segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Economia Doméstica: Pão Ralado Aromatizado

Todos conhecem a minha aversão por deitar comida fora. Porque é um desperdício de dinheiro, mas principalmente porque é um desperdício de recursos. E apesar de estarmos em pleno século XXI, ainda morrem milhares de pessoas à fome. Todos os dias.
Portanto, como não me interessa o que os outros possam pensar, o saco cheio de pão rijo que queriam deitar fora, quando estavamos a arrumar as coisas depois do nosso fim de semana de fim de ano, veio para casa comigo.
Ainda nesse dia aproveitei algum pão para fazer tostas e foi o nosso jantar, já em casa, a acompanhar uma sopa quentinha. No dia seguinte, eu e o M. comemos torradas ao pequeno almoço, mas mesmo assim ainda havia pão. Como nesse mesmo dia liguei o forno para fazer um assado, lembrei-me logo do pão!
Cortei o pão rijo em pequenos pedaços e temperei com um fio de azeite. Coloquei tudo num tabuleiro e aproveitei o forno ligado para deixar secar e tostar o pão.
Quando estava seco e crocante, coloquei os pedaços de pão no robot de cozinha, juntei 2 dentes de alho e 2 colheres de sopa de coentros frescos picados. Deixei picar bem de modo a ficar com um pão ralado fino. Guardei num frasco, bem fechado e está pronto a usar.
E nada se deitou fora... E já estou a imaginar num panadinhos com este delicioso pão ralado!

21 comentários:

  1. De facto nos dias que correm não podemos nem devemos desperdiçar nada...
    Obrigada por partilhares ideias tão boas...
    Catarina Correia

    ResponderEliminar
  2. Fantástico.
    Estou fã do seu cantinho.
    Tenho-o devorado.
    Muitos parabéns!!

    ResponderEliminar
  3. e fica mesmo optimo para colocar em comidas. eu nunca tenho grandes sobras pois somos poucos. beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Concordo contigo.. é uma bela sugestão.
    No outro dia tinha lá em casa imensas tostas que os meus pais tinham comprado mas não gostavam..toca a utilizar a 1,2,3!
    Ficaram fantásticos os panados.. apesar da relutância da minha mãe :D
    beijinhos e obrigada pelas dicas sempre úteis

    ResponderEliminar
  5. Olá :)
    Já acompanho este blog algum tempo e adoro tem ideias geniais e muito giras.

    Em relação a aproveitar comida tenho sempre muita dificuldade, acabo sempre por estragar os restos do comer no frigorifico pk n sei como aproveitar.

    Por exemplo a sopa, como n comemos sopa todos os dias como poderei aproveitar? congelando? e qt tempo dura?

    Já o arroz e massa, dá para congelar? e se n quizer congelar como poderei aproveitar?

    é q muitas vezes sinto q comemos sempre a mesma coisa o q me irrita :p

    jocas

    ResponderEliminar
  6. interessante, gostei desta ideia e de outras que li neste blog.

    vou continuar a visita-lo.... parabéns pelas ideias:)

    ResponderEliminar
  7. Eu faço o mesmo! Quando há "pão tipo pedra" cá em casa vai directo para a Bimby e faço pão ralado. Deitar fora é que não...

    ResponderEliminar
  8. Adorei descobrir este fantástico blogue. Muitos Parabéns!

    Beijinhos e continuação de um bom trabalho.

    ResponderEliminar
  9. Adoro as tuas ideias e sugestões! Também sou do teu grupo: poupadinha e detestando desperdício! Quanto ao pão, às vezes também congelo.
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Eu tb faço do pão duro pão ralado. Já tentei aromatizar com alho mas, lamento informar-te, ganhou bolor numa semana - provavelmente da humidade do alho.

    ResponderEliminar
  11. Cara Eva Lima:
    Exactamente para não ganhar bolor, coloquei o frasco com o pão ralado no congelador. Curiosamente o pão apesar de congelado continua soltinho - quase como se não estivesse congelado, e dá para directamente do congelador nos mais variados pratos.
    A culpa foi minha que não incluí esse precioso pormenor na postagem.

    ResponderEliminar
  12. Deve ficar bem bom! Hei-de experimentar!
    Bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar
  13. Aqui só há boas ideias!Eu já fiz pão ralado para aproveitar sobras e até queijo ralado (flamengo) ,quando ele seca e endurece. Mas esta tua receita, deve ser uma delícia e ainda por cima, no congelador, está sempre prontinha a utilizar!Já me estou a deliciar com o saborzinho a azeite e alho!!!Bjs.Bombom

    ResponderEliminar
  14. tenho de por em pratica ca em casa tambem
    nao se pode desperdiçar comida
    beijinhos

    ResponderEliminar
  15. E sabes que é uma optima mistura para fazer bacalhau com broa, mas sem broa?. para quem não aprecia broa? Baste apenas refogares uns quantos dentes de alho picados bem fininhos, qd estiverem lourinhos refrescasse com um fio de vinho branco, deixa-se reduzir e acrescenta-se a essa mistura, com as mãos mesmo. Convém pôr azeite q.b, para que o pão possa ficar oleadito!
    De resto tenho a receita no meu blog, mas há imensas por aí! Mas se precisares estou ao dispor.
    Beijinhos e obrigada pelas excelentes ideias

    ResponderEliminar
  16. Olá, gostei imenso da receita e já fiz e tudo... amanhã experimento com uns bifinhos de frango para ver como ficou :) parabéns pelo blog.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  17. costumo fazer quase sempre pão ralado com as sobras de pão, mas congelo-o, tenho medo que no frasco ganhe bolor.

    Faço tb pudim de pão e fatias douradas!

    ResponderEliminar
  18. Pois eu também faço o meu próprio pão ralado na Bimby.

    Oh máquina maravilhosa!!!

    ResponderEliminar
  19. Eu faço sempre isso, quando sobra pão, congelou-o e quando já tenho uma quantidade considerável, ponho na Bimby, com o alho e as ervas...15 segundos e já está... depois volto a congelar, e uso em assados, panados etc. também já fiz com azeitonas para por no bacalhau e fica óptimo!

    ResponderEliminar
  20. Olá,
    hoje, por um acaso, dei com o seu blog.
    Fiquei feliz por saber que há alguém que, como eu, tem aversão em deitar comida fora. Só que eu, sou obcecada. Segundo o meu marido sou-o ao ponto de, se pudesse, acabaria por comprar um porco. Como sabem, o porco come tudo e mais alguma coisa.
    Aproveito todos os talinhos das couves, espinafres e afins para fazer a base de uma sopinha de legumes. Compro um peixe inteiro (p.ex. o salmão sai muito mais barato ) ao qual corto a parte da cabeça. Do corpo do peixe, se for grande ainda corto umas postas, se não for grande vai para o forno.
    A cabeça é cozida, desfiada e aproveito para fazer 1 souflé. Também uso para tartes, croquetes, rissóis.
    Se compro camarão, guardo as cascas para fazer caldo de marisco. Serve para sopas, arroz, massa ou para temperar peixe que vá ao forno.
    Obrigada pela sua sugestão

    ResponderEliminar