quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011

Renovar Toalhas de WC

Tinha para aí uns 12 anos quando a minha avó e a minha madrinha acharam que era altura de me começarem a fazer um enxoval. Começou com coisas pequenas, às vezes escolhidas por mim, como panos de cozinha com bonecas e flores, em cor de rosa e outras cores que tal; toalhas de cozinha que ainda estão por estrear, e outras quantas que não cabem na minha (grande) mesa de jantar.
Já mais crescida, foi altura de começar a receber lençois e toalhas de wc, bem ao estilo do que se usava na época, e estavamos ainda na década de 90!
Foi mais tarde que me comecei a aperceber que, provavelmente, quando tivesse a minha casa todo aquele enxoval iria estar desactualizado e "demodé"! Nessa altura, e como já sabia que faziam questão em me oferecer coisas para o enxoval todos os aniversários e no natal, comecei a pedir básicos: toalhas de banho bejes ou brancas, sem folhos ou flores ou desenhos coloridos, cobertores, toalhas de mesa branca com guardanapos, lençois brancos ou com estampados em linhas simples como riscas.
Isto tudo para dizer que, quando tive a minha casa, algum do meu "enxoval" estava ultrapassado e eram coisas que não faziam bem o meu estilo.  casas de banho que são de cores neutras, mas aquelas flores aplicadas de cetim, eram a principal razão para eu as usar raramente e, quando o fazia, virar sempre as flores para o lado da parede!
A solução veio com uma das prendas que o M. me ofereceu no natal: uma máquina de costura! Finalmente tinha a minha própria máquina de costura e deixava de ter de ir até casa da minha avó costurar na máquina dela! E as ideias foram surgindo.
Este foi o meu primeiro projecto de costura: renovar as toalhas de wc de que não gostava. A minha avó deu-me alguns restos de tecido que tinha por lá, e logo vi um perfeito para as toalhas.
Depois foi medir, cortar, rematar e cozer, de modo a cobrir as flores de que não gostava. Tudo muito simples e rápido. E assim fiquei com um jogo novo de toalhas mais do meu agrado!

terça-feira, 25 de Janeiro de 2011

Organização: Armário da Roupa

O início do ano é sempre a altura de resoluções, decisões e organizações. Para além da organização da despensa, outra que me parece essencial ao bom funcionameno de uma casa é a da nossa roupa.

Aqui ficam algumas dicas para o fazer convenientemente.

1- Veja se as gavetas necessitam de ser forradas, se necessita de comprar mais cabides, caixas ou outros acessórios para guardar as suas coisas. Se for esse o caso, compre as coisas antes de começar as arrumações.

2- Tire depois tudo do armário e gavetas e limpe-os convenientemente. (Forre as gavetas se necessário).

3- Divida as suas roupas : arranje 3 sacos grandes antes de começar - um para a roupa que já não usa mas que pode doar, outro para roupa que usa mas que necessita de ser arranjada ou limpa a seco, e outro para a roupa que é para deitar fora pois já deu o que tinha a dar.

4- Experimente toda a roupa antes de a separar - não faz sentido guardar roupa que não veste há 2 anos porque já não lhe serve. Se puder ser arranjada e a puder voltar a vestir, coloque no saco para esse efeito, mas se não for esse o caso, coloque-a no saco para doar. Livre-se de roupa que não usa e que só lhe ocupa espaço no armário. Não guarde nada que não veste há muito temnpo. Se não lhe fez falta em 1 ou 2 anos, não é agora que vai fazer.

5- Passe revista à sua roupa interior. Deite fora cuecas, meias, collans, sutiens que já não estejam em bom estado. Qual é o objectivo de andar bem vestida, mas usar soutiens velhos e gastos e cuecas debotadas?

6- Separe também carteiras, cintos, colares, pulseiras, lenços, echarpes, roupa de desporto, pijamas, sapatos....

7- Depois das separações feitas, arrume a roupa por categorias: vestidos, calças, saias, camisas, casacos, túnicas, t-shirts, ... O ideal é uma peça por cabide, mas de se o espaço assim não o permite, tente arrumar de modo a que ao abrir o armário veja tudo o que possui.

8- Aproveite caixas para organizar cintos, echarpes, roupa de desporto. Nas gavetas arrume as peças bem dobradas e sem encher em demasia as gavetas para não fica com a roupa toda amarrotada.

9- A roupa que separou para doar deve ser entregue lavada e em condições às instituições. Não doe a roupa estragada. Se não está boa para vestir, deite fora ou aproveite para panos e retalhos.

