quinta-feira, 28 de Março de 2013

Sugestões para a Páscoa 2013

A Páscoa está à porta e é mais do que altura de por a mão na massa e preparar os folares para dar aos afilhados, e de preparar outros mimos e decorações associadas à época.
Nos último anos, tenho feito sempre os folares segundo a receita da minha avó Celeste, e outros mimos como os cupcakes do ano passado, ou ovos de salame e umas bolachinhas em forma de coelhinhos para oferecer.  E até trufas, bombons e amêndoas torradas já saíram da cozinha para dar aos compadres, afilhados e família.
Na minha mesa não faltam as receitas tradicionais de cabrito ou borrego assado e de um delicioso pão de ló molhadinho, tudo sugestões que podem encontrar neste blogue ou no As Minhas Receitas.

Para a decoração da casa e outras ideias, aqui ficam algumas sugestões:

- Faça uma “árvore de Páscoa”. Normalmente aproveito alguns ramos e galhos que coloco numa jarra e decoro com ovinhos de Páscoa pintados. Para isso faço um pequeno furo , com a ajuda de uma agulha. Nas extremidades do ovo e sopro com força para sair a clara e a gema (que depois são aproveitadas para cozinhar). Depois de deixar secar bem os ovos, pinto-os com as cores e os motivos da minha preferência, coloco um fio, e penduro-os nos galhos para formar a árvore.

- Outra decoração que gosto de usar, são as velas que se encontram à venda com a forma de ovos. São sempre bonitas para colocar na mesa, juntamente com flores que nos fazem lembrar a primavera.

- Com cartolina recorto desenhos de coelhinhos, galinhas e até sinos e faço pequenos marcadores de lugar.

- Como faço sempre pequenos cabazes para oferecer na Páscoa, aproveito as decorações de cartolina de coelhos ou galinhas para fazer etiquetas com os nomes dos afilhados ou amigos ou faço pequenas caixas que depois decoro com esses motivos.

- Os folares de Páscoa são sempre devidamente embrulhados em papel de seda ou celofane e são depois distribuídos pela família e amigos.

- Outra coisa que costumo oferecer nesta altura, e que também serve para colocar na mesa como mimo aos convidados, são pequenos ovinhos de chocolate, feitos com receita de salame de chocolate e que são depois embrulhados em papel seda.

- Poderá ainda fazer-se bombons de chocolate, bastando para isso derreter no microondas ou em banho Maria chocolate de boa qualidade e encher depois moldes próprios para bombons. Depois de solidificados encho pequenos saquinhos de celofane, fecho com um laço bonito e ofereço com os votos de uma Santa Páscoa.

- Para um bolo festivo dedicado ao tema o ideal é fazer um “ninho” como decoração. Basta fazer o seu bolo favorito e fazer ao centro do bolo um ninho com fios de ovos. Decore depois com ovinhos de chocolate de compra, ou com um coelho ou galinhas de chocolate. Poderá fazer também o mesmo em cupcakes invididuais (queques) e colocar cada um no local de cada convidado com o respetivo nome.

