segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

A Patusca (ou Cloche)

Ainda não era casada quando o meu avô me ofereceu uma patusca no natal (na imagem).
Ora isto passou-se seguramente há mais de 8 anos. A patusca veio cá para casa e durante todo este tempo apenas era usada na altura das castanhas para as assar. E de resto continuava sossegada no armário.
Até há uns meses atrás, e por culpa da minha cunhada Diana. Numa conversa diz-me ela que cozinha imenso na patusca, que é muito mais rápido, que é ótimo para poucas pessoas e para quando não vale a pena estar a ligar o forno que, ainda por cima demora eternidades a aquecer.
Fiquei na dúvida se seria assim tão espantoso cozinhar na patusca, mas fiquei de experimentar. Entretanto estou rendida.
Na verdade usar a patusca é muito mais económico e rápido. A patusca gasta muito menos energia do que o forno – para os cépticos basta ver a potência de um e outro e fazer contas! – aquece muito mais rapidamente porque é mais pequeno e concentra o calor mais rapidamente. É perfeita para quando se quer apenas gratinar alguma coisa, ou tostar, mas também é ideal para assar e até grelhar. Não tem uma grande capacidade, mas para 2, 3 ou até 4 pessoas e para a cozinha do dia a dia é perfeita.
Além disso uma patusca é algo relativamente barato. A minha foi oferecida e já tem alguns anos, mas vi-as recentemente à venda por cerca de 30€. E eu, que cozinho imenso com o forno posso dizer que notei alguma diferença no consumo de energia aqui por casa.
Claro que se têm várias coisas para fazer no forno ou coisas muito grandes a patusca não é a solução. Também não aconselho para bolos, pão, bolachas e afins. Mas é realmente fantástica para as pequena coisas do dia-a-dia. Gratinar um bacalhau, assar salmão ou umas coxinhas de frango, dourar um empadão, e até fazer um frango assado com batatinhas e, acreditem em muito menos tempo.
Um inconveniente: usando a resistência de cima os alimentos podem queimar mais facilmente, mas nada que um pouco de papel de alumínio não controle.
Mais alguém usa patusca? E será que convenci alguém a usar?

79 comentários:

  1. É tudo verdade, sim senhora! Há uns dois anos, estive uns meses sem forno e a patusca é que me valeu e muito bem! Até para bolos. O único entrave é realmente o tamanho, porque até lavá-la é fácil.

    Beijos/ A Mãe

    ResponderEliminar
  2. Eu pessoalmente aconselho para bolos, tenho feito bolos fantásticos grandes e fofos !
    Beijinhos,
    Bilocas :)
    http://acasadabilocas.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ólá!! comprei recentemente uma Patusca e gostava de fazer bolos na mesma,mas não sei se deva pôr nas duas resistências ou se só numa,gostava que me informássem sobre isso.Desde já o meu muito obrigada

      Eliminar
    2. A minha tem um pequeno livro de instruções que explica como deve utilizar para cada tipo de cozinhado.
      Para bolos tapo a forma com papel de alumínio e ligo a resistência inferior, quando o bolo estiver cozido no interior ligo a resistência superior e retiro o papel de alumínio para cozer e dar cor ao bolo. Mas isto deve ser por muito pouco tempo, pois coze muito rápido.

      Eliminar
  3. Sempre tive imensa curiosidade em relação à cloche (conheço-a assim). Nunca usei, mas as poucas pessoas que conheci e que tinham diziam maravilhas... Eu que cozinho sempre para 1 a 2 pessoas, se calhar devia considerar arranjar uma coisa dessas :)

    ResponderEliminar
  4. Eu utilizo muitas vezes para assar frango com batatinhas, que é muito mais rápido que no forno. A minha mãe usa, inclusive, para fazer biscoitos, grelhar (sim, grelhar) carne, torrar sardinhas, e para mais um monte de coisas. É realmente um utensílio útil em qualquer casa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpe, torrar sardinhas? e como consegue grelhar?

      Eliminar
  5. Aqui em casa usa-se imeeeensas vezes a patusca ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e para assar carne?? que temperatura atinge a patusca devo ligar as duas bases??'
      hleirias@gmail.com Obrigada se me puder responder agradeço

      Eliminar
  6. Olá. Eu uso muitas vezes a patusca. Qual coisa que seja de forno... lá está a patusca. Eu comprei outro fio, e muitas vezes uso com as duas resistências ligadas. Já não vivo sem a patusca! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite. É mesmo possível ligar as duas resistências ao mesmo tempo?

