sexta-feira, 29 de Abril de 2011

Mimos para o Dia da Mãe

Além de ter  uma avó (e mãe) que me ensinou a cozinhar, a ser organizada, a poupar, a reutilizar, a passar a ferro, a ser "aproveitada"..., também me ensinou a costurar, na maquina e à mão, e a bordar. Coisa rara nas mulheres da minha geração. Entretanto, sempre que precisava de costurar à máquina lá ia até casa da avó ou da mãe com os meus pequenos projectos de costura.
No Natal o M. ofereceu-me uma máquina de costura, e tirando uma ou outra bainha de calças e um projecto de renovação de toalhas, ainda pouco a tinha utilizado. Quando coloquei os olhos neste livro fantástico, ("Costura-Mania" de Joana Nobre Garcia, editado pela A Esfera dos Livros) a minha vontade de tirar o pó à máquina de costura  foi imediata! Tantos projectos simples e acessíveis, tantas ideias para lembranças em aniversários, natais e datas especiais!
O meu primeiro projecto, saído directamente das páginas do "Costura-mania", foram estas lindas almofadinhas de alfazema. O presente ideal para o dia da mãe, uma prenda única, pessoal, e feita com muito amor e carinho para a minha querida mãe. E muito mais especial que alguma coisa que pudesse comprar numa qualquer loja.
O projecto é muito simples: basta recortar 2 corações em tecidos (e o livro é tão fantástico que até tem os moldes) e coser os 2 juntos, à maquina . pelo lado do avesso, deixando uma pequena abertura para os poder virar e encher.
Depois de cosidos, viram-se para o direito e passam-se a ferro para marcar as costuras. Enchem-se com algodão e flores secas de alfazema (à venda nas ervanárias) e depois basta coser à mão as pequenas aberturas por onde se encheram.
Eu fiz 2, um maior e outro mais pequeno que depois juntei com uma fitinha onde coloquei uma pequena etiqueta. (E posso dizer-vos que tudo demorou pouco menos de uma hora a fazer!)
Como podem ver, um simples projecto e um mimo muito especial. Agora já só penso nas lembranças que vou poder costurar para oferecer. Já estou a ver que este Natal, para além dos cabazes que costumo fazer, haverá também muitas prendas costuradas para colocar nos sapatinhos!

(Quem não sabe costurar, ou quem pretende outra ideia para oferecer um mimo especial no dia da mãe, tem sempre outras alternativas. Que tal fazer um bolo ou umas bolachinhas que se colocam numa caixa bonita com uma etiqueta alusiva ao dia? Ou uma planta ou flor bonita num vasinho pintado por nós? Porque o dia da mãe - e outros que tais - têm de ser mais do que gastar dinheiro em prendas, na maioria das vezes, desnecessárias.)

quarta-feira, 27 de Abril de 2011

Latinhas decoradas para oferta

Ainda antes da Páscoa, fui visitar a minha prima S., e as suas filhotas, a A., a C. e a M. Como não podia deixar de ser, levei uns miminhospara as meninas. Fiz umas gomas caseiras e depois arranjei umas latinhas como embalagem para as colocar.
Para isso necessitei apenas de reutilizar umas latas de leite condensado, que forrei por fora com papel colorido. Coloquei as gomas dentro de um saquinho, e depois dentro da latinha.
Com restos de tecido fiz a tampa da lata que prendi com cordel de sisal e que depois cortei na medida que pretendia.
E assim nasceram mais umas simpáticas embalagens para oferta, perfeitas para personalizar a nosso gosto e ideais para oferecer biscoitos, bolachas, gomas bombons...

quinta-feira, 21 de Abril de 2011

Ovos Decorados: enfeites para a Páscoa

Quem não se lembra de pintar ovos?
Para reavivar a memória, decidir decorar alguns para alegrarem a minha casa nesta época da Páscoa.
Para quem não sabe, deixo aqui umas dicas de como o fazer.
Um primeiro lugar, com a ajuda de uma agulha ou um alfinete, fazem-se dois furinhos, um em cada extremidade de um ovo de galinha. Depois basta soprar com força num dos orifícios e amparar a clara e a gema que saem pela outra extremidade. (Não desperdicem o conteúdo do ovo, que serve perfeitamente para cozinhar!) Limpem bem o ovo e deixem a escorrer sobre papel absorvente, pois é natural que libertem ainda um pouco de clara ou de gema que não tenha saído inicialmente.
Depois basta dar largas à imaginação e pintar os ovos com as cores e os feitios que mais gostarmos. Também ficam super amorosos decorados em forma de galinhas. Basta para isso papel colorido, cola, uma tesoura e alguma imaginação.
Um projecto muito engraçado para fazerem com as crianças da casa, aproveitando as férias e o fim de semana alargado que se aproxima. E o produto final é perfeito para decorar a casa ou a mesa de domingo de Páscoa.

