quarta-feira, 6 de março de 2019

Orçamento Alimentar e as Compras


Quanto gasto por mês em comida é provavelmente uma das  questões que mais me colocam quando falo em compras...
E é muito difícil podermos comparar-nos com alguém. Tem tudo a ver com hábitos de consumo, locais onde fazemos compras, do nosso agregado familiar, e até da zona do país onde moramos.
Apesar de sermos 5 aqui em casa, os miúdos ainda comem relativamente pouco, principalmente para considerar carne/peixe. Nesse campo é quase como se fizesse comida para 3, sendo que nós também temos diminuido a quantidade que comemos. Não deixamos, nem queremos deixar de comer carne ou peixe, mas também não temos necessidade de comer 2 costeletas cada um...Mas comemos muitos vegetais e fruta, muitso produtos biológicos, compro carne certificada quase sempre, e peixe de mar preferencialmente. Recebo um cabaz de produtos hortícolas semanal, e compro quase todos os restantes hortícolas e fruta na frutaria perto de casa. Os restantes frescos também evito as grandes superfícies, que actualmente servem essencialmente para eu comprar produtos de higiene e limpeza, fraldas e algumas mercearias.
Compro carne de vaca num cabaz de carne certificada aqui da região (se quiserem saber mais veja aqui: www.carnemarinhoa.pt) e a restante no talho do supercor que não troco por nada. É em Coimbra o único local onde encontro carne de porco nacional certificada. O peixe também opto sempre pela peixaria do Supercor ou pelo cabaz do Peixinho da Lota (www.peixinhodalota.pt)
As restantes mercearias, e porque compro cada vez mais produtos biológicos, gosto particularmente do Aldi e do Lidl pela excelente relação qualidade preço. Fora isso também compro muitas coisas numa pequena loja biológica e a granel, a “Grão Natural”, que fica quase ao lado da frutaria onde costumo ir, a “Superfrutas”
Nem sempre foi assim, É assim nos últimos tempos, e como tudo, poderá alterar-se a qualquer altura. Mas estes são actualmente os meus locais preferidos para compras, cada um na sua categoria.

Como podem ver, fracciono imenso as minhas compras, e pela minha experiência sei que não é de todo mais barato comprar tudo no mesmo lugar, já para não dizer que a qualidade de alguns produtos faz mesmo muita diferença.

Na nossa lista de compras habitual, passaram a existir coisas que anteriormente não existiam (para quem não chegou a ver, há um post de há uns meses sobre a diferença da minha lista de essenciais de quando iniciei este blogue e a actual!) e há, como já disse um cuidado cada vez maior por comprar “a melhor qualidade que o nosso orçamento permite”. Compro muitas coisas biológicas, cada vez mais, carnes certificadas, peixe de mar, mas equilibro comprando peixes de mar mais baratos, como carapaus, pargo, polvo, cavalas,.... em vez de douradas e robalos, por exemplo. Assim como a opção por uma melhor relação de preço qualidade de produtos biológicos de cadeias como o Aldi ou Lidl, onde, por exemplo, um iogurte natural biológico custa 0,29€ (quase o mesmo que um iogurte natural normal). Vão-se fazendo concessões, porque todos nós temos um orçamento que não podemos ultrapassar...

Como opto por fazer imensas coisas em casa como bolachas, bolos, granolas, sumos naturais, manteigas de frutos secos... são coisas que raramente compro. Também não compro sumos a não ser para as festas, nem cereais de pequeno almoço, e quase nada de comida processada, enlatados (tirando atum, leite de coco e tomate pelado) ou pré pronta, o que nos liberta orçamento para outras escolhas alimentares. Mas há sempre umas tostinhas biológicas que os miúdos e algumas barritas de frutos secos que são práticas para snacks assim como as frutas biológicas de beber....

No fundo tento fazer o melhor que consigo com o orçamento que tenho disponível. Cá em casa gasta-se em alimentação e SÓ em alimentação uma média mensal de cerca de 350 euros. O número não está aqui para se fazerem comparações de muito ou pouco. Tal como disse, cada um faz o melhor com o orçamento que tem disponível, e compra o melhor que consegue com o que tem.
Fazer escolhas melhores nem sempre é fácil e nem sempre é mais “barato”, e deixar de comprar coisas que não são tão boas e que nem fazem grande falta em detrimento de verdadeiros alimentos e melhores escolhas depende apenas da vontade de cada um.