      Eliminar
  7. A minha mãe usa sempre na casa de fim de semana para fazer o seu bolinho. É que o forno lá é a gás e os bolos acabam por sair queimados. Mas na patusca ficam bons, bem fofinhos ;)

    ResponderEliminar
  8. eu uso, essencialmente para grelhar peixe, mas fiquei curiosa---
    vai postando exemplos de receitas em que uses, sff.

    ResponderEliminar
  9. A minha mãe tinha uma e fazía lá tudo. Por acaso há dias andei à procura de uma patusca ou cloche, pois avariou-se o grill do forno e para grelhar ou gratinar a patusca é bem mais prática.

    ResponderEliminar
  10. Usamos imenso cá em casa :) para assar castanhas sim, mas fazemos imensas vezes frango assado ou salmão :)

    ResponderEliminar
  11. Também a tenho e usava mais para as castanhas realmente. Mas há uns anitos valentes que só está a ocupar espaço...

    ResponderEliminar
  12. Agradeço ter-se lembrado de falar na patusca. Tenho uma há muitos anos. Usei-a muitas vezes mas depois como a família foi crescendo foi ficando esquecida no armário.Entretanto agora somos duas pessoas e já faz sentido voltar a dar utilidade a esta panela que poupa tempo e dinheiro. Estava esquecida mas vai voltar a funcionar. Obrigada

    ResponderEliminar
  13. Olá Joana,
    Em casa dos meus Pais sempre tivemos uma cloche e usavamos imenso (na altura só tinha resistência superior).
    Mas fiz imensas vezes scones no fogão e com a cloche (punha o tabuleiro em cima do bico do fogão ligado no minimo, com um difusor de calor, e por cima tinha a cloche ligada... ficavam divinais...)
    Quando tive a minha casa, também quis uma e, ofereceram-me à bastantes anos uma mais moderna, como a da imagem com duas resistências.
    Para coisas relativamente pequenas de forno.... acho que é uma maravilha... não consome tanto como o forno a gáz e, não ocupa tanto espaço como se fosse um pequeno forno eléctrino em cima da bancada, porque fácilmente se arruma.
    Bjs,
    Teresa C.

    ResponderEliminar
  14. E eu a pensar que a minha Mãe usava um aparelho da pré-história que ninguém conhecia!!! Pelos vistos a cloche é presença assídua em muitos lares! E ainda bem, pois se os vossos frangos ficarem tão bons como os da minha Mãe sabem o privilégio que é conhecer e ter esta pequena maravilha!

    A Dona da Montra

    http://montradedescontos.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  15. Olá Joana!
    Este mini-forno é muito prático e presença assídua cá em casa, nestes 5 anos de casada. É claro que a influência veio da minha mãe e das minhas tias. Não há batatas assadas como as da patusca... o meu filhote que o diga!
    beijinhos
    Ana Teresa

    ResponderEliminar
  16. Ao tempo que a minha estragou-se e não voltei a usar.

    Muito prática, permitia-me desligar o aquecimento da cozinha.

    É preciso não esquecer que queima oxigénio e liberta dióxido de carbono.

    Vou comprar outra. Obrigada pela partilha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem tudo o que aquece queima oxigéno, muito menos as resistências electricas de uma cloche. Não produz dióxido de carbono algum porque simplesmente não existe combustão, é perfeitamente segura.

      Eliminar
  17. Carne assada, entrecosto (desde que não seja para um regimento), e frango são sempre feitos na minha querida patusca que está velhota e já usa uma tampa velha aproveitada de um tacho pré-histórico. Adoro. Maria S

    ResponderEliminar
  18. Tb me ofereceram uma patusca qd me casei...há 8 anos...e nunca a usei...ainda está na caixa...lol...mas já ouvi maravilhas dela...ver se a tiro da caixa e a experimento :)

    ResponderEliminar
  19. OK! Estou rendida a essa ideia, é que no poupar é que está o ganho e portanto lá vou eu experimentar! Por enquanto ainda só somos dois cá em casa e se as comidinhas de forno ficam bem então há que aproveitar ;) lá vou eu voltar a dar uso a velha Patusca

    ResponderEliminar
  20. Eheheheheh já me fartei de rir com os comentários... é de facto assim a velhinha e pré-histórica patusca é um espanto. Em casa da minha avó e depois da minha Mãe também havia e tudo se fazia na patusca: bolos, bolinhos, scones, bolas de carne, frando, batatas, gratinar, tostar, grelhar etc etc etc... quando casei também tive logo uma e utilizei bastante, um dia estragou-se, comprei outra e utilizo as duas resistências ao mesmo tempo: rápidooooo. Há algum tempo que não a uso mas este alerta veio mesmo a calhar... volta Patusca estas perdoada! Obrigada pela lembraça!