terça-feira, 19 de Abril de 2011

Lembranças para a Páscoa

Como todos os anos, é habitual aqui por casa fazerem-se uns miminhos para oferecer aos irmãos e por vezes a alguns amigos pela altura da Páscoa.
Este ano, após ter descoberto umas galinhas em verga pintada e metal que adorei, e que eram muito baratas, decidi comprar umas quantas e enchê-las com os habituais ovos de salame de chocolate.
Para os mais pequenos, decici comprar uns ovinhos de chocolate, e colocar dentro de umas caixinhas de cartolina alusivas à epoca, muito simples de fazer e cujo template descobri no site da Martha Stewart há uns anos.
Ainda vou fazer uns folares para oferecer juntamente com as galinhas...
Podem também fazer umas bolachinhas para oferecer numa embalagem bonita, uns ovos de chocolate  ou até bombons. Ou mais simples ainda, colocar numas caixinhas bonitas (ou recicladas de latas ou frascos, e devidamente decoradas) umas simples amêndoas. Acho que são excelentes sugestões para uns mimos Pascais.

quinta-feira, 14 de Abril de 2011

Salada sempre à mão e mais sobre o "Feito em Casa"

Nas prateleiras do supermercado, cada vez é maior a área destinada a produtos pré-embalados e prontos a consumir, principalmente na área das frutas e legumes.
Um desses produtos são as saladas embaladas (que reconheço que são bastante práticas, não por já virem prontas a usar, porque eu normalmente ainda volto a lavar as que compro, mas sim por causa da variedade de folhas verdes que contêm, e que de outra maneira não conseguimos comprar, como é o caso da rucula, dos canónigos, da chicória, dos espinafres baby, ...). Se comprarmos apenas alface, claro que fica muito mais económico comprar a alface inteira do que embalada e pronta a usar. Poupa-se tempo, mas não se poupa a carteira.
Para ter a alface sempre pronta a consumir,´nada mais simples. Basta arranjar a alface toda de uma vez, e de a manter no frigorífico sempre à mão. Para isso é preciso lavar bem a alface para retirar toda a sujidade, deixando um pouco de molho numa bacia e mudando a água algumas vezes até sair limpa. Retirando depois os talos grossos e ripa-se com as mãos. Depois, e este passo é muito importante, secar bem a alface usando um secador de saladas. Dão-se algumas voltas para retirar a água em excesso e depois basta colocar a alface numa taça ou saco plástico no frigorífico.
Terão assim a alface já lavada e pronta a consumir sempre que desejarem, sem gastar euros extras na compra de embalagens prontas a usar.
Quanto ao "Feito em Casa", tem mais apresentações esta semana. No sábado (16/4) pelas 17h30 na livraria Bulhosa do Oeiras Parque, e no domingo (17/4), às 16h na FNAC de Cascais. E não é tudo: a partir de hoje o "Feito em Casa" é também uma rubrica mensal no programa "Mais Mulher" ( hoje, 19h no canal sic mulher) - não haverá receitas, mas sim sugestões para simplificar a vida doméstica.

E para não se centralizar tudo em Lisboa, haverá também um workshop no Porto, no porto.come, dia 29 de Maio pelas 11h30.

terça-feira, 12 de Abril de 2011

Pequeno Almoço de Fim de Semana

Algumas coisas boas e que nos fazem sentir bem, não têm que custar muito dinheiro, nem fugir ao orçamento familiar. É o caso do pequenos almoços, principalmente ao fim de semana. Cá em casa o sábado é dia de pequeno almoço cuidado, tomado com tempo, enquanto conversamos. Fazemos o mesmo que tantas pessoas fazem indo até padarias e cafés. A diferença é que o fazemos em casa. E quando o tempo começa a melhorar sabe ainda melhor, pois é tomado na varanda.
E temos sempre pão fresco, acabado de cozer na máquina do pão ou no forno, café, sumo de laranja natural, e, algumas vezes ovos mexidos, outras vezes panquecas, muffins, croissants ou bolo. E depois há sempre as compotas, a manteiga, o fiambre e queijo, iogurtes, leite e cereais.
Uma excelente maneira de começar bem o fim de semana e de o fazer sem gastar dinheiro fora de casa!

terça-feira, 5 de Abril de 2011

Caldo de Frango Caseiro

Como já devem ter percebido, eu não gosto muito de usar produtos pré preparados, confeccionados ou prontos a usar. Faz-me um bocadinho de confusão usar coisas que eu não sei bem o que levam, e que estão carregadas de nomes estranhos.  Os cubos de caldos concentrados raramente entraram cá em casa, e normalmente opto por fazer os meus próprios caldos, que depois congelo e uso quando necessito.
Compro muitas vezes o frango inteiro, e já em casa separo-os em partes: coxas, pernas, assas e os peitos. O que significa que costumo ficar com o osso do espinhaço e os miúdos do frango. Claro que não deito nada fora!
Numa panela coloco essas partes (mas também podem comprar asas de frango ou até fricassé para fazerem caldo!) água, uma cebola, uma cenoura, salsa, e, se tiver,  a rama de um alho francês. Tempero de sal e deixo cozinhar em lume brando durante 1h, 1h e pouco.
Depois basta passar por um passados e guardar o líquido em caixas pásticas ou até em frascos de vidro no congelador.
Quando preciso de usar num risotto, num prato de carne, ou até para fazer uma canja rapidamente, basta descongelar directamente na panela ou no microondas. E tenho a certeza que deverá ser mais saudável do que os caldos de compra industriais.