terça-feira, 29 de Maio de 2012

Redecorar sem Orçamento para Gastar

Muitas vezes pensamos em como gostaríamos de dar um novo ar à nossa casa. Mas estão para estas  o orçamento da maioria de nós está bastante limitado e não há possibilidade para estas extravagâncias.
Mas, há coisas simples e sem custos (ou verdadeiramente económicas) que podemos fazer para dar um novo ar à nossa casa. Afinal não há nada como o espaço onde habitamos e é nele que nos devemos sentir bem e confortáveis. Ficam então algumas sugestões:

 - Decore com flores:

Utilize flores do seu jardim ou campestres e faça pequenos arranjos e disponha-os em cima da cómoda, na mesa da sala, ou por cima da lareira. A sua casa ficará logo com um ar mais fresco e a chamar a primavera e o calor, além de ser um apontamento de cor numa divisão.Como jarras poderá reutilizar garrafas, frascos e até latas.

- Móveis:

Não precisa de comprar móveis novos para se sentir numa casa nova. Experimente reorganizar a posição do sofá, das mesas ou das cadeiras. Também poderá trocar móveis entre divisões e assim, rapidamente verá a sua casa com outros olhos. Poderá ainda, se tiver habilidade para tal, pintar um móvel antigo que herdou da avó ou da tia, trocar puxadores. E é sempre uma boa solução perguntar aos familiares e amigos se não têm algum móvel perdido em alguma arrecadação, sotão ou garagem. Para eles poderá ser um alívio livrarem-se dele e para si poderá ser o que precisa para dar uma nova vida à sua casa.

- Troque os cortinados e tapetes:

Quando digo trocar, não me refiro a comprar novos. Mas já experimentou colocar o tapete da sala no escritório e o da sala no hall de entrada? E os cortinados que habitualmente estão na sala no quarto? Bastam pequenas mudanças de lugar para um novo ambiente. Outra solução económica e trocar as capas de almofadas - que poderá facilmente fazer - para dar um novo apontamento de cor num quarto ou numa sala.

- Decore com velas:

Sejam velas grandes ou pequenas, são perfeitas para criar ambientes mais intimistas. Coloque.as em copinhos e espalhe-as pela casa, acendendo-as quando cai a noite. Perfeito para quando recebe amigos.

- Fotos ou quadros:

Em vez de fotos espalhadas pela casa, porque não dispô-las todas na mesma parede? Outra solução é decorar com ilustrações de livros, telas feitas por si, ou pinturas das crianças. Basta comprar moldura simples de vidro e terá uma decoração bonita e económica.

 – Caixas:

Aproveite velhas caixas de sapatos e forre-as com um papel autocolante a seu gosto. Depois, ao reorganizar um espaço aproveite para o desimpedir e retire os objetos em excesso colocando-os nas caixas que poderá usar como um novo elemento de decoração numa prateleira, por exemplo.
Ao desimpedir o espaço aproveite para dar destaque às suas peças favoritas e lembre-se que “menos é mais”.

- Nova decoração no quarto:

Basta trocar a colcha e as almofadas do seu quarto - certamente que terá mais de uma colcha - para o seu quarto parecer logo diferente. Aproveite para adequar a cor e os tecidos à época do ano. Dê uma volta pela casa e descubra objectos que se adeqúem à nova palete de cores e incorpore-os na divisão.

- Mantas:

Para mim são um elemento decorativo perfeito e dão o toque final a qualquer decoração.No quarto coloque-a aos pés da cama; na sala tenha-a sobre dobrada nas costa do sofá, pronta a usar; no escritório no braço do cadeirão; e no quarto das crianças, pendure-a no berço.

quinta-feira, 24 de Maio de 2012

Notícias da Horta 4

Continuam as novidades na horta!
Na ultima semana plantei mais alfaces - que estão com um aspecto esquisito, mas debaixo daquelas folhas secas já estão novos rebentos - uma vez que já comemos todas as outras! Todos ficam espantados com o tamanho das minhas alfaces, mas a verdade é que se deram lindamente!.
Já tenho 2 courgetes pequeninas. Vamos a ver como se continuam a portar. E as abóboras já cá não moram...foram para casa dos meus avós, mas se continuarem a crescer eu depois digo-vos como correu.
Os morangos também estão crescidos e já tenho alguns bem vermelhinhos. As framboesas estão mas atrasadas, mas parecem-me a crescer bem.
Quanto ao tomate chucha, estão crescidos e já há mais uns quantos a nascer. O tomate cereja está mais atrasado, mas começam a ver-se as primeiras flores, o que é sempre um bom sinal.
Entretanto transplantei os pimentos - e eram tantos pés que a minha cunhada D. adotou alguns.
A salsa, os coentros e o manjericão continuam bonitos e viçosos, e a rucula, desde que a mudei de sítio, parece estar a dar-se melhor.
O limoeiro continua com muitos e amarelinhos limões, e perfeitos para serem colhidos ao sabor da vontade da cozinheira está o louro, a hortelã e o tomilho!
Ao que parece tudo continua bem na horta. E eu estou mais orgulhosa do que nunca. Quem diria, que uma mata plantas como eu conseguia manter todas estas plantas? Está visto que só se for para comer é que a coisa sobrevive....