    ResponderEliminar
  21. Eu costumo usar a minha clotche -nome porque sempre a conheci desde que a minha madrinha me ensinou a cozinhar numa-á já quase 20 anos.Muitas das receitas que costumo publicar na minha página de facebook A Mestre Cuca são feitas na minha clotche.Actualmente já estou a usar a minha terceira clotche..Sempre gostei mais de a utilizar do que o forno a gaz,pois sempre fui da opinião que gastava muito gaz.Faço de tudo um pouco com ela ,bolos,biscoitos,pudins,assados,gratinados,pizzas,etc.Até agora não tenho tido razão de queixa.

    ResponderEliminar
  22. Concordo contigo, embora nesta altura eu não tenha patusca, mas a minha mãe e a minha filha tem e ela é muito mais utilizada do que o forno.
    beijos

    ResponderEliminar
  23. Eu tenho e uso algumas vezes, mas confesso que estou estupefacta com a quantidade de coisas que aqui foram referidas...
    Como que se fazem grelhados na patusca?
    Tenho mesmo que passar a usar mais!!

    ResponderEliminar
  24. Convenceu sim senhora!!!
    Eu vou procurar, quero uma para mim e, ainda por cima, se gasta menos electricidade que o forno eléctrico convencional, é o ideal.
    Mais: este posto lembrou-me as tardes de Domingo passadas em casa dos meus avós paternos.
    A minha avó utilizava a cloche para tudo, nem me lembro de ver o forno ligado em casa dela. E também cozia os bolos na cloche e ficavam bem bons, e não havia Domingos sem bolos...e cada vez que faço um bolo com o meu filhote (regra geral ao Domingo) lembro-me das tardes de Domingo em casa dos meus avós...Oh Joana, as recordações que um simples post sobre as "virtudes" da cloche (ou patusca, como lhe chama) me trouxe! Obrigada.
    Raquel

    ResponderEliminar
  25. Já tive uma e ofereci-a á minha mãe que a adora,faz lá uns assados maravilhosos! Eu também a usava muito para grelhar,assar, tostar,e também fazia bolos! E era mesmo rápido ! Beijinhos

    ResponderEliminar
  26. Já sou adepta delas há anos.
    A minha mãe usava e eu também arranjei uma para mim, mal saí de casa dos meus pais e fui morar sozinha.

    ResponderEliminar
  27. Vi uma à venda há pouco tempo ao pé de casa. Já tinha visto em casa de amigos que usam imenso.
    Infelizmente, não tenho espaço para mais electrodomésticos... Gostava de ter uma patusca/cloche e uma actifry. *hmpf*

    ______________________
    Ana Teles | Telita
    blog: Telita na Cozinha



    ResponderEliminar
  28. Eu tb tenho uma e tb sou fã.
    Bjs, Susana
    Nota: Ver os passatempos a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2014/01/tronco-de-ano-novo-trunk-of-new-year.html
    https://www.facebook.com/Tertuliadasusy

    ResponderEliminar
  29. Olá! Venho convidar-te a visitares o meu novo blog: HAPPIER - Dicas para uma vida mais feliz.
    Nele escrevo sobre pequenas atitudes e dicas que podes seguir para te sentires melhor, e assim, seres mais feliz!
    Espero que gostes :)

    Ana

    ResponderEliminar
  30. ola, ja tenho seguido o seu blog e acho-o muito interessante. A minha prima faz um bolo de cenoura n apatusca de comer e chorar por mais...

    ResponderEliminar
  31. Boa tarde, na casa da minha mãe há uma patusca que usávamos quase diariamente; castanhas assadas, maças assadas, peixe, carne e até os bolos, sim fazíamos e os bolos na cloche também e ficavam bons! Depois casei-me e tina um forno pequeno da moulinex e achei que não fazia sentido ter uma cloche, agora depois de ler fiquei com vontade de voltar a ter, até porque o meu forno leva eternidades para aquecer e eu uso muito.