10- Olhe para o seu armário objectivamente e veja se há alguma peça que esteja a fazer falta. Elabore uma lista e, da próxima vez que for às compras (ou aos saldos) compre apenas o que necessita.

quinta-feira, 20 de Janeiro de 2011

Medidas para (tentar ajudar) a combater a crise #4

#4 - Partilhe Boleias (e ande de transportes públicos e a pé!)

Como todos temos reparado, o preço dos combustíveis não para de aumentar o que se torna uma factura (ainda mais!) pesada no orçamento familiar.
Passar a andar de transportes públicos pode ser uma solução para alguns, mas muitas pessoas não têm horários e meios que as sirvam convenientemente. Uma solução poderá ser passar a partilhar boleias com amigos, vizinhos ou familiares.

1 - Boleias para a escola dos miúdos: Os seus sobrinhos/filhos de amigos andam na mesma escola do seu filho? Que tal partilharem as boleias de levar e trazer da escola? Uma semana é o motorista de serviço, nas semanas seguintes fica de folga.

2 - Boleias para ir às compras: Quando programar ir às compras - principalmente se percorrer grandes distâncias - , em vez de ir sozinha combine com a vizinha/amiga/irmã/mãe e vão juntas.

3 - Boleias para passear: Em vez de ir passear sozinho vá com um casal amigo e partilhem as despesas de combustível

4 - Boleias para o trabalho: Se tem uma colega de trabalho que mora perto de si? Qual a necessidade de levarem dois carros para o trabalho todos os dias? Alternem as semanas em que cada uma leva o carro. Se seu marido/mulher passa pelo seu local de trabalho a caminho do dele/dela, que tal saírem de casa todos à mesma hora?

Veja com os seus amigos e familiares se é possível arranjarem um plano de viagens de modo a partilharem todos (ou alguns) a mesma boleia. E depois é só irem alternando as boleias semanalmente. Poupam o carro, no combustível, na carteira e no ambiente!

E já agora, aproveite os talões/promoções ou ponha combustível em bombas mais baratas. Praticamente todos os supermercados têm associações com gasolineiras e até bombas próprias.
E não vá de carro se pode ir a pé. Estamos tão habituadas ao comodismo de termos um automóvel que nos deixa à porta dos sítios que queremos, que muitas vezes saímos de carro para percorrermos pequenas distâncias. Se o tempo, a distância e o que vai fazer permitirem, vá a pé ou até de bicicleta (e já viu que é uma maneira de fazer exercício físico gratuitamente!)

terça-feira, 18 de Janeiro de 2011

Mais Ementas Económicas

Para quem nunca sabe o que cozinhar, aqui ficam mais umas sugestões de ementas económicas (7 refeições para 4 por cerca de 35€).
Inspirem-se a fazer as vossas próprias ementas semanais e vão ver que tornam a vossa vida mais organizada!

Ementa 1


2ª Feira – Arroz Malandro de Tomate, Pescada e Coentros (4,5€)
3ª Feira – Pernas de Frango Assadas com Alho e Alecrim (5€)
4ª Feira – Carapaus Grelhados com Molho Verde (4€)
5ª Feira – Bolinhos de Carne com Molho de Tomate (5€)
6ª Feira – Tacinhas de Ovos e Espinafres (3€)
Sábado – Pizza de Presunto e Rucula (6€)
Domingo – Massada de peixe e Gambas (7,5€)

Ementa 2

2ª Feira – Bifanas com Molho de Fricassé (4,5€)
3ª Feira – Dourada Assada no Forno à Portuguesa (7,5€)
4ª Feira – Arroz de Frango Desfiado (4€)
5ª Feira – Quiche de Queijo, Fiambre e Cogumelos (4€)
6ª Feira – Salada de Massa com Atum e Molho de Iogurte (5€)
Sábado – Carne de Porco à Portuguesa (5€)
Domingo – Empadão de Atum e Espinafres (5€)

Ementa 3

2ª Feira – Meia Desfeita de Bacalhau (6,5€)
3ª Feira – Frango com Cerveja (4,5€)
4ª Feira – Lasanha de Vegetais (5€)
5ª Feira – Lulas Estufadas com Molho de Natas (5,5€)
6ª Feira – Coxas de Frango Panadas com Ervas e Papoila (5€)
Sábado – Esparguete com Camarão (4€)
Domingo – Entremeada com Erva Doce e Alecrim (4,5€)

