terça-feira, 9 de maio de 2017

Onde estão os brinquedos? Arrumar e Organizar


Eu sou uma pessoa que gosta de ver tudo organizado e arrumado. Aliás, eu sou uma pessoa que gosta de organizar e, consequentemente arrumar.
Estou sempre a referir que, mudar para uma casa maior trouxe-me mais espaço para conseguir ter cada coisa arrumada num local específico, sem necessitar de ter tudo atafulhado. Mas para isso também é necessário, aos poucos e poucos ir “destralhando” e não deixar acumular.
Quando se tem duas crianças ainda pequenas e, em relação aos  brinquedos, isto parece uma tarefa quase impossível.

Os meus filhos, apesar de a mãe e o pai raramente lhe comprarem brinquedos, têm uma bela de uma colecção, oferecida pelos avós, tios e os nossos amigos. E como outras crianças acabam a ter coisas a mais e algumas repetidas. O ano passado aproveitamos o natal para oferecer brinquedos a instituições, a maioria novos ou quase novos e ainda nas caixas de origem - alguns porque não tinham talão de troca, mas ainda bem porque certamente que puderam fazer alguns miúdos felizes. Depois do natal ficamos também com novos e demasiados brinquedos por aqui. Eu e o Miguel, no meio de tanta coisa, e entre presentes abertos em casa dos avós maternos e paternos e ainda outros cá em casa, optamos por guardar uma grande parte desses brinquedos ainda por abrir. De vez em quando, lá vem um, e é uma alegria, porque é uma coisa nova, com a qual estão entretidos durante algumas horas porque é uma novidade.

Outra coisa que fazemos é ir “rodando” os brinquedos entre vários espaços. Os meus filhos ainda são pequenos (19 meses e 3 anos e meio) e portanto não brincam longe da nossa presença. É impossível eu estar na sala ou na cozinha, e eles a brincarem no quanto, no andar de cima e muito menos no sótão. Portanto há uma “station” de brinquedos na sala, há brinquedos no sótão, e há brinquedos numa caixa na garagem para brincar no jardim. O que acontece é que vamos mudando esses brinquedos para irem brincando com coisas diferentes em diferentes espaços, adaptando as brincadeiras aos brinquedos que têm disponíveis.

No nosso caso específico, não guardamos grandes brinquedos nos quartos deles. Apenas livros, arca/caixa onde habitam alguns peluches e bonecos, e um ou outro carro ou brinquedo mais “preferido”. 

Se no sótão e na garagem(jardim) é relativamente simples manter os brinquedos em caixas/cestos, na sala de estar/jantar - a que eu chamo de sala de família -  não é tão simples, porque além de um espaço onde eles possam brincar à vontade, também é um espaço onde recebemos a nossa família e os nossos amigos, e é um espaço que gostamos de ver arrumado e organizado. 

Queríamos uma solução onde os brinquedos estivessem ao dispor dos miúdos, mas ao mesmo tempo que nos permitissem ter uma sala cuidada e organizada, que fosse uma solução rápida de arrumar, e que também teria de permitir ter várias coisas de forma a não termos de andar constantemente a ir buscar brinquedos a todo o lado, até porque é aqui que brincam mais regularmente durante a semana.
Tivemos várias soluções, desde 1 caixa/cesto só com imensos brinquedos, desde vários cestos juntos, mas que parecia sempre tudo desorganizado.... Até que compramos um móvel/aparador (sim, não é preciso dizer que é do IKEA!) que colocamos atrás do sofá e que tem com 8 divisórias. Quatro onde estão cestos cada um com uma categoria de brinquedos: legos, jogos, carros, instrumentos musicais. As restantes 4 divisórias têm livros, uma caixa com carrinhos pequenos, a mala de médico e a garagem dos carros. Está tudo devidamente encaixado e fica com um aspeto organizado e arrumado quando eles não estão a brincar. O mais velho, já sabe brincar e arrumar no final - muitas vezes também com anosa ajuda -  e já sabe que cada caixa tem um determinado tipo de brinquedos como na escola. O mais novo é ainda muito pequenino para isso, mas vai ajudando arrumar. O móvel é aberto para que seja mais fácil eles brincarem quando querem, sem necessitarem de nos chamar para abrir, ou chegar aos brinquedos.

De tempos a tempos vou substituindo os livros, os jogos e outros brinquedos. Trago alguns do sótão e levo estes para cima, e eles parecem gostar de ir recordando alguns brinquedos, e parece que não os vendo todos os dias, tiram mais partido até de algumas brincadeiras.
Mas claro, de vez em quando lá tenho eu de ir buscar um determinado carro ou jogo que se lembram... mas de uma maneira geral é raro acontecer. (Acontece mais com livros do que com brinquedos!)