    ResponderEliminar
  32. Oh... que pena acabei de comprar um mini forno! E agora... depois de ler o seu post, fiquei encantada com a patusca!
    Nunca pensei que fosse tão útil!
    :)

    ResponderEliminar
  33. Olá Joana. Eu tive um tempo sem usar a minha cloche que era da minha sogra, ou seja já veio para as minhas mãos usada, mas é realmente espetacular, e utilizo muito para fazer pão. 1º ligo a resistência de baixo e coloco o pão numa forma tapada, quando o pão está praticamente cozido, retiro a tampa e ligo a resistência de cima, fica lourinho e estaladiço...otimo. Bjs

    ResponderEliminar
  34. Eu tenho uma que usava imenso antes de trocar de casa, mas agora nem me lembro dela. Tenho que lhe voltar a dar uso. Foi a minha mãe que ma ofereceu e quando a comprou trouxe um cabo extra, que me permite utilizar as duas resistências em simultâneo.

    ResponderEliminar
  35. Eu lembro-me de a minha avó usava muito, mas eu realmente nunca tinha experimentado... Depois de ler o post resolvi comprar e experimentar, e realmente é muito mais rápido!! Estou encantada! Obrigado Joana pela dica!! :)

    ResponderEliminar
  36. Olá, A patusca fazia parte do meu dia-a dia quando era criança. Se bem me lembro a minha mãe até usava 2 resistências para ser mais rápido. Quando passei a viver sozinha rapidamente comprei uma, e usei durante muito tempo. Gostava muito de fazer bolos, assados, quer de carne quer de peixe. No entanto, os anos foram passando e ela foi sendo substituída por outros electrodomésticos. Há anos que estava guardada....há cerca de uma semana, e na tentativa de ajudar a minha filhota a ser mais independente e de ter mais possibilidades de cozinhar outro tipo de comidas, resolvi voltar à velha patusca (ela já está na Universidade, e vive numa casa em que o forno está avariado). Tem sido uma experiência espetacular. Desde quiches, a assados, a gratinados a legumes recheados e falta-me fazer um bolinho.... Vai voltar a Lisboa com este velho electrodoméstico, mas com uma nova possibilidade de realizar comidas diferentes, rápidas, económicas e utilizando pouca loiça.... Como disse o meu filho a Patusca é tão boa como uma Bimby (eheheh!). Toda a semana temos andado a reinventar as receitas para fazer com a Patusca....Fiquei novamente rendida ás grandes vantagens que tem cozinhar com a Patusca. Bjs

    ResponderEliminar
  37. Olá, bom domingo.
    Acabo de adquirir a minha primeira Patusca, em segunda mão, mas como nova!
    Mas após ler os vossos comentários, fiquei um pouco desanimada, pois a minha Patusca apenas trouxe um cabo de ligação!
    Será que devo tentar adquirir um outro cabo, ou posso fazer os meus cozinhas com apenas uma das resistências?!
    Obrigada

    ResponderEliminar
  38. Viva!
    Não tenho uma, mas lembro-me que a minha mãe usava imenso a dela, quando eu era miúda. Até carne assada lá fazia! ;) Se calhar, um dia destes... ;)
    Bom final de semana!
    Sofia

    ResponderEliminar
  39. Olá Joana, eu também acho que a Patusca ou Cloche é uma boa ajuda nas nossas cozinhas. Dá para cozinhar tudo como num forno normal e é muito mais económica.
    A minha tem duas entradas mas só tem um fio. Dá perfeitamente para cozinhar com o fio na de baixo (assados, quiches, bolos, pudins, pão) e na fase final troca-se o fio para a entrada de cima e acaba de assar uns 10 minutos, tostando ou gratinando.
    A ideia de que liberta monóxido de carbono é errada. Isso só acontece com lumes a carvão e a Patusca é eléctrica.
    Como agora somos só 2, levei a minha para a aldeia onde me dá imenso jeito. bjs. Bombom

    ResponderEliminar
  40. Olá Joana, a minha mãe têm uma muito antiga, pois antigamente só tinha a resistência de cima e faz-se tudo lá, (carne, frango, peixe, bacalhau, empadões de todas as variadas, castanhas e maças reinetas assadas e etc...)e ainda dura.......
    Para a minha casa, tenho uma patusca com as duas resistências e adoro, não despenso para nada.
    Como pode ver no meu blog, http://mundodagirafa.blogspot.pt/search/label/patusca
    Votos de muitas Felicidades.