São daqueles que acham que gastam demais em alimentação? Preferem tudo num só local ou dividem as vossas compras por vários locais? Que hábitos de consumo têm mudado ao longo dos tempos?

24 comentários:

  1. É sempre contra-producente falar de números concretos quanto aos gastos de alimentação, pois depende de imensos fatores, entre os quais os hábitos alimentares da família e a gestão de prioridades.
    Sei que há famílias que gerem orçamentos para lá de apertados e claro que fazem o que podem, mas também vejo muita gente que critica gastos dos outros sem fazer uma análise do próprio comportamento. Por exemplo, eu faço questão de ligar o aquecimento central todos os dias nesta altura do ano e há pessoas que acham um disparate, mas para o fazer abdico de outras coisas. Na alimentação é o mesmo. Somos duas pessoas e gastamos cerca de 300 euros por mês. Tento comprar versões de qualidade dos produtos que consumimos, embora não tudo biológico. As compras do mÊs são feitas no Supercor, e depois faço algumas semanais na mercearia local ou no Pingo Doce perto de casa. Pode parecer muito para 2 pessoas, mas como reduzimos os hidratos acabamos por ter de comprar muita fruta e legumes. Também gosto de variar acompanhamentos, e portanto cuscus, quinoa ou bulgur fazem parte da lista de compras habitual. Todas as semanas compro também queijo fresco, iogurtes magros e fiambre de frango que constituem a maioria dos nossos lanches. Carne e peixe compro apenas no Supercor, tal como a Joana, mas também fazemos muitas refeições vegetarianas ou com ovos. É uma despesa considerável, mas a saúde agradece (tenho mantido o peso, as nossas últimas análises estavam óptimas felizmente).

    ResponderEliminar
  2. Olá Joana. Também sou mãe de 3, pelo que também aprendi (e felizmente tenho tempo para o fazer) a dividir as compras por vários sítios, de forma a ficar mais barato. Gosto muito do seu blogue (de ambos) e aprendi a cozinhar, e a gostar de o fazer, em parte, com as suas receitas (sempre odiei cozinhar). A Joana é uma verdadeira inspiração. Todavia, gostaria apenas de fazer uma observação. Sei que a Joana segue novas filosofias de dieta, como a dieta paleo e insiste muito nos produtos biológicos. Todavia, os produtos biológicos são apenas mais caros, não sendo mais saudáveis nem mais saborosos. Ultimamente tenho lido muito sobre estes temas de pseudociência e de facto não faz sentido comprar cenouras a 1,5 euros o quilo quando podemos comprar a 70 cêntimos. O importante é lavar bem os legumes e frutas, sejam de produção intensiva ou do quintal do vizinho. Já agora, uma sugestão de leitura sobre isto: https://www.scimed.pt/tag/agricultura-biologica/

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tambem sigo a pagina do scimed e ia dizer precisamente isto. Nao so nao tem diferenca a nivel da Saude,como tambem tem um impact ambiental muito maior do que a agricultura convencional.

      Eliminar
    2. Percebo o que dizem, e pode haver muita gente a enganar etc... mas devo dizer que quando compro fruta e legumes no mercado biológico ao pé de casa, onde vão pequenos produtores, as coisas têm, de facto, outro sabor. Quanto ao resto não sei mas o sabor é claramente superior. Vou ler com atenção a página que aconselham. Obrigada!

      Eliminar
    3. O sabor tem a ver com o amadurecimento da fruta/legumes, do facto de ser da epoca e de ser local... :)

      Eliminar
    4. Sim, o sabor não tem comparação!
      Rita

      Eliminar
  3. Gosto deste tipo de posts! Obrigada

    ResponderEliminar
  4. Pior ainda: os produtos designados como biológicos tem mais químicos que os convencionais. Uma pequena história: uma vez conheci um produtor de morangos biológicos e diz me numa conversa à parte: se não colocasse químicos era só erva daninha, eu coloco para lá herbicidas e pronto. Mas tenho ali um cantinho especial para a minha família, aí não coloco.

