quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Ainda sobre a minha organização culinária semanal


É engraçado como algumas fotografias geram tantos mails e perguntas. Mesmo depois de ter escrito este post a explicar como me organizo, depois de mostrar no instagram - ainda não me seguem? Façam-nos aqui! (https://www.instagram.com/joanaroque78/)
 - as fotos do meu frigorífico num antes e depois de segunda, quando tenho o frigorífico completamente organizado com tudo preparado para a semana e o depois, à sexta feira, quando já está quase vazio, percebi que tinha mesmo de voltar a este assunto, porque as dúvidas, perguntas e esclarecimentos têm sido mais que muitos. E eu quero é tentar ajudar-vos, inspirar-vos ou orientar-vos para serem - se ainda não o são - mais organizados e fazer-vos poupar tempo e também dinheiro, acreditem, na cozinha e na hora das refeições.

E não há melhor forma de vos explica, do que com um “caso prático”.  Portanto vou explicar-vos tudo o que fiz para me organizar nas refeições desta semana, sendo que assim acho mais fácil que fiquem com uma ideia.
Tudo isto parte de uma outra condição: uma ementa semanal já definida. Sem isso não vale sequer a pena pensarem neste tipo de planeamento e organização. E partimos do principio que vamos fazer isto tudo já depois de termos ido às compras. O dia é aquele que vos der mais jeito, sendo que acho que o que resulta melhor é domingo ao final do dia. Eu pessoalmente faço-o à segunda feira de manhã, mas tenho provavelmente uma disponibilidade diferente da maioria das pessoas.
Então: como orientei eu toda esta semana de refeições?

Apesar de fazer a maioria das coisa à segunda feira, há uma que faço na sexta, porque é nesse dia que me entregam o meu cabaz de legumes semanal. Portanto na sexta -feira à noite oriento todos os legumes. O que fiz eu esta semana? Arranjei um molho de grelos, lavei-os e coloquei-os num saco de congelação prontos a irem para a panela. Arranjei os brócolos - lavei-os e coloquei-os em dois sacos de congelação prontos a serem cozinhados e assim sei que tenho acompanhamento para duas refeições. Descasquei as cenouras e coloquei-as