E não se esqueçam de incluir sopa e fruta a todas as refeições!!

quinta-feira, 13 de Janeiro de 2011

10 Receitas Ideais para Congelar (e evitar idas ao Take Away)

Depois do post sobre "Medidas para (tentar ajudar) a combater a crise #3 - Cozinhe", muitos foram os pedidos para dar sugestões de receitas que se pudessem congelar e ter sempre à mão, conforme é sugerido.
Sendo assim, aqui ficam 10 sugestões de receitas que são perfeitas para congelar! (Todas as sugestões devem ser congeladas depois de prontas. Para servir basta deixar a descongelar de manhã antes de sair de casa ou durante alguns minutos no microondas à hora de jantar.
Receitas simples, praticas e económicas que podemos preparar e ter sempre disponíveis para aqueles dias mais complicados!

10 Receitas Ideias para Congelar:

 
1-Arroz de Frango Desfiado
2-Rolo de Carne com Maçã
3-Bacalhau Gratinado com Espinafres
4-Empadão de Peixe com Legumes
5-Feijoada de Lulas
6-Porco com Paprika
7-Caril de Frango com Maçã
8 -Lombinhos de Peixe com Molho de Natas
9-Beringela à Parmegiana
10-Canelones de Frango e Alho Francês

terça-feira, 11 de Janeiro de 2011

As Listas, a Organização e a Poupança

Sempre fui conhecida por fazer listas de tudo e mais alguma coisa.
São as listas de compras, listas de tarefas a fazer, listas de prendas, listas de aniversário, listas de natal, listas de objectivos, listas do conteúdo da arca congeladora, listas do que levar em viagem ....
O que é certo é que esta minha mania de fazer listas me faz uma pessoa muito mais organizada. E a organização é meio caminho andado para sermos mais eficientes. E sermos mais eficientes ajuda-nos a gerirmos melhor o nosso tempo,o nosso dinheiro, a nossa casa e até o trabalho, a família e os amigos.
Agora que o ano está a começar,é  a altura ideal para se organizar. Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje. Até porque fazer listas é simples e facilmente se pode tornar num (bom) vício!
Arranje um pequeno caderno ou bloco - até pode ser na sua agenda - e começe a fazer listas.

- Lista de Objectivos: Sempre que começa um novo ano faço uma lista com todos os objectivos que pretendo atingir nesse ano. Podem ser desde realizações pessoais e profissionais a coisas mais simples como trocar o sofá da sala,  ler 1 livro por mês, fazer uma viagem, poupar para um carro novo, ver menos televisão, reciclar mais ou estar mais com determinados amigos. Vá actualizando a lista se achar necessário e olhe para ela pelo menos 1 vez por mês. Mantenha-se focado naquilo que definiu para si próprio como uma realização a atingir e risque os itens que vai conseguindo atingir.

- Lista de tarefas domésticas: Ao fim do dia, pegue no seu caderninho e faça uma lista com as tarefas para o dia seguinte. Anote tudo o que tem a fazer desde fazer uma máquina de roupa, a ir às compras, a regar as plantas, ir à lavandaria, pagar alguma conta, fazer cama de lavado, levar o lixo, .... No dia seguinte consulte a lista para se relembrar do que tem a fazer e vá acrescentando alguma coisa que entretanto se lembrou. À medida que vai fazendo essas tarefas risque-as. No final do dia, se alguma coisa ficou por fazer, coloque-a de imediato nas tarefas a fazer no dia seguinte. Com o tempo vai conseguindo planear melhor as coisas a fazer e deixando cada vez menos coisas para o dia seguinte.

- Lista de tarefas no trabalho: No final de um dia de trabalho faça uma pequena lista de tudo o que tem de fazer no dia seguinte. Os telefonemas, os mails a responder, as tarefas profissionais a realizar. De manhã, ao chegar ao local de trabalho consulte a lista e vá riscando os itens à medida que os vai fazendo. Tal como na lista de terefas domésticas, vá acrescentando outras tarefas a realizar e transfira para o dia seguinte o que não conseguiu completar.

- Lista de compras: Depois de fazer a sua ementa semanal, passe revista à despensa e à arca congeladora e faça a lista do que necessita para as refeições da semana. Não se esqueça dos itens para os lanches e pequenos almoços, bem como artigos de limpeza, casa de banho e outros bens de higiene pessoal. Aproveite também para perguntar aos filhos e conjuge se necessitam de alguma coisa para evitar mais do que uma ida ao supermercado por semana.