    ResponderEliminar
  5. Vendia os morangos como biológicos e dizia ele : vendo tudo digo que são biológicos e tem lá escrito....

    ResponderEliminar
  6. Eu acho que o assunto "produtos para casa" são o grande rombo do orçamento :/

    ResponderEliminar
  7. Cá em casa somos dois (mais um gato) e sobrevivemos com menos de 7000 euros/ano o ano passado, e para isso foi preciso eu ser uma verdadeira ninja nas compras e na vida em geral. Agora já estamos mais folgados (ganhamos ambos o ordenado minimo, portanto é um folgado também relativo) e por isso podemos dar-nos a pequenos "luxos" (como por exemplo comer outro peixe que não seja a pescada e o atum). Neste momento, gastamos cerca de 300 euros em compras de supermercado (inclui comida nossa, do gato, higiene e limpeza). Para o nosso orçamento mensal é uma percentagem elevada (quase um ordenado nosso) mas não sei ser de outra maneira porque para mim a alimentação é importante. Temos uma dieta tendencialmente macrobiotica, por isso as nossas refeições são à base de cereais integrais (arroz, millte, bulgur, cevada) e leguminosas, que compro sempre em seco, demolho e cozo na panela de pressão com alga kombu. Complementamos com muitoooos legumes e fruta, que raramente compro biologico pois nao temos capacidade financeira para tal (mas também não é coisa que me faça comichão na cabeça, acho preferivel conseguirmos comer a fruta e os legumes que temos na vontade, e encher bem o prato com eles, do que andar a comer biologico mas a medo!). Não tomamos o pequeno almoço e raramente lanchamos algo que não seja fruta, mas o noivo leva marmita e eu como sempre em casa. Jantamos também em casa, mas quase sempre é apenas sopa e torradas >(esta é a parte menos saudável da nossa alimentação ehehe). A minha organização é simples:
    - 1x/mês vou ao Jumbo comprar os "maiores": leites, agua, feijões, cereais, sementes, areia do gato, legumes congelados e peixe. Como faço muitos km por mês no trabalho (cerca de 2000 km) tenho o cartao jumbo que pago sempre em diferido (nunca pago nada a crédito), por isso tenho sempre os cupões do gasóleo para descontar. Compro também no jumbo os legumes que sao dificeis de encontrar noutros lados, ou que posso congelar para usar nas sopas. Peixe há sempre latas de atum, pescada congelada e de vez em quando compro um peixinho para assar, se estiver em promoção alguma coisa que me salte à vista. Compro sempre à 2af para aproveitar o desconto de 10% na marca auchan.
    - 2x/mês vou ao lidl ou aldi comprar certas coisas que só gosto de comprar lá. Arroz integral gosto mais, as leguminosas secas também são melhores.
    - Compras de pão e fruta vai o noivo comprando no lidl perto de casa ao fim do dia. Normalmente em termos de fruta no inverno é só pêras e maçãs (banana de vez em quando), mas agora no verão vamos à desforra e fartamos-nos de comer melão e melancia (que tentamos sempre comprar a menos de 0.60 euros o kg).
    - Vamos ao continente exclusivamente para a comida do gato (compramos uma cara, da beyond). Compro logo 20 euros em comida de gato para usar o cupão dos 5 euros.
    - Vamos ao celeiro de vez em quando comprar coisas mais especificas, como as algas, tofu de vez em quando (1x de tres em tres meses, por aí), chás, "medicamentos" (ameixa umeboxi, kuzu...) e suplementos alimentares (como tenho muitas infeçoes urinárias, tomo algumas coisas de lá). Aproveitamos sempre as campanhas dos pontos a dobrar no cartão.
    - Como moramos em lisboa, há coisas que só compramos no martim moniz: molho sriracha, alga kombu, molho de soja, farinha de grão de bico. Mas vamos umas 3 ou 4x por ano.

    E pronto, é assim. Estamos satisfeitos! Esqueci.me de referir que o meu noivo come por 2, apesar de ser magrinho. Muito arroz e feijão come este moço!

