bebidas, pão, ou outros alimentos de que necessite para lanches ou pequenos almoços de todos os membros da família.
Passe depois revista aos produtos de limpeza, detergentes, guardanapos, papel higiénico, rolo de cozinha, produtos de higiéne pessoal e outros itens que costume comprar no supermercado e que esteja a necessitar.
É obvio que indo às compras 1 vez por semana, não vai comprar por exemplo detergentes todas as semanas. Mas, se passar revista quando está a fazer a lista de compras à sua despensa e frigorífico, será muito mais difícil deixar coisas por comprar.
Não inclua por hábito na lista coisas desnecessárias e que não irão fazer bem a ninguém em sua casa, como batatas fritas de pacote, bolachas, bolos, chocolates... São dinheiro mal gasto, e não fazem bem à sua saúde.

Sou apologista das listas semanais: normalmente é necessário comprar frutos e legumes 1 vez por semana, bem como iogurtes, queijo e fiambre. Por experiência própria cheguei à conclusão que é mais simples ir uma vez por semana às compras, usando este método. Além disso é mais fácil planear refeições semana a semana do que mês a mês, e permite assim poupar algum dinheiro, porque vamos comprar de acordo com aquilo de que necessitamos, e não por atacado.

- Vá às compras:

De certeza que conhece os supermercados e os hipermercados da sua zona, e de certeza que sabe onde encontrar os melhores produtos aos melhores preços.
Se ainda não o fez, perca 1 manhã ou uma tarde a comparar os preços e produtos. Vai ver que existem produtos iguais mais económicos nem lado do que noutro, e que as linhas brancas da maioria dos supermercados têm uma excelente relação preço/qualidade. Se não está convencida disso, experimente. Se não gostar ão tem que voltar a comprar, e se gostou pode poupar algum dinheiro com esses novos produtos.
Num mês pode poupar mais de 50€ se comprar produtos de linhas brancas em detrimento de marcas mais conhecidas. São mais de 600€ por ano!

Salvo algumas excepções, quase que só compro produtos de linha branca nos hipermercados. Na minha opinião são tão bons como o de marcas conhecidas, e bastante mais baratos. Além disso é preciso perceber uma coisa: apenas grandes e conhecidas marcas têm capacidade para produzir para elas mesmas e ainda para grandes cadeias de hipermercados.
Pense bem porque é que a Kellogs diz nos seus anuncios publicitários que não produz para outras marcas... A Kellogs pode não produzir, mas a Nestlê, a Nêscafé, a Panrico, a Unilever (que detêm a maioria das marcas dos detergentes como o Skip e a Colgate).
Portanto experimente, compare preços e tire as suas próprias conclusões. Depois faça contas ao fim do mês!

Tente não se desviar muito (ou mesmo nada) da sua lista de compras.
Tenha a noção que se comprar tudo aquilo que tem na lista, conseguirá fazer todas as refeições programadas. Para que é que necessita de mais coisas? Para a semana volta às compras. Tudo o que for acrescentando serão na sua maioria coisas de que certamente não necessita. Mas também não vamos ser sumíticos! Se vir algum coisa nova que lhe apeteça experimentar compre-a. Mas não faço disso a regra, mas sim a excepção!

segunda-feira, 5 de Janeiro de 2009

Ano Novo, Vida Nova!

O que de melhor tem o início de um novo ano é a ideia de recomeço.
É a altura em que tomamos novas decisões, sejam elas de deixar de fumar, perder peso, passar a fazer uma vida mais saudável e, até de passarmos a ser mais poupados.
Eu, na realidade, sempre fui muito poupadinha. Desde o tempo que recebia mesada que sempre geri o meu dinheiro de forma muito equilibrada.
Não comprava o que não podia. Se queria muito uma coisa, poupava durante o tempo que fosse preciso até ter a quantia certa e, depois lá ia eu comprar o objecto do meu desejo.
Claro que existem alguns itens como uma casa ou um carro, que se tornam quase impossíveis de comprar assim, mas tudo o resto pode, e na minha opinião deve ser comprado assim.
Apesar dos inúmeros créditos sem juros que as lojas oferecem e apesar dos cartões Visa - que podem ser muito práticos desde que bem usados!

Com isto tudo quero dizer que devemos ter uma nova atitude a seguir neste novo ano que está a começar e que, dizem os entendidos se avizinha difícil.
Que tal começarmos por ser mais organizados e ponderados com o nosso dinheiro?
Que tal passarmos a fazer orçamentos das despesas mensais?
Que tal sermos mais comedidos nas compras supérfulas?
Que tal retirarmos uns euritos de parte todos os meses para começarmos uma pequena poupança?
Todas as grandes decisões começam por pequenos passos.