segunda-feira, 25 de Março de 2013

Kit de Receitas para Principiantes

Um blogue de economia doméstica, não é um blogue sobre (ou apenas sobre) poupanças. Tenta ser uma partilha de ideias, sugestões e organização para a vida doméstica. E isso engloba variadas temáticas. No meu caso, como gosto de cozinhar e também tenho um blogue de receitas, é normal que as coisas fujam sempre mais para o lado da cozinha e da comida.
Quando passamos a ter a nossa casa e passamos a ser nós a gerir o nosso lar e todas as tarefas associadas à responsabilidade de ter uma casa, há muito a explorar e muita coisa que pode correr mal. Para uns a dificuldade em organizar as roupas, para outros a dificuldades em ter um esquema de tarefas e de limpeza da casa. E para muitos – pelo menos os que me contactam mais – a dificuldade em passar a cozinhar e de estabelecer as ementas semanais ou algo semelhante para que tenham sempre uma refeição saborosa e do agrado de todos na mesa.
Se para mim, e muitos como eu, cozinhar sempre foi a tarefa doméstica mais fácil e agradável, para outros é um tormento. Então, como podemos “contornar” este problema de não sabermos cozinhar muito bem, e de nunca sabermos o que cozinhar?
Não sei se alguém fez ou ainda faz isto, mas eu, desde miúda que tenho uns caderninhos com receitas escritas à mão. Inicialmente eram as receitas de sempre, que se faziam lá em casa: os chamados clássicos de família. Receitas simples e de todos os dias e que corriam sempre bem. Com a idade e a pratica a complexidade das receitas acrescentadas foi aumentando, mas naquelas páginas há umas poucas receitas simples, infalíveis e de todos os dias que podem bem ser a base de tudo aquilo que cozinho atualmente.
Então, se estão agora a começar a vossa vida de forma independente, e se vêm a ter de cozinhar todos os dias – ou porque casaram/juntaram, ou porque foram viver sozinhos, ou porque estão a viver longe dos pais – um kit de receitas para principiantes é algo que devem ter a todo o custo.
Arranjem um pequeno caderno – ou uns cartões em cartolina – e apontem umas quantas receitas que vos ajudem a começar a cozinhar. Peçam ajuda à mãe, sogra ou avó. Vejam em blogues e livros, ou simplesmente anotem as vossas receitas favoritas, que já testaram e que sabem ser simples para o dia a dia e do agrado de todo. Por exemplo: uma carne picada à bolonhesa; uma receita de bacalhau; um tempero para assado que tanto dê para peru, carde de porco, frango ou borrego; sopa; arroz; umas receitas simples de massas; bifes ou costeletas no tacho à moda da avó; o bolo da tia; ….
E enquanto são principiantes na cozinha, vão ver que este pequeno sortido de receitas poderá fazer milagres na altura de cozinhar. Depois é uma questão de ir acrescentando receitas que já tenham experimentado e que realmente sirvam o vosso dia-a-dia.
E se gostarem de cozinhar e quiserem dar uma ajuda a um familiar ou amigo mais perdido nesta questão de cozinhar, sejam uns queridos e escrevam-lhes umas quantas receitas que os podem ajudar a começar a cozinhar. Apesar de não ser bem com o mesmo propósito, há uns anos escrevi um pequeno caderno de receitas à minha irmã, com todas as suas receitas favoritas. Foi uma das prendas que mais gostei de preparar (sim, foi todo escrito à mão!) e de oferecer. Fica a sugestão.

quarta-feira, 20 de Março de 2013

Aproveitar Promoções #1

Com a quantidade de artigos em promoções, a utilização de vales e os alguns descontos vantajosos, seria uma pena se não soubéssemos aproveitar e comprar de forma mais inteligente.
Há uns tempos comprei (numa promoção) meia bola de queijo flamengo que me ficou a menos de 3€ para cerca de 600g de queijo. Pessoalmente cá em casa compramos queijo fatiado para as sandes, mas este era uma excelente oportunidade, principalmente porque eu já tinha algo em mente. Em casa bastou ralar o queijo e dividir em saquinhos de congelação. Agora há queijo para as pizzas caseiras ou para gratinar um qualquer prato. E o preço? Muito mais em conta do que comprar queijo já ralado no supermercado.
O queijo congela bastante bem, e desde que seja para usar em gratinados e pizzas fica resulta perfeitamente.
Outra coisa que também aproveitei para comprar com desconto foi fiambre, que também é algo que consumimos todos os dias nas sandes e torradas do pequeno almoço. Metade do preço em fiambre português da pá era algo para não desperdiçar. Comprei cerca de um quilo que dividi depois em doses de 150 gramas. Embalei em papel de alumínio e coloquei dentro de um saco de congelação e congelei. Quando acaba, basta tirar uma embalagem e deixar descongelar no frigorífico com duas folhas de papel absorvente de cozinha por baixo do fiambre para absorver o excesso de humidade.
O fiambre fica ótimo na mesma, e é uma maneira de aproveitar as promoções comprando em maior quantidade e prolongando assim a vida de um produto mais perecível.
Também fazem o mesmo?

quarta-feira, 13 de Março de 2013

Sugestões para o Dia do Pai (19 de Março)

O Dia do Pai está a chegar. E quem não gosta de mimar o pai? Claro que ele merece todos os beijinhos, atenções, cuidados e miminhos que lhe pudermos dar.
Mas vamos esquecer a vertente comercial deste dia, e tentar dar-lhe um significado mais caseiro e verdadeiro. Dar importância às pessoas e aos momentos, pois as melhores recordações serão sempre estas. Vamos dedicar este dia a mimar o pai!