terça-feira, 22 de Maio de 2012

Da Abóbora Congelada

O facto de não desperdiçar nada cá em casa é o facto de muitas e muitas coisas acabarem no congelador. Claro que isto não é uma coisa má. Na minha arca ainda existem alguns tomates grandes e sumarentos do verão passado, pimentos em tirinhas e estou a gastar o ultimo saquinho com courgete para as sopas. Há algumas frutas congeladas para os batidos e feijão e grão cozidos e prontos a usar.
Daqui a pouco tempo será altura de a começar a encher novamente, quando começar a abundância da primavera e do verão (espero eu!).
Mas a verdade é que existe uma gaveta cheia apenas com abóbora em cubinhos. E apesar de a ir usando na sopa e por vezes para misturar em puré de batata, não há maneira de conseguir gastar tanta abóbora.
Acontece que tanta abóbora congelada ocupa muito espaço necessário para outras coisas. Fiz então uma limpeza ao congelador e tirei muitos dos sacos que lá estavam. E o que fazer com a abóbora congelada? Compota! Sim, podemos fazer uma deliciosa compota usando abóbora que esteve congelada. Não fiz a compota da mesma maneira, mas mesmo assim ficou muito boa e foi uma óptima maneira de despachar a abóbora e ficar com uns frasquinhos para mim ou para oferecer.
Portanto, para além de a poder usar em sopas e purés (fica muito bom se misturar um pouco de abóbora no puré de batata), também podemos usar a abóbora congelada para fazer compotas. Em qualquer altura do ano!

Compota de Abóbora Congelada

Ingredientes para cerca de 3 frascos de 250ml:

1 kg de abóbora em pedaços  (pesada depois de descongelada e bem escorrida)
650g de açúcar
2 laranjas
1 pau de canela

Preparação:

Num tacho grande coloque a abóbora, o açúcar, o sumo e a raspa das laranjas e o pau de canela. Misture bem e leve ao lume deixando ferver cerca de 30 minutos. Ao fim desse tempo retire o pau de canela e com a varinha mágica triture o doce até ficar com uma textura fina.
Volte a colocar o pau de canela e deixe ferver em lume brando até o doce ter a consistência desejada.
Coloque depois em frascos devidamente esterilizados. Feche-os e volte-os de cabeça para baixo para ganharem um vácuo natural.
Guarde depois como habitualmente.

quinta-feira, 17 de Maio de 2012

O que fazer às coitadas das bananas...

Se há fruta que anda a rebolar pela fruteira, são as bananas. Já lá vai o tempo em que estas eram das minhas frutas favoritas, e o M. também não lhes acha muita graça. Cá por casa não há crianças e portanto só se comprar bananas de vez em quando e quase sempre para fazer bolos, batidos, gelados e afins.
Acontece que andava com vontade de fazer um bolo de banana e chocolate e coloquei as bananas na minha lista de compras. Acontece também que ao ir fazer compras as bananas estavam em promoção, e eu logo me lembrei de comprar uma quantidade maior e de as congelar para mais tarde utilizar nos batidos, para fazer um gelado delicioso de banana que adoramos e também o tal bolo.
Lá vieram as bananas cá para casa. A maior parte foi logo congelada em saquinhos para os ditos batidos e gelado (que consiste em triturar banana congelada no robot de cozinha e juntar, se gostarem, pedacinhos de chocolate ou um pouco de manteiga de amendoim - ou ambos - e comer logo de seguida!).
Os batidos de verão são óptimos feitos com fruta congelada, e o gelado de banana é feito mesmo assim, com as bananas previamente congeladas, portanto tudo saiu como planeado. Acabei foi por não fazer o bolo de banana e chocolate, mas deixei as ditas na fruteira à espera de serem consumidas. Os dias foram passando e as bananas lá ficaram sem que ninguém lhes tocasse. Estavam num ponto que não poderiam esperar muito mais. Ainda me passou pela cabeça congelar mais umas doses de banana, porque entretanto me passou a vontade de fazer o bolo de banana, ou o bolo de banana e chocolate ou ainda o pão de banana da hummingbird. Mas, depois lembrei-me de uns queques de banana e canela. Fiz, levei alguns aos meus pais e irmã e os restantes congelei. Para assim, aos poucos e poucos retirar e ir comendo conforme a vontade sem deixar nada estragar.
Portanto há muito que fazer às bananas que ficam esquecidas na fruteira: bolos, queques e batidos é o habitual. Congelar em saquinhos para utilizar em qualquer altura num batido ou para fazer este gelado ultra rápido e saboroso é que não sei se sabiam... por isso aqui fica a partilha.
Agora já sabem que mais podem fazer às bananas sem as deixar estragar!

