quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Organizar as compras do Supermercado

Existem inúmeros supermercados, inúmeros produtos e inúmeros preços. Todos nós consumidores, somos bombardeados com todas estas coisas.
É preciso saber comprar. É preciso saber comparar produtos, quantidades, preços e qualidade.
E isto vai muito dos gostos pessoais de cada um.
Se, na maioria dos casos, escolho produtos de linhas brancas que têm uma excelente relação qualidade/preço, outros há em que só compro uma marca específica.
Isto é algo que um consumidor não poderá aconselhar o outro. Depende do gosto pessoal, e não tem nada a ver com saber fazer compras.

Vou dar aqui o meu conselho de como considero a melhor maneira de ir e planear ir às compras.
A que considero mais eficaz, rápida e pratica e que, depois de uma análise cuidada aos produtos, nos poderá permitir poupar alguns euros: primeiro porque evita comprarmos o que não precisamos, e depois porque permiter comprar produtos mais baratos e de igual ou superior qualidade.

- Planear a Ementa Semanal:

Pode parecer uma coisa disparatada e que demora muito tempo, mas 15 minutos por semana a planear as refeições familiares, permitem elaborar uma lista de compras muito mais completa e evita que compre coisas que não vai necessitar.
Começe por planear todas as refeições que vai fazer em casa: diversifique ao máximo a alimentação. Alterne carne e peixe, inclua a sopa, os acompanhamentos e legumes e fruta.
Se durante essa semana tiver algum jantar em casa com amigos e/ou familiares, planeie também a ementa que vai servir.
Pode tabém aproveitar para perguntar à família aquilo que querem comer, e assim planear as refeições de modo a agradar a todos.

- Faça a Lista de Compras:

Depois de planear as refeições faça a lista de tudo o que tem que comprar para as preparar, e nas quantidades que irá necessitar, de modo a não ficar com inúmeros restos de coisas que não sabe quando irá usar.
Vá até à sua despensa e arca frigorífica e frigorífico e veja se têm todos os básicos
(arroz, massas, leite, ovos, leguminosas secas, enlatados, especiarias, vinagre, azeite, óleo, farinha, açúcar, café, manteiga...).
Se vir que lhe falta algum ou que alguma coisa está prestes a acabar, acrescente-a à sua lista de compras.
Acrescente depois à lista a fruta, os legumes, iogurtes, queijo e fiambre, bebidas, pão, ou outros alimentos de que necessite para lanches ou pequenos almoços de todos os membros da família.
Passe depois revista aos produtos de limpeza, detergentes, guardanapos, papel higiénico, rolo de cozinha, produtos de higiéne pessoal e outros itens que costume comprar no supermercado e que esteja a necessitar.
É obvio que indo às compras 1 vez por semana, não vai comprar por exemplo detergentes todas as semanas. Mas, se passar revista quando está a fazer a lista de compras à sua despensa e frigorífico, será muito mais difícil deixar coisas por comprar.
Não inclua por hábito na lista coisas desnecessárias e que não irão fazer bem a ninguém em sua casa, como batatas fritas de pacote, bolachas, bolos, chocolates... São dinheiro mal gasto, e não fazem bem à sua saúde.

Sou apologista das listas semanais: normalmente é necessário comprar frutos e legumes 1 vez por semana, bem como iogurtes, queijo e fiambre. Por experiência própria cheguei à conclusão que é mais simples ir uma vez por semana às compras, usando este método. Além disso é mais fácil planear refeições semana a semana do que mês a mês, e permite assim poupar algum dinheiro, porque vamos comprar de acordo com aquilo de que necessitamos, e não por atacado.

- Vá às compras:

De certeza que conhece os supermercados e os hipermercados da sua zona, e de certeza que sabe onde encontrar os melhores produtos aos melhores preços.
Se ainda não o fez, perca 1 manhã ou uma tarde a comparar os preços e produtos. Vai ver que existem produtos iguais mais económicos nem lado do que noutro, e que as linhas brancas da maioria dos supermercados têm uma excelente relação preço/qualidade. Se não está convencida disso, experimente. Se não gostar ão tem que voltar a comprar, e se gostou pode poupar algum dinheiro com esses novos produtos.
Num mês pode poupar mais de 50€ se comprar produtos de linhas brancas em detrimento de marcas mais conhecidas. São mais de 600€ por ano!

Salvo algumas excepções, quase que só compro produtos de linha branca nos hipermercados. Na minha opinião são tão bons como o de marcas conhecidas, e bastante mais baratos. Além disso é preciso perceber uma coisa: apenas grandes e conhecidas marcas têm capacidade para produzir para elas mesmas e ainda para grandes cadeias de hipermercados.
Pense bem porque é que a Kellogs diz nos seus anuncios publicitários que não produz para outras marcas... A Kellogs pode não produzir, mas a Nestlê, a Nêscafé, a Panrico, a Unilever (que detêm a maioria das marcas dos detergentes como o Skip e a Colgate).
Portanto experimente, compare preços e tire as suas próprias conclusões. Depois faça contas ao fim do mês!