    ResponderEliminar
  8. Pratico grande parte dessa gestão, embora sem filhos seja muito mais fácil. Escolher os peixes de mar, que não só são os mais baratos como os (muito) mais saudáveis, aproveitar os biológicos do Lidl ao preço de agricultura convencional e fazer tudo o que seja lanches e snacks em versão caseira - e as sopas e refeições principais também, claro. A marmita também ainda é e sempre será a melhor forma de poupar. No fundo, a natureza é tão equilibrada que tudo o que sai mais económico é ao mesmo tempo o melhor para nós. É fazer o esforço de pesquisa e da mudança para o perceber :)

    ResponderEliminar
  9. يتم تقدير مؤسسات نقل أثاث، بناءا علي الخبرة والمصداقية ، فان كنت تبحث عن افضل مؤسسات نقل اثاث وعانيت من قبل كيف تعثر علي مؤسسات نقل أثاث المتميزة ، في وسط ذلك مكان البيع والشراء الممتلئ بمؤسسات ومكاتب وشركات تحمل نفس اللقب ، شركات لنقل وتغليف الأثاث بجده . ولكنها لا تتشابه في المهارات والخبرة ، لهذا نحب ان نقوم ان مؤسسات نقل اثاث وعفش المتميزة ، هي مؤسسات نقل داخل جدة مجربة ومشهورة توفر المتخصصين في التداول مع الاثاث بالفك والتركيب من نجاريين ، كما توفر اسعار نقل اثاث رخيصة ، إضافة إلى سرعة تطبيق المهمات بكل امان مع الضمان .
    شركه نقل عفش من الرياض الى الجبيل
    شركه نقل اثاث من الرياض الى الجبيل
    شركه نقل عفش

    ResponderEliminar
  10. Vou me "intrometer" aqui nos comentários. Primeiro parabéns pelo seu blog, venho cá sempre ler os seus posts e identifico-me com muitas das suas filosofias. É sempre polémico falar de valores e a questão da agricultura biológica...essa então dá muito pano para mangas. No meu caso pessoal somos só 2 (vem o 3ºmembro da família a caminho) e o nosso valor mensal é bem mais baixo. Mas o meu companheiro é produtor agrícola e aqui a poupança é enorme. Em relação à parte da agricultura biológica...muita polémica com este assunto. Mas pelo meu conheicmento directo a única agricultura que podemos considerar biologica é a que realmente não leva quimicos ou então leva quantidades muito baixas desses quimicos. Isso de forma geral não é praticado em Portugal, o tal "sabor melhor" deve-se a muitos dos quimicos que são aplicados na agricultura biológica. Atenção também ao "pequeno produtor" que cultiva no seu quintal e depois vende nos pequenos mercados...Esses produtos estão carregados de quimicos. No entanto acho que cada um deve procurar o que mais se adapta ao seu estilo de vida, tendo em conta o seu orçamento, lugar onde vive, estilo de vida. Acho que é mais saudavel comer ervilhas congeladas do que por exemplo um hamburguer com batatas fritas. Para mim a regra é o equilibrio e sem extremos.

    ResponderEliminar
  11. E acrescento que sabe melhor porque compramos produtos da época, maduros, não por serem biológicos. O conceito bio é um logro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo o seu ponto. Fui eu que referi o "melhor sabor" dos produtos biológicos. A questão é: onde conseguem as pessoas normais (que não êm produtores agrícolas na família) obter os produtos não biológicos apanhados na altura certa? Pois... não se consegue. Eu pelo menos não consigo. E esclareço também que quando me refiro a pequenos produtores que vão a um mercado biológico não me refiro à pessoa que cultiva no quintal. Para mim isso não chega a ser um produtor. Não compraria produtos a uma pessoa que não conhecesse e que fizesse esse tipo de agricultura porque não saberia as condições sanitárias e outras em que o faria e sei que dificilmente seria sujeito a inspeções na sua actividade. Falo de produtores pequenos, das região rurais mais próximas, que vendem num mercado biológico ao lado da minha casa e que cumpre, ao que sei, todas as disposições regulamentares para tal. Não compro lá todos os produtos por várias razões mas de todos os sítios onde me abasteço é o meu preferido. E tenho alguma convicção acerca da qualidade dos produtos. Se pode haver charlatões lá a vender? Claro que sim, mas quanto a isso nada posso fazer. As pessoas a quem compro parecem-me pessoas honestas e cuidadosas na sua actividade e gosto dos seus produtos e isso basta-me. Concordo que no equilíbrio é onde está a virtude. Por isso nem acho que só se pode comer biológico mas também não digo que o conceito é um logro.