1 – Cartões feitos em casa
Faça um cartão em vez de comprar

Faça um cartão personalizado para oferecer ao seu pai ou, um cartão para o pai dos seus filhos com a ajuda destes.
Com cartolinas ou cartão grosso, canetas de feltro, papeis ou tecidos coloridos, lantejoulas, purpurinas faça motivos personalizados e escreva uma mensagem com significado.

2 – Foto dos Miúdos
Escolha uma foto bonita para oferecer

Procure uma foto atual dos seus filhos, ou uma foto de si com os seus irmãos para oferecer ao seu pai.
Aproveite para reciclar uma moldura antiga que tenha em casa (ou dar uma vida a uma moldura feia ou baratucha). Pinte-a de novo, aplique patine ou forre-a a tecido e coloque a foto escolhida por si. Uma prenda para o pai colocar no escritório ou na mesa-de-cabeceira.

3 – Bolachas do Pai
Prepare bolachas para um pai guloso

Escolha a sua receita favorita de bolachas, prepare-as e corte-as com forma de coração. Cubra com glacê simples preparado com açúcar em pó e um pouquinho de sumo de limão, cubra as bolachas e deixe secar. Depois, com uma caneta de tinta comestível ou uma bisnaga de chocolate escreva mensagens para o pai nas bolachas. “Gosto de ti”, “Pai galinha” ou “Super Pai”.

4 – Faça uma surpresa
E prepare uma saída com o seu pai

Que tal surpreender o seu pai com uma ida ao cinema, ao teatro, um passeio no parque ou um simples lanche em sua casa?
Não lhe conte nada das suas intenções e envie-lhe uma mensagem misteriosa e intrigante com a hora e local de encontro.

5- Ofereça o seu tempo
E ajude o seu pai

O seu pai anda há meses a adiar a arrumação da garagem/livros/arrecadação… Ofereça-lhe, como prenda de dia do pai uma “senha de ajuda” para essa tarefa. Assim, ao mesmo tempo que organizam e arrumam, sempre podem passar mais algumas horas juntos.

6- Bombons Crocantes
Para cozinhar em família

Que tal aproveitar a desculpa do dia do pai para estarem em família na cozinha? E se são amantes de chocolate, que tal uns bombons rápidos e crocantes? Basta derreter chocolate e misturar com cornflakes e frutos secos. Com uma colher pequena coloquem pedacinhos da mistura em caixinhas de papel frisado e levem ao frigorífico até endurecer. Sirva com um café no final do jantar do dia do pai.

7 – Pequeno almoço especial
Que tal um pequeno almoço na cama para o Pai?

Com a cumplicidade das crianças levante-se um pouco mais cedo no dia do pai e preparem-lhe um pequeno almoço especial. Deixe que os seus filhos façam o sumo de laranja natural, ajudam a bater os ovos para uns ovos mexidos e ajudem a preparar as torradas e o café.
Depois coloquem tudo num tabuleiro bonito, com uma flor e um cartão e acordem o pai com beijinhos.

8 – Bolo para o Pai
Prepara um bolo comemorativo deste dia

Não há criança que não goste de ajudar na cozinha, principalmente a fazer bolos. Faça um bolo simples de iogurte ou pão de ló e deixe que as crianças o decorem a gosto. Façam uma cobertura simples e usem smarties para escrever a palavras Pai. Decorem o restante bolo com gomas, confeites ou raspas de chocolate.