segunda-feira, 14 de Maio de 2012

Utensílios De Cozinha - Básicos ou Essenciais

Há muito tempo que esta pergunta me tem sido feita. Que utensílios considero essenciais? Quais são as coisas básicas que uma cozinha deve ter? O que devemos mesmo comprar quando estamos a montar uma casa - e a cozinha - que nos permita depois cozinhar sem falhas?
Estas não são perguntas muitas simples de responder, mas vou tentar esclarecer estas questões. Claro que se trata da minha opinião pessoal e da minha experiência e é óbvio que para alguns poderão faltar, ou estar englobados, outros utensílios. Depende do que cozinham, do vosso grau de experiência, se fazem bolos e bolachas...O que se segue é apenas um ponto de partida para poder auxiliar quem assim entender.

1 - Tachos e panelas - Não é preciso um trem de cozinha de 24 peças, mas 2 tachos de tamanhos diferentes, assim como 2 panelas, 1 caçarola pequena  e 2 boas frigideiras anti-aderentes (obviamente de 2 tamanhos diferentes) são mais do que suficientes para iniciar. A isto ainda poderá juntar - sem se sejam essenciais - 1 wok e 1 chapa para grelhar em material anti-aderente.

2 - Utensílios do dia-a-dia - Os utensílios devem sem em materiais que não risquem ou estraguem os revestimentos anti-aderentes. Deveremos ter 2 ou 3 colheres de pau (ou materiais plásticos como o silicone), 1 espátula, 1 pinça comprida para virar coisas nas frigideiras ou no forno sem nos queimarmos, 2 ou 3 facas de tamanhos diferentes: mais pequena para descascar, maior para cortar e uma faca para o pão e uma tesoura de cozinha.

3 - Pequenos equipamentos - Uma varinha mágica, de preferência daquelas com variados acessórios que facilmente se transformam em picadora e batedeira é uma excelente compra. Uma balança digital, principalmente se gostar de fazer bolos e doces. Quanto a outras máquina não são essenciais, mas é uma questão de depois ir vendo o que lhe faz falta.

4 - Forno - Alguns tabuleiros em louça ou pirex para cozinhar alimentos no forno são essenciais. Não precisa de muitas coisas. Para começar 2 ou 3 tabuleiros rectangulares de tamanhos diferentes são suficientes.

5 - Para Bolos - Se também gosta de fazer bolos, bolachas e sobremesas convém juntar a estes utensílios 2 taças plásticas para misturar, uma espátula raspa-tudo, 1 forma de bolo sem buraco, outra com chaminé, uma forma de bolo inglês, pelo menos um tabuleiro rectangular e forminhas para queques ou empadas (ou um tabuleiro com o mesmo efeito com 12 divisórias)

6 - Diversos - Tábuas para cortar alimentos, um copo medidor, um ralador para citrinos de boa qualidade, um saca rolhas, um descascador de vegetais, uma vara de arames, um pincel de silicone e  um passador de rede são também alguns dos artigos que deverá ter.

terça-feira, 8 de Maio de 2012

Notícias da Horta 3

A mini-horta já está a dar frutos! Esta semana comemos a primeira alface e outras se seguem! Estão enormes com folhas firmes e crocantes. Já estou a contar em plantar mais para termos alfece durante mais algum tempo!
Nos tomateiros chucha há já 3 tomates crescidos, e os cereja continuam a crescer a olhos vistos mas ainda sem sinais de frutos. Já há muitos morangos a crescerem, salsa e coentros quase bons para começar a consumir e as minhas courgetes estão cheias de flor apesar de não saber se alguma coisa vai sair dali.
Entretanto o vaso das abóboras vai para o terreno dos meus avós para conseguirem crescer e dar frutos. A rucula não tem gostado muito deste tempo de chuva e está feiosa e pouco crescida. Os pimentos crescem lentamente e o limoeiro continua carregado e cheio de flores e rebentos novos.
O loureiro, o tomilho e a hortelã lá continuam sem dar grandes cuidados e trabalhos.
O balanço até agora tem sido positivo: alfaces deliciosas, morangos, tomates, salsa e coentros a crescer e a dar frutos. Quanto ao resto é continuar a esperar e a cuidar.
Quem mais já começou a colher os frutos das hortinhas?

terça-feira, 1 de Maio de 2012

Flores de Maio

Apenas uma ideia simples de como decorar com flores e com garrafas de vidro reutilizadas e assim dar um novo ar a uma sala, quarto ou até um arranjo para colocarem na mesa no dia da mãe!