      Eliminar
    2. A questão é que é mesmo um logro. A agricultura biológica não e mais sustentável, nem mais saudável, nem isenta de químicos. E mais cara, apenas. Eu costumo comprar produtos locais numa frutaria perto de casa.

      Eliminar
  12. Clipping Expert Asia is an all global image editing service provider company. We are providing the best image manipulation, image masking, and other services...That if you want to know about the best image manipulation, so visit this image manipulation service. We are providing high-quality photo editing service and lower cost sales world marketing on the online...

    ResponderEliminar

  13. تمتلك شركة تنظيف مكيفات بالرياض افضل الطرق والمعدات في تنظيف الواحدات الداخلية والخاريجة للمكيفات توفر تنظيف المكيفات الاسبلت الفريون الكاست شركة غسيل مكيفات توفر خدمة تعبئة الفريون بسعر مميز شركة نظافة مكيفات تساعد علي رفع كفاءة التشغيل مرة اخري

    شركة تنظيف موكيت بالرياض
    نقدم خدماتنا مثل غسيل الموكيت والسجاد وغيرها فالهدف الاول هو راحة العملاء و اكتساب ثقتهم مهما تكلف الامر مع ضمان جودة الخدمات المقدمه و سرعة انجازها بكل سهوله و امان و على احدث و افضل الاساليب

    افضل شركة لرش مبيدات بالرياض فنحن نقدم خدماتنا المتميزة في رش المبيدات الى المنازل والفلل والمحلات التجارية والفنادق المختلفه حيث تعتمد الشركة على مجموعه من المبيدات الآمنه والفعالة والموثوق فيها بإعتماد وزارة الصحة السعودية.

    لذلك تحرص شركتنا ارخص شركة مكافحة حشرات بالرياض كأفضل الشركات الموجودة فى الرياض على التخلص من جميع الأفات الشرسه مثلا الفئران وغيرها من القوارض التى من الممكن ان تكون سبب فى تدمير اغراض اى منزل او قد تسبب بعض الامراض اونقلها.

    ResponderEliminar
  14. A lot of thanks for sharing your personal experience. I just learned a lot.
    Photo Editing
    clipping path service

    ResponderEliminar
  15. ****THIS IS A PUBLIC SERVICE ANNOUNCEMENT:****

    Portugal is the Biggest Racist country that i have ever lived in. I feared for my life there and i consider myself lucky that my family got out alive! I have never lived in such poverty (Sopas dos Pobres everyday) 40% unemployment rate and 60% of the population earn less than $932 USD per month, and that's considered Middle Class here! Within the European Union it is the worst of the worst place to live.

    The bottom line is the bulk of the People in our poor country exist in a brainless comma that is fed by Ignorance, anti-Spanish hate, and severe Racism of pretty much everybody that isn't Portuguese! And, Portugal started the Global Slave Trade in 1441 so it is definitely NOT a safe place for Blacks!!

    I found important websites that explain the Severe multi-generational Racism and Hate that exist in Portugal today, and i highly encourage all to read them and spread the word in order to avoid innocent, and desperate people from living or visiting there. Get educated on the Truths about Racist Portugal now.

    PORTUGAL IS THE BIGGEST, RACIST, ANTI-SPANISH COUNTRY ON THE PLANET!

    I HEREBY ALERT ALL PEOPLE ON EARTH TO NOT BUY FROM PUTUGAL, DO NOT SPEND YOUR HARD, EARNED MONEY GOING THERE AND BOYCOTT ALL PORTUGEE STORES IN YOUR AREA! DON'T BUY THEIR GOODS OR WINES!!!

    THESE XENOPHOBIC RACISTS HAVE TO LEARN AND THE BEST WAY IS TO BLOCK THEM ECONOMICALLY!

    ResponderEliminar