Assim, consigo um espaço que agrada a todos, e que dá todo o sentido à nossa sala de família.



E vocês? Como fazem?

10 comentários:

  1. Adorei!!! É mesmo o que preciso para o quarto das miúdas, obrigada pela partilha.

    ResponderEliminar
  2. Também tenho dessas caixas mas sinceramente é muito complicado eles arrumarem ou colocarem tudo direitinho. :-(
    Belíssimo móvel.

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2017/05/omoleta-de-espinafres-com-queijo.html

    ResponderEliminar
  3. Olá Joana,
    Cá por casa também temos brinquedos consoante os andares, é uma maneira de pensar muito semelhante tendo em conta a idade dos pequenos. Muitas vezes tenho é dificuldade em convencer o mais velho (tem 4anitos) que tem de arrumar tudo depois de brincar, mas pronto acho que faz parte. Também falei sobre os meus espaços de arrumação na sala aqui: http://omundodacarlaaos30.blogspot.pt/2017/03/espacos-para-brincar-reciclagem-de.html
    Beijinhos
    Carla

    ResponderEliminar
  4. O meu baby é ainda muito pequeno (faz 1 ano amanhã) mas também já começo a pensar na organização dos brinquedos dele nas diferentes partes da casa. Por enquanto, tenho algo semelhante feito numa kallax que tenho na sala e funciona. Mas gostei das dicas :)

    ResponderEliminar
  5. Muito bonito esse móvel! Fica muito bem numa sala! Aqui em casa também tivemos um parecido mas com 8 caixas com cores diferentes. As crianças já cresceram (19 e 16 anos) mas o móvel foi adaptado a outras funções e ainda está a ser utilizado. Muito prático!

    ResponderEliminar
  6. Lá em casa, temos os brinquedos agrupados em cestos daqueles de material lavável e impermeável e estão todos na sala - o local onde brincam mais. No quarto deles, estão os peluches e a maior parte dos livros.
    Eles não têm uma quantidade enorme de brinquedos - porque achamos que não faz qualquer sentido, nem eles brincam com tanta coisa assim - por isso, a tarefa de arrumar sai bastante facilitada. As peças de Lego arrumam-se numa caixa plástica com fecho, senão andavam (ainda mais) à deriva pela casa...

    ResponderEliminar
  7. Conseguiu criar um cantinho para ops filhotes muito acolhedor e organizado. Pessoalmente, discordo desses cantinhos com brinquedos na sala. O meu filho sempre brincou e brinca na sala e sempre o deixei levar a tralha toda para lá, mas no fim da brincadeira, volta tudo para o quarto dele. Claro que há para lá sempre qualquer coisa (um livro na mesa, um brinquedo pousado aqui ou ali), mas ele sabe que os brinquedos são para voltar para o quarto no final da brincadeira. Tal como eu, também não deixo os meus brinquedos espalhados (livros, malha que estou a fazer, tablet, revistas,...).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Joana, abordou uma questão muito pertinente! Devem ou não os brinquedos estar na sala ou no quarto dos miúdos?
      Eu pessoalmente acho que depende muito da organização da vida familiar e também da casa. No nosso caso, levar brinquedos do quarto para a sala implica um lance de escadas. E como eles ainda são pequenos, teria de ser eu a fazê-lo. E depois a questão se os brinquedos devem estar no quarto. No nosso caso, prefiro que eles brinquem noutros locais que não o quarto - porque disponho de outras divisões onde podem brincar, claro está!
      E que o quarto seja um local mais sereno, de dormir e de leitura.( Cá em casa, ninguém tem televisão no quarto. Sou totalmente contra.)
      Mas daqui a uns anos, quando forem mais crescidos, é isso mesmo que pretendo fazer - deixar de ter um santinho de brinquedos arrumados na sala - e serem eles a irem buscar para brincarem onde quiserem, arrumando tudo no final na divisão própria. (Pessoalmente também prefiro a sala sem brinquedos, mesmo arrumados. Mas depois de ter já feito como a Joana diz, preferi este método, pelo menos nestas idades!)
      Foi realmente um importante ponto que não referi no texto! Obrigada pela pertinência!
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
    2. 'Ninguém tem televisão no quarto'! Joana, és cá das minhas! Cá em casa ninguém tem e quando eu e a minha irmã éramos pequenas, NUNCA tivémos - nem os nossos pais nunca tiveram nem têm! Pessoalmente, acho q mts problemas (comportamentais, insónias, ...) se devem às TVs nos quartos de dormir, entre outros (tablets, computadores e outros produtos electrónicos)! Bem hajas, Joana :) Bjinhos.

      Eliminar