Tente não se desviar muito (ou mesmo nada) da sua lista de compras.
Tenha a noção que se comprar tudo aquilo que tem na lista, conseguirá fazer todas as refeições programadas. Para que é que necessita de mais coisas? Para a semana volta às compras. Tudo o que for acrescentando serão na sua maioria coisas de que certamente não necessita. Mas também não vamos ser sumíticos! Se vir algum coisa nova que lhe apeteça experimentar compre-a. Mas não faço disso a regra, mas sim a excepção!

18 comentários:

  1. Descobri este blog hoje.
    Gostei muito do que li até agora.
    Vou analisar mais um pouco, mas queria aqui deixar um testemunho em relação às marcas brancas.
    Tenho um familiar que trabalha numa unidade industrial de produção e embalagem de leite e derivados dos lacticínios, como os iogurtes, manteigas, etc.
    Segundo este familiar, e vou dar o exemplo do leite. Apenas a Marca Matinal, que é preparado independente dos outros leites, e a Mimosa que depois leva aditivos, consoante a sua função, Cálcio, Vitaminas, Crescimento, etc... são preparados em separado.
    Todas as outras marcas produzidas por esta unidade são feitas na mesma tina e apenas são empacotadas noutras embalagens consoante as encomendas...
    A maioria das marcas brancas, seja do feira nova/pingo doce, lidl, ou mesmo marcas como a gresso, são todos iguais e se repararmos nos preços, têm muitas diferenças.
    Isto tudo para dizer que também sou apologista das marcas brancas...

    ResponderEliminar
  2. Olá. Antes de mais, obrigada pelas dicas fantásticas que nos deixa.
    Eu à algum tempo atrás, não fazia lista de nada. Ia e comprava.
    Desde que encontrei o blog da Monica(Dona de casa perfeita), que tenho seguido algumas indicações dela e posso dizer-lhe que tenho poupado bastante,
    Seguindo agora este também, então é que vai ser.....
    Parabéns

    http://susel.blogs.sapo.pt

    ResponderEliminar
  3. Esta semana vi uma reportagem na Sic sobre um jovem engenheiro informático que geria cursos em que ensinava as pessoas a gerir melhor as suas finanças para lidar melhor com esta crise. Procurei, procurei pela net para mostrar ao meu marido esta reportagem. Encontrei, então esse jovem Encontrei-o neste site http://carteira.pt .
    É uma revista e parece que foi feita para grandes investidores. Não. Foi feita para qualquer pessoa. E de facto, como se diz, no poupar é que está o ganho. E talvez com esta crise possamos descobrir o que realmente precisamos para termos qualidade de vida.
    Já seguia o seu blog "As minhas receitas". Este também será seguido.
    Parabéns pela ideia!

    ResponderEliminar
  4. Nós, Portugueses, temos uma grande aversão ao planeamento. Talvez esta crise venha mostrar que não há melhor método, para poupar gastos supérfluos.Eu descobri o valor das Marcas Brancas depois de ter lido um artigo da DECO-Proteste, em que eles analizavam os produtos e chegavam à conclusão de que eram tão bons como os de Marca.E a qualidade/preço é muito compensatória.
    A sua dica é preciosa: Nunca entrar no Supermercado sem a Lista de Compras na Mão!
    Eu aponto sempre as despesas e tenho um programa no computador que me ajuda a ver em que itens estou a gastar demasiado.
    Bjs. Bombom

    ResponderEliminar
  5. É um bom conselho...
    mas nao sou eu que trato das refeiçoes cá em casa :)

    Já uso muitos produtos de linha branca! E são mesmo bons, não se ficam atrás daquelas marcas que todos conhecemos!
    bjca

    ResponderEliminar
  6. Concordo que as compras à semana saem mais económicas. Eu também optei por fazê-lo.

    Tenho uma família de 4 pessoas (1 ainda é bébé de 2 anos) e gasto uma média de 70€ por semana em compras. É verdade que só jantamos, não almoçamos durante a semana.

    Não vou a hipermercados. Faço as compras todos os Sábados de manhã no mercado municipal (tenho a sorte de ter um muito bom). Compro lá o peixe fresco e a carne, os legumes, a fruta, os frutos secos, o pão, os bolinhos, os tremoços, as azeitonas, o queijo, etc.

    Usamos um daqueles carrinhos de rodinhas e não demoramos mais do que 1 hora (nos hipermercados saio de lá cansada).

    Depois passamos pelo Lidle e compramos aquelas coisas de mercearia e higiene.

    Foi assim que consegui organizar as minhas finanças. Fujo de hipermercados.

    Obrigada.
    Hadassah

    ResponderEliminar
  7. Ola.
    Tambem descobri hoje to teu blog e já sou seguidora.
    Tambem gosto muito de controlar todos os meus gastos, porpar, reciclar e reaproveitar.
    Já que falaste do leite, eu compro Agros, mas realmente, acho que vou mudar para um de marca branca.

