domingo, 31 de Janeiro de 2010

Os Saldos e os Vestidos

Isto de ir aos saldos tem destas coisas. Vamos à procura de um casaco e uns sapatos pretos e voltamos com 3 vestidos!
Mas a 10€ cada um, como é que eu podia resistir?
O branco de malha e o que tem motivos vermelhos são optimos para o dia-a-dia. Aliás até já vesti o vermelho. Gostam?
O rosa claro está destinado a um casamento em Maio... Com acessórios dourados e uma bandolete fashion no cabelo, acho que já tenho uma toilette diferente, gira e por pouco dinheiro.
Aproveitem meninas... só é preciso é procurar bem!

segunda-feira, 25 de Janeiro de 2010

Uma prenda original

Tenho sempre alguma dificuldade em dar prendas a determinadas pessoas. Não que as conheça mal, mas porque ou têm quase tudo, ou não têm interesses e hobbys dos quais seja fácil escolher algo para oferecer. E como se não bastassem, são homens, o que dificulta ainda mais a terefa!
Além disso gosto de oferecer algo que realmente surpreenda quem vai receber, e que não seja sempre a mesma coisa. Por isso é optimo quando conhecemos bem os gostos daqueles que vamos ofertar.
Como o meu amigo ZN é um "devorador" de gomas nada melhor do que lhe oferecer um pote com, nada mais nada menos, do que 1,5Kg de gomas. Para ele comer devagarinho.
E assim sempre se "foge" às prendas mais evidentes, com a certeza de que quem recebe vai gostar!

segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010

Economia Doméstica: Pão Ralado Aromatizado

Todos conhecem a minha aversão por deitar comida fora. Porque é um desperdício de dinheiro, mas principalmente porque é um desperdício de recursos. E apesar de estarmos em pleno século XXI, ainda morrem milhares de pessoas à fome. Todos os dias.
Portanto, como não me interessa o que os outros possam pensar, o saco cheio de pão rijo que queriam deitar fora, quando estavamos a arrumar as coisas depois do nosso fim de semana de fim de ano, veio para casa comigo.
Ainda nesse dia aproveitei algum pão para fazer tostas e foi o nosso jantar, já em casa, a acompanhar uma sopa quentinha. No dia seguinte, eu e o M. comemos torradas ao pequeno almoço, mas mesmo assim ainda havia pão. Como nesse mesmo dia liguei o forno para fazer um assado, lembrei-me logo do pão!
Cortei o pão rijo em pequenos pedaços e temperei com um fio de azeite. Coloquei tudo num tabuleiro e aproveitei o forno ligado para deixar secar e tostar o pão.
Quando estava seco e crocante, coloquei os pedaços de pão no robot de cozinha, juntei 2 dentes de alho e 2 colheres de sopa de coentros frescos picados. Deixei picar bem de modo a ficar com um pão ralado fino. Guardei num frasco, bem fechado e está pronto a usar.
E nada se deitou fora... E já estou a imaginar num panadinhos com este delicioso pão ralado!

quinta-feira, 14 de Janeiro de 2010

Renovar Bases de candeeiros!

A minha passagem de ano foi passada numa casa fantástica, com uma paisagem linda e em excelente companhia, lá para os lados de Amarante.
Num dos dias do fim de semana, aproveitamos o frio para irmos até à Pousada de S. Gonçalo (Serra do Marão - Amarante) para nos aquecermos à lareira e tomarmos um chá. Foi então que reparei neste pormenor fantástico.
As bases dos condeeiros, possivelmente para darem com a nova decoração, foram renovadas de uma maneira muito simples e inteligente. No mesmo tecido de cortinados e almofadas que decoram a sala/bar, foram feitas umas capas base para os candeeiros. Têm apenas uma abertura lateral para deixar passar o fio electrico e depois fecham como um saco, escondendo bases de condeeiros feias, desactualizadas, ou simplesmente com cores que não ficam bem.
Achei uma excelente sugestão para renovar uma sala ou dar um novo uso a condeeiros em bom estado mas de que já não gostamos muito.
Espero que tenham gostado da sugestão!