- Listas de aniversário: No início do ano é altura para fazer a lista de aniversários dos amigos e família. (Se fizer numa folha de exel apenas terá de a copiar e actualizar anos após ano.) Coloque as data na agenda ou em alertas do telemóvel para não se esquecer de telefonar ou de mandar uma mensagem de parabéns. Tenha a lista sempre consigo e aproveite os saldos (ou promoções ou outras idas às compras) para ir comprando as prendas de aniversário necessárias. Acrescente à frente do nome o que comprou para não repetir as ofertas.

- Listas de Natal: A minha lista de natal é feita sempre no início do ano (Uso aqui também uma folha de excel que copio e actualizo de ano para ano). Faço logo o orçamento de quanto pretendo gastar e aproveito depois os saldos, promoções ou quando vejo algo que é a "cara" da pessoa para ir comprando.
Tal como na lista de aniversário escrevo sempre o que comprei para não me repetir de ano para ano. Além de custar muito menos comprar as prendas de natal ao longo do ano, permite poupar algum dinheiro sempre que aproveitamos os saldos e as promoções.

quinta-feira, 6 de Janeiro de 2011

Medidas para (tentar ajudar) a combater a crise #3

#3- Cozinhe
Todos sabemos que uma grande parte do nosso orçamento doméstico é para alimentação.
Mas a maior parte das famílias não compra apenas os alimentos "em bruto" para consumir em casa. Compram-se refeições pré-prontas e congeladas. Bolachas, bolos, batatas fritas de pacote, snacks, ... E além disso ainda gastamos mais dinheiro a comemos fora, quer seja almoços e jantares, quer seja nos pequenos snacks e lanches, nos take away nos dias em que chegamos tarde do trabalho, nos bolos das pastelarias em dias de festa e de aniversário...

Apesar de agora se falar muito em levar o almoço de casa para o trabalho - em alternativa a ir almoçar fora - há muito mais em que se pode poupar, se passarmos a cozinhar mais em casa.

1 - Leve o almoço de casa para o trabalho: Se não pode ir almoçar a casa, opte por, ao jantar, cozinhar uma quantidade maior de comida de modo a que lhe sobre para o almoço do dia seguinte. Embale numa caixa plástica para o efeito e guarde no frigorífico. No dia seguinte leve para o trabalho dentro de um pequeno saco térmico, juntamente com uma peça de fruta, sopa e água. Se no seu local de trabalho não existe um sítio próprio para fazer refeições (com mesa, microondas e frigorífico), junte-se com os seus colegas e discutam essa opção com os superiores.

2- Habitue os seus filhos a levarem a comida de casa: Apesar de ser mais simples dar dinheiro às crianças e de as deixar lanchar no bar da escola, é muito mais saudável e também económico, levar a comida de casa. Um pão com queijo ou fiambre, uma peça de fruta, um sumo ou um pacote de leite são mais do que suficientes, e além disso nutritivos,  para as crianças comerem nos pequenos lanches da tarde e da manhã.

3- Faça uma ementa semanal: A organização é meio caminho andado para evitar desperdícios. Se perder 15 minutos por semana a fazer a ementa das refeições da semana, ver aquilo que tem disponível a consumir em casa e a fazer uma lista de compras, vai ver que cozinhar todos os dias se torna uma rotina simples e rápida. Saiba aqui como o fazer da melhor maneira.

4- Prepare refeições para congelar: Há aqueles dias em que  - mesmo com a ementa semanal - não temos tempo para cozinhar. Sai-se do trabalho até ao take away mais próximo! Evite esse gasto. De vez em quando aproveite uma tarde de fim de semana - ou uma noite mais calma - para cozinhar uma ou duas refeições para congelar. Pode ser uma lasanha, um frango assado, um prato de bacalhau. Seja o que for deverá ser congelado depois de cozinhado. Ao chegar a casa basta colocar no microondas a descongelar e depois a aquecer enquanto se organiza, pôe a mesa ou dá banho às crianças.

5- Faça Bolos e Bolachas: Em vez de encher o carrinho de supermercado com alimentos processados e cheios de gorduras hidrogenadas, açúcares e mais corantes e conservantes do que aqueles que con seguimos inumerar opter por fazer estas coisas em casa. Se tiver filhos é uma boa maneira de passar tempo com eles, ao mesmo tempo que preparam deliciosas iguarias. Façam bolachas, barras de cereias, bolos e muffins. E durante a semana encham as lancheiras quer para a escola quer para o trabalho com os vossos cozinhados. É, pelo menos muito mais saudável.