    ResponderEliminar
  41. Divulgue seu blog em nosso link de divulga blog grátis

    em: www.depoisqueeumudei.com

    e garanta muitos mais visitas em seu Blog.

    ResponderEliminar
  42. Olá Joana,
    Já agora, será que me podia ajudar? O meu forno deixou de funcionar, pelo que a patusca é rainha e senhora lá em casa, mas tenho uma dúvida, caso queiramos fazer alguma coisa num formato diferente, por exemplo bolo inglês, será que dá para pôr uma forma por cima do tabuleiro que vem com a patusca, por exemplo uma forma de silicone?
    Muito obrigada

    ResponderEliminar
  43. Confesso que não conheço este tipo de panela, mas já gostei de saber sobre economia.

    bjs

    Gélia

    ResponderEliminar
  44. Adoro a patusca, já vou na 2ª, desde que casei... Um óptimo electrodoméstico. Útil em todas as cozinhas... O frango assado fica super saboroso. Pode-se utilizar qualquer forma. (isto para responder à Ela é Bela). Pirex, etc... Basta lá meter... Só não faço é bolos... Aconselho a toda a gente...

    ResponderEliminar
  45. Eu bem que gostava de ter uma mas não encontro. Alguém sabe onde está á venda?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. EU COMPREI UMA ESTA SEMANA NO INTERMARCHÉ,POI LEMBREI-ME COMO ME FOI UTIL E ECONOMICA DURANTE ANOS UMA QUE TIVE BEM HÁ 40 ANOS AINDA DAS ANTIGAS QUE SÓ TINHA A RESISTENCIA POR CIMA.ASSAVA LÁ SARDINHAS QUE FICAVAM UM ESPECATACULO.....OXALÁ ENCONTRE..HAVIA TAMBEM NO EL.ECLERQUE MAS UM POUCO MAIS CARA MAS BASTANTE GRANDE.

      Eliminar
    2. Eu vi a venda este fim de semana na FNAC Viseu

      Eliminar
  46. Eu também já usei várias vezes a patusca...o frango assado ficava uma delicia...temperado com limão...hummmmm.....já que deu a ideia vou ver onde tenho guardada a minha.

    ResponderEliminar
  47. Cisne_ Selvagem, obrigada pela resposta. Agora ainda gosto mais da minha patusca, porque posso fazer ainda mais coisas nela! ´sem dúvida um óptimo electrodoméstico!

    ResponderEliminar
  48. Boa tarde, para além dos acessórios incluídos, também se podem utilizar outros tipos de louça, tipo pirex?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde!

      Claro que sim ,também tenho uma patusca há imenso tempo e costumo fazer os assados num pirex que tenho em vidro .

      Eliminar
  49. Para fazer bolos na patusca deve ligar-se a resistência de cima ou a de baixo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Primeiro liga-se a resistência de baixo e deixa-se estar mais ou menos 15 ou 20 minutos até cozer o bolo,só se liga a de cima para corar ,em seguida costumo ver com um fio de massa esparguete se o bolo está cozido se ainda não estiver põe-se uma folha de papel de aluminio ,tapa-se a patusca e deixa-se estar até cozer .Espero ter ajudado.

      Eliminar
    2. Muito obrigada, ajudou muito

      Eliminar
  50. Olá Joana! Não conhecia a patusca até a ter ido em 1992 estudar para a cidade onde você mora - essa Coimbra encantada - e no Lar Teresiano uma das amigas que tenho para toda a vida ter lá uma. Aquilo é que era fazer "patuscadas"! Pela noite dentro espalhava-se pelo corredor do segundo piso cheiro a maçã ou castanhas assadas, chouriço e alheira! Ai, como fui feliz em Coimbra! Marta

    ResponderEliminar
  51. olá. Fiquei convencida e pedi para me oferecerem uma nos meus anos. Já fiz lá imensas coisas, assar, grelhar, corar e vou experimentar os bolos. É realmente mais económico que o meu forno electrico e em tempo de poupança (de tempo e dinheiro) é realmente fantástica. Obrigada pela sugestão
    Candida

    ResponderEliminar
  52. Boa tarde! Eu em casa não tenho forno e só uso a cloche. Mas para fazer bolos está a ser uma aventura... têm dica quanto à temperatura? Nomeadamente se é preciso ligar bem antes para aquecer? Obrigada!
    Rita

    ResponderEliminar
  53. Sites com receitas para fazer na patusca... conhecem? Ofereceram me uma mas ainda nao me aventurei a fazer nada :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também gostava de saber.... Encontrou alguma coisa Sandra?