9 – Dia para o Pai
Dedique-se ao pai durante este dia

Envie várias mensagens (sms ou mail) ao seu pai durante este dia. Vá tomar um café com ele e leve-lhe o jornal de todos os dias. Assim que ele chegar a casa vá buscar-lhe os chinelos ou as pantufas. Ouça pela milionésima vez as mesmas histórias com o espanto da primeira vez. Não discuta com ele mesmo que tenha razão. Aproveite para lhe dizer o quanto gosta dele – nunca são demais as vezes em que o faz.

10 – Cocktail Saboroso
Prepare algo para receber o pai

Faça um cocktail sem álcool para toda a família e brindem a mais um dia do pai. No copo liquidificador junte morangos, banana, kiwi, sumo de laranja e umas pedras de gelo. Triture bem até obter uma mistura espessa (se estiver demasiado grossa junte um pouco de água). Coloque em copos altos e decore com rodelas de laranja, folhas de hortelã e uma palhinha.

segunda-feira, 11 de Março de 2013

Ementa para esta semana #32

A pedido de várias famílias, e depois de um longo periodo sem ementas, elas estão de volta!

Segunda-feira, dia 11 de Março:
Jantar: Jardineira de Frango
Terça-feira, dia 12 de Março:
Jantar: Filetes com Crosta de pão, limão e ervas aromáticas
Quarta-feira, dia 13 de Março:
Jantar: Espetinhos de Peru com Iogurte e Especiarias
Quinta-feira, dia 14 de Março:
Jantar: Talharim com Atum, Malagueta e Espinafres
Sexta-feira, dia 15 de Março:
Jantar: Costeletas de Porco com Salteado de Couve Roxa e Maçã
Bolo para o fim de semana:  Bolo de Chocolate no Microondas
Sábado, dia 16 de Março:
Almoço: Carapaus Assados com Vinho Tinto
Jantar: Almôndegas no Forno com Tomate, Mozarella e Azeitonas
Domingo, dia 17 de Março:
Almoço: Gratinado de Bacalhau e Brócolos
Sobremesa: Delícia de Leite
Jantar: Quesadilhas de Bacon e Tomate

Lista de Compras:

Frango
chouriço
tomate
pimento
bifes de peru
iogurte natural
filetes de peixe
queijo ralado
talharim
atum
espinafres
malagueta fresca
ovos
manteiga
chocolate de culinária
natas
tortilhas de trigo ou wraps
bacon
queijo fatiado
carne vaca picada
tomate cereja
mozarella fresca
manjericão
bacalhau
brocolos
carapau grande
costeletas de porco
couve roxa
maçã

Na Despensa lá de casa:

ervilhas
cebola
alho
louro
massa de pimentão
batatas
sal
pimenta
azeite
malagueta seca
limão
colorau
cominhos
pão
tomilho
salsa
açúcar
farinha
leite
óleo vegetal
cacau em pó
fermento
essencia de baunilha
azeitonas pretas
molho de tomate
pão ralado
vinho tinto

quarta-feira, 6 de Março de 2013

Consumir Produtos da Época

Quando se fala em controlar o nosso orçamento com a alimentação, uma das coisas que mais se fala e ouve falar, é acerca de consumir os produtos da época (e nacionais!!) que, de uma maneira geral são as escolha mais baratas.
Mas o que é muitas vezes difícil é saber exatamente quais são os produtos da estação, uma vez que os supermercados e até os mercados estão cheios de outros produtos “fora de época”.
Segue uma pequena lista que poderá ajudar a escolher os produtos da estação. E assim, não só poderemos estar a consumir mais barato, mas também de uma forma mais sustentável. E claro, consumir o que é nacional!