6 - Faça os seus próprios bolos de aniversário: Isto é valido para os bolos de aniversário ou para qualquer outra coisa que por habito passamos a comprar fora (sobremesas de natal, salgadinhos...). Há anos que não compro um único bolo de aniversário. Mesmo que não fique tão bonito como os de compra têm sempre um significado diferente. Além dos bolos cá de casa, ofereço-me muitas vezes para fazer o bolo de anos dos pais, irmãos, avós. E se não souberem mais o que oferecer, um bolo de aniversário caseiro é, em última análise um bom presente.

7 - Aproveite toda a comida, sempre que possível: Se sobrou de uma refeição, recicle e crie uma refeição nova ou então congele para mais tarde. Se lhe oferecem ou se tem  fruta em maiores quantidades do que consegue consumir prepare compotas ou sumos ou congele a polpa. Aproveite legumes em excesso e prepare-os e congele-os para utilizar mais tarde. Faça o mesmo se se estiverem a estragar.Se tem sobras de pão duro faça pão ralado caseiro, ou uma açorda, ou um pudim de pão. Evite deitar comida fora

terça-feira, 4 de Janeiro de 2011

Começar um orçamento doméstico!

Para quem ainda não o faz, esta é a altura ideal para começar com o orçamento doméstico. Estamos no início de um novo ano e é uma excelente altura para estabelecer objectivos!
E como o fazer? Aqui, pode já ter uma ideia de como gerir os seus gastos, pois não há nada melhor do que fazer uma pequena lista e saber exactamente para onde vai o nosso dinheiro.
Seja numa folha de excel, seja pelo tradicional método de papel e caneta o que interessa é que o façam!
1- Anotem os vossos rendimentos mensais no topo da folha.
2- Façam depois a lista das vossas despesas:
- crédito habitação ou renda de casa
- crédito automóvel ou/e outros
- pagamento de cartões de crédito
- condomínio
- seguros
- escola dos filhos
- Despesas filhos (mesadas, dinheiro para almoços, material escolar)
- Luz
- Gás
- Água
- Telemóveis
- Internet
- Televisão por cabo
- Telefone Fixo
- Supermercado
. Empregada doméstica/ engomadoria
- Despesas Médicas e Medicamentos
- Revistas e Jornais
- Lazer (almoços, jantares, cinema, cafés, saídas, ...)
- Vícios (tabaco, Euromilhões, Totoloto, ..)
- Diversos (Roupa, Prendas,...)
- Cabeleireiro e Estética
- Combustíveis
- Transportes (passe de comboio/autocarro/metro)
- Despesas automóveis (revisões, pneus,...)
- Impostos anuais (IMI, Imposto de circulação)
- Despesas com quotas de ordens profissionais ou sindicatos
- Poupança
3- Calculem um valor mensal para cada uma das despesas -  Todas as despesas que não sejam pagas mensalmente (como seguros, imi ou imposto automóvel) devem na mesma ser incluídas no orçamento mensal. Para isso basta dividir o ser valor anual por 12 e colocar esse valor no orçamento mensal.
É também conveniente incluir um orçamento mensal para as despesas com o carro e médicas.  É uma maneira de começar um pé de meia para quando for necessário fazer esses pagamentos.
Se possível devem também incluir no vosso orçamento um valor fixo a poupar por mês.
4- Somem o valor total das despesas e vejam se os vossos rendimentos mensais cobrem as vossas despesas - se isso não acontecer é porque têm de fazer ajustes às vossas despesas e ao vosso modo de vida´até conseguirem "caber" nos vossos rendimentos.
5- Anotem diariamente o dinheiro que gastam em cada uma das despesa e controlem os gastos de modo a não ultrapassar o orçamento.
6- Logo que recebem, retirem o dinheiro estipulado para o item da poupança e façam o mesmo com o valor mensal correspondente aos pagamentos anuais -seguros, imi, ... (Se os vossos orçamentos mensais não permitem retirar a totalidade destes valores, tentem pelo menos conseguir uma parte. É uma grande ajuda na altura de pagar estas despesas e permite dar um melhor aproveitamento aos rendimentos extra dos subsídios de férias e de natal que são muitas vezes aproveitados para pagar estas contas)

No final, o que interessa é não ultrapassar os nossos orçamentos e viver de acordo com os nossos rendimentos. Parece-me um optimo objectivo para 2011!!