terça-feira, 12 de Janeiro de 2010

Economia Doméstica: feijões e caixas de gelado

Há uns dias atrás decidi fazer arroz de feijão para acompanhar uma carne grelhada e uns grelos cozidos. Mas, reparei que apesar de ter imenso feijão seco em casa (caseiro!), não tinha nenhum cozido, nem tempo para demolhar e cozer feijão antes do almoço...
É que para além de ser muito mais saboroso e feijão cozido em casa, é também mais económico. E para quem possa pensar que não é tão práctico como as leguminosas já cozidas, deixo aqui uma pequena dica.
Demolhem logo 1 ou 2 kg de leguminosas, neste caso feijão, de cada vez. Deixem ficar assim cerca de 24 horas e depois levem o feijão a cozer em água temperada de sal, um fio de azeite e uma cebola e/ou 1 folha de louro.
Coloquem depois o feijão em várias caixinhas com as doses que normalmente usam para um arroz, sopa, feijoada. Ora aqui deixo-vos outra dica. Em vez de usarem tupperwares que tal reutilizarem as caixas plásticas que vêm com os gelados? Depois é só colocarem uma etiqueta com o conteúdo e levarem a congelar.
Quando quiserem preparar algo com o feijão cozido, é só descongelar. E se for numa emergência, descongela em 2 ou 3 minutos no microondas ou directamente na panela!

domingo, 10 de Janeiro de 2010

Saldos!



Os saldos já começaram, e eu também já fiz umas comprinhas!
As primeiras, ainda no final de Dezembro, mais precisamente na Mango, onde comprei uma túnica/vestido e um casaquinho de malha azul petróleo. Tudo com 50% de desconto! Foi a roupa que acabei por estrear no dia de ano novo.
Aproveitei também, (como faço todos os anos por esta altura) para renovar alguma roupa interior. Mais uma vez aproveitei os saldos de 50% da Tezenis e renovei alguma lingerie.
Passei também pela Zara Home e comprei uns cestinho muito giros, já a pensar nos cabazes do próximo natal. É que custaram apenas 1,95€ em vez de 5,95€, e outros 3,95€ em vez de 9,95€!(E não digam a ninguém, mas também já comprei 5 presentes de Natal para 2010!)
Gosto de aproveitar os saldos para comprar algumas das coisas que preciso, aproveitando os descontos. Mesmo que não se necessite de nada, é uma optima altura para renovar a roupa interior, pijamas, meias, pantufas...
Mas falta-me comprar um casaco de inverno e uns sapatos pretos, isso sim, são coisas que realmente estou a precisar. E claro, mais alguma coisinha que mereça fazer parte do meu armário.....

quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010

Ainda sobre os cabazes de Natal




Tem sido muitos os mails que tenho recebido acerca dos cabazes de natal. Parece que todos ficaram entusiasmados e este ano não querem deixar de fazer os cabazes.
Os cabazes começaram a ser feitos com alguma antecedência: as compotas foram feitas à medida que tinha a fruta, e conservam-se perfeitamente de uns anos para os outros. Comecei as fazer as primeiras compotas no verão, na altura dos pêssegos e das ameixas, e as ultimas foram a de abóbora, já em Novembro. Como sabem, é o açúcar que conserva as compotas. Se querem que elas durem mais tempo, é importante não "roubarem" muito no açúcar, e deixarem o doce atingir o "ponto de estrada" (estas indicações estão nas receitas!). É também aconselhável virarem os frascos de cabeça para baixo, depois de prontos e ainda quentes, de maneira a criarem um vácuo natural que permite que o doce se conserve mais tempo. Depois disto, basta arrumar na despensa até à altura de compor os cabazes.
Quanto à marmelada, basta que ao taparem com o papel vegetal o embebam num pouco de aguardante para que não ganhe bolor. E depois deixem secar. Obviamente que quanto mais cedo fizerem a marmelada mais "seca" ela vai ficar. Por acaso eu gosto mais de marmelada mais antiga, do que ainda mole e pouco seca.
As bolachas foram feitas poucos dias antes do Natal - este ano fiz fornadas a partir de 19 de Dezembro até 23 de Dezembro. Fui fazendo ao poucos, pois eram muitas bolachinhas e diferentes receitas. O Daim Caseiro também foi feito cerca de 1 semana antes do Natal.
O azeite e sal aromatizados, a essência de baunilha e o açúcar baunilhado, foram preparados 2 a 3 meses antes do natal para, no caso de serem logo utilizados estarem prontos a consumir.
Quanto à mistura de panquecas, à mistura de chocolate quente e ao Bailyes, como eram coisas que não se estragavam e que podiam ser feitas com antecedência, foram feitas logo no início do mês,ainda antes da agitação característica desta época. Aproveitei também essa altura para decorar as latinhas de bolachas - depois foi só fechar -, e os restantes recipientes como os frascos de compota, de azeite, de sal...
Ao longo do ano vou guardando os frascos, as garrafinhas e as latas para depois reutilizar.
Quanto aos cestinhos e caixinhas onde depois coloco tudo, costumo ir comprando ao longo do ano, aproveitando os saldos de lojas como a Zara Home, Casa, ... Também recorro muitas vezes às lojoas chinesas, pois têm sempre este tipo de coisas a preços muito acessíveis.
As fitas e o papel celofane para fechar os cabazes compro em retrosarias, papelarias, loja chinesa, mas também aqui vou comprando à medida que vejo coisas giras.
Depois é só perder umas horas a fechar os cabazes, colocar as etiquetas e já está!
Deixo-vos então, meramente como sugestão, uma indicação do que compunha os meus cabazes. (Que eram de diversos tipos, para diversas pessoas):
Caixas vermelhas de Natal: garrafa de vinho + taça de marmelada + azeite aromatizado + Geleia + compota + sal aromatizado
Saquinhos de Organza: compota
Saquinhos de papel pequenos: bolachinhas decoradas
Saquinhos de papel maiores: compota + bolachinhas decoradas
Espero ter ajudado a organizarem-se para o Natal deste ano!

terça-feira, 5 de Janeiro de 2010

Os cabazes de Natal de 2009






A pedido de algumas pessoas, deixo aqui ficar mais umas fotos dos meus cabazes de Natal. Estavam muito giros, e toda a gente adorou!
Inspirem-se e façam algo parecido no ano que vêm!

segunda-feira, 4 de Janeiro de 2010

Ideias para Receber!


O Natal já se passou assim como o fim de ano e algumas ideias, ideais para a época, ficaram por partilhar, mais por falta de vontade do que por falta de tempo.
Mas como eu acho que as boas ideias são mesmo para partilhar, deixo aqui umas simples sugestões ideais para receber amigos e familiares sem grande esforço.
Uma das ideias é uma tábua de carnes frias. Basta passar pelo supermercado, comprar presunto, salpicão, chourição e outros enchidos a gosto. Ao chegar a casa basta coloca-los num prato bonito dispostos ordenadamente e ter ao lado um cesto com pão e broa bem fresquinho e partido em pedaços.
Outra sugestão é uma tábua de queijos, fruta e frutos secos. Neste caso aproveitei uma folhas secas e previamente limpas que tinha apanhado de umas arvores. Forrei uma tábua de queijo com as folhas e sobre estas coloquei os queijos, uvas, romã e nozes.
E assim facilmente se recebe uns amigos em casa para um pequeno lanche que facilmente se complementa com mais umas coisinhas como patês de compra, tostinhas, manteiga de alho, camarão cozido....
Como vêm receber pode ser simples e elegante sem muito esforço e trabalho!