    Bom trabalho
    http://donadecasadesajeitada.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  8. Aqui por casa, uma das coisas que mais me aborrece é comprar comida para durar... os meus avós vieram passar o ano por aqui, compraram dois borregos. Como estavam em promoção (compra metade, leva o resto), investiram uns 50€ nos ditos.
    Compreendo que eles precisem de comprar muita comida, visto que onde vivem tudo é mais caro (um só borrego custa 80€). Mas nós aqui, temos acesso fácil À comida, agora além de não termos carne de borrego fresca, vamos ter de andar a comer carne de borrego de empreitada.
    Pode ter custado 25€, mas por esse dinheiro posso comprar outros tipos de carne, e qualquer coisa para a acompanhar... E quando apetecesse borrego, comprava-se meio quilo e pronto.
    Enfim... tenho de ir ver como andam as receitas de borrego ali pelo blog.
    O mal disto tudo é termos uma arca congeladora dos míticos tempos em que se matavam porcos! (outro valente desperdício de dinheiro...)
    Desculpem o desabafo.

    ResponderEliminar
  9. Quando ia ás compras levava lista do que faltava e não do q realmente ia precisar.

    Conclusão: após deitar coisas fora 2 ou 3 semanas seguidas, deixei de fazer compras.

    Esta "cabecinha pensadora" ainda não tinha associado as duas coisas: refeições e lista.

    Vou fazer a ementa semanal. Até me dói o estômago de saber q serei eu a cozinhar.
    É q n gosto de tal forma q acabo por fazer de mau grado. Já se sabe q assim não há como sair bem...

    ResponderEliminar
  10. Parabéns pelo blogue! É a primeira vez qua passo por aqui.
    Quando vou ao supermercado, levo sempre uma listinha, também uso produtos de marca branca.

    ResponderEliminar
  11. Olá! Primeiro, um bom ano de 2011 e parabéns pelo seu blog.
    Queria deixar aqui uma achega relativamente às marcas brancas. Sempre usei dentífricos de marca, até ao momento em que descobri, pela Proteste, que o dentífrico Continente Tripla Acção foi o eficaz nos testes da Deco e fica a um terço do preço... Senti-me estúpida por nunca ter abdicado do Colgate, pepsodente e afins...

    ResponderEliminar
  12. Como muitos leitores, deixo aqui os parabéns pelo blog (e pelo blog-irmão com receitas)!

    Sobre o tema deste post, vou partilhar a minha maneira de tratar das coisas, ligeiramente diferente:

    Sou a responsável pelas idas ao supermercado/ hipermercado, mas não faço visitas semanais, antes mais quinzenais. A lista de supermercado está no frigorífico, para ser de fácil acesso e actualização - esta última parte é garantida porque prendi um lápis ao íman com um cordão.

    Voltando à lista propriamente dita, tem duas partes: uma com as necessidades que vão surgindo e outra com as promoções que existem e quais os produtos de interesse que incluem (com indicação dos locais e respectivas data de fim das campanhas).

    As compras mais frequentes (pão, fruta, etc) são feitas nas mercearias da redondeza, consoante os preços e qualidade da fruta. É verdade que o supermercado pode *por vezes* ser mais barato, mas a verdade é que em geral conseguem-se bons negócios, uma qualidade geral melhor e sempre se contribui para o comércio local. Relativamente à carne, o talho da redondeza tem preços ligeiramente mais elevados, mas o mesmo se aplica à qualidade da mesma - é um dos casos em que mais vale pagar um pouco mais, mas ter a certeza que metade do bife não desaparece quando é cozinhado e que não parece "borracha" quando se mastiga :)

    Boas listas e compras para todos!

    ResponderEliminar
  13. Adorei seu blog. Vou seguir, do ládo de cá do Atlántico. Beijos brasileiros aos meus patrícios daí de Portugal.

    ResponderEliminar
  14. ola hoje fiquei de folga e a ver o manel e a cristina deparei-me com receitas fantasticas e faceis e , por nao visitar o blog adorei o que vi ate agora e , ainda nao vi tudo ... obrigado

    ResponderEliminar
  15. Olá,

    Cheguei aqui por acaso, e sentei-me e comecei a ler e claro que fiquei!

    Não sou uma pessoa muito organizada, por isso o meu obrigada pelas fantásticas dicas de organização! As receitas também deixaram-me maravilhada: simples, económicas e fáceis de fazer.

    E muito sucesso com o livro, é muito bem merecido!

    Bj

    ResponderEliminar
  16. Olá boa noite:Sempre que posso espreito os seus blogues e até já tenho o livro.Não tenho a mania das roupas,ou de ir todas as semanas ao cabeleireiro,mas livros e revistas com receitas de cozinha...escondam por favor senão eu compro.Tenho uma quantidade imensa se já não tenho sitio para arrumar,e,tambem não tenho lugar para por uma estante...
    Vou ter de ganhar juizo e não me tentar.Parabens pelo livro e pelas receitas dos blogues
    Um abraço
    Maria Benedita

    ResponderEliminar
  17. mau mau é trabalhar num hyper e ver muitas promoções tentadoras! Há que deixar o dinheiro em casa! :)

    ResponderEliminar
  18. Adoreio o seu blog. Parabens

    ResponderEliminar