      Eliminar
  54. Adoro cozinhar na patusca. Para assar castanhas e fazer molotofs é o melhor. É muito mais económico e bem mais rápido. No ano passado a minha estragou-se e corri montes e montes de sítios para encontrar uma. Pelo menos aqui na minha zona é raro encontrar à venda.
    :)

    ResponderEliminar
  55. Bom dia meninas, gostei muito do que li. Tenho memorias de infância com a Patusca (chama-se assim lá em casa), e para poupar energia porque uso muito o forno e só não uso + por causa dos gastos, queria comprar. Tenho é duvidas se deva comprar a patusca OU o mini-forno. Alguém tem experiência dos 2. No Porto/Gaia onde encontro Patusca?
    Obrigada a todas! Bjinhos

    ResponderEliminar
  56. Olá gostámos muito do seu blog. Também usamos cá em casa . Parabéns ! Albino (Pai) Teresa (Filha) : )

    ResponderEliminar
  57. Eu herdei uma cloche e, pelos vossos comentários, adorava saber usá-la.
    Não tenho livro de instruções e não sei se é normal só ter um cabo de energia. Ou seja, só posso ligar a resistência de baixo, ou a de cima alternadamente, Nunca as 2 em simultâneo. É mesmo assim?
    Quando se quer fazer frango ou bacalhau assado, por ex. usa-se qual?
    Agradeço desde já a ajuda. Neste momento não tenho forno e às vezes sabem bem uns assados.... ou bolinhos... :)

    ResponderEliminar
  58. Boa Tarde!
    Estou contagiada pelo V/entusiasmo. Podem dizer-me se há vários tipos de patuscas, marcas e qual a melhor?
    Obrigada e bons cozinhados

    ResponderEliminar
  59. Se houver uma de melhor qualidade tb gostaria de adequirir, esta é fantástica

    ResponderEliminar
  60. Se houver uma de melhor qualidade tb gostaria de adequirir, esta é fantástica

    ResponderEliminar
  61. Bom dia a todas.a cloche sim é ótima,mas é pena de não haver muitas receitas dela,ha pessoas que têm mas não têm o livrinho de como cozinhar,a explicar os tempos,quando a resistência debaixo quando a de cima,e achão se formar um clube de receitas da cloche ou patuscada, era uma ideia. eu alinho. E vocês.Pode ser interessante e ajudar a quem precisa,pensem nisso.Umas Boas Festas para todas.

    ResponderEliminar
  62. Bom dia a todas.a cloche sim é ótima,mas é pena de não haver muitas receitas dela,ha pessoas que têm mas não têm o livrinho de como cozinhar,a explicar os tempos,quando a resistência debaixo quando a de cima,que achão se formar um clube de receitas da cloche ou patusca? era uma ideia. eu alinho. E vocês.Pode ser interessante e ajudar a quem precisa,pensem nisso.Umas Boas Festas para todas.

    ResponderEliminar
  63. muito bom mesmo! a patusca é um espectaculo, e nao gasta muita eletricidade
    fiz hoje pernas de frango com alecrim e batatinhas e o sabor nao tem nada a ver, muito melhor sem duvida!

    ResponderEliminar
  64. ola comprei uma patusca mas ainda nao tive coragem de a usar. tenho uma duvida ela tem um parafuso na parte de cima com 4 furinhos que podem ser tapados mas o parafuso esta muito solto e eu nao sei se devo aperta lo ou deixar assim que me aconselham

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. acho que não deve apertar se vinha assim é para ser como está

      Eliminar
  65. Ofereceram-me uma há uns 30 anos é de côr castanha nunca me tinha servido dela há uns 10 anos experimentei só é de uma resistencia mas adoro cozinhar nela para os bolos vira-se a resistencia para cima põem-se a grelha coze o bolo assim depois é que vai para baixo depois de cozido para alourar

    ResponderEliminar