Janeiro e Fevereiro:
Maçã, pera, romã, citrinos (laranja, tangerinas, clementinas, limões)
Couves (de todos os tipos), grelos e espigos, acelgas, espinafres, nabo, alho francês

Março e Abril:
Maçã, pera, citrinos, morangos
Couves (de todos os tipos), espinafres, acelgas, nabo, agrião, brócolos, pepino, alho francês

Maio e Junho:
Maçã, cerejas, ameixas, morangos, alperces, pêssegos, laranja, nêsperas
Espinafres, Espargos, agrião, pepino, brócolos, rabanetes, ervilhas frescas, courgette, alface, favas, batatas novas, pimento

Julho e Agosto:
Alperce, cerejas, ameixas, figos, morangos, framboesas (e outros frutos vermelhos), pêssego, melancia, melão, meloa
Alcachofras, feijão verde, favas, brócolos, courgette, pepino, alho francês, tomate, ervilhas, batata nova, espinafres, beterraba, alface, pimento

Setembro e Outubro:
Damascos, ameixas, figos, romã, frutos vermelhos, limão, pêssego, laranja, clementinas, maçã, marmelo, uvas
Feijão verde, favas, beterraba, brócolos, courgette, pepino, alho francês, alface, abóbora, milho, tomate, agrião, batatas, pimento

Novembro e Dezembro:
Romã, Laranja, clementinas, maçã, marmelo, limão
Beterraba, brócolos, couves várias, alho francês, batatas, abóboras, espinafres, nabo

segunda-feira, 4 de Março de 2013

O Balanço – Fevereiro o mês sem gastar

Eu sei que muitas pessoas não concordaram muito com esta ideia de “um mês sem gastar”. Felizmente cada um de nós é livre de ter uma opinião e de a expressar cordialmente.
De qualquer maneira, sei que houve pessoas que quiseram passar este mês sem gastar em coisas supérfluas, tal como eu.
Confesso que não foi assim tão fácil. Apesar de ter plena consciência dos meus gastos mensais e de saber ao certo para onde vai o meu dinheiro todos os meses e de saber que sou até bastante controlada com os meus gastos. Mas é sempre mais difícil não gastar deliberadamente. Pensar efetivamente em todos os nossos gastos, euro a euro, cêntimo a cêntimo. Se por um lado tenho a felicidade de ainda poder gastar algum dinheiro em coisas menos essenciais, por outro lado não deixa de ser “pouco confortável” pensar em quem tem de diariamente fazer esta “ginástica” de tentar esticar o orçamento e que o fazem não num mês sem gastar, mas sim todos os meses e todos os dias. E acho que foi nisso que mais pensei durante este mês, em como é ter obrigatoriamente de deixar de lado todos os pequenos luxos, todos os pequenos gastos que nos dão vidas mais confortáveis.
Para mim foi só um mês em que não fui tomar café fora. E em que não comprei as minhas revistas de culinária e em que não fiz o meu lanche e almoço mensal com as minhas amigas. Foi um mês em que não comprei nada para mim, nem comprei nada menos necessário no supermercado. Um mês em que aproveitei para gastar mais as coisas que já tinha em casa – no frigorífico e na despensa, fazendo algumas novas experiências culinárias. Mas para mim foi só isso. Foi evitar alguns gastos durante um mês. Porque sei que depois deste mês ainda posso voltar a fazer os meus pequenos gastos supérfluos habituais, e que eles, por enquanto ainda podem fazer parte do meu orçamento.
O mês sem gastar poderia servir para muitas coisas. Para poupar para um objetivo familiar ou pessoal, para termos uma noção maior dos nossos gastos, para equilibrar um mês em que se gastou mais, para ensinar aos filhos o valor do dinheiro, para percebermos o que é termos de viver com menos do que temos atualmente…
Eu consegui não gastar uns simpáticos euros no mês de fevereiro (nada de especial que eu também não sou muito esbanjada!). E em vez de os colocar no mealheiro, ou no envelope para despesas futuras ou para um “pé de meia” ou fundo de maneio ou para pagar alguma dívida, decidi que os meus euros não gastos em coisas supérfluas durante o mês de Fevereiro, iam servir para outra coisa mais solidária.
Mas claro, cada um de nós é livre de usar o seu dinheiro da forma de achar mais correta e consciente. Esta foi a minha experiência. E as vossas?

(E desculpem esta longa ausência sem postar... O tempo foi pouco para tudo, principalmente por causa do novo livro. Mas estou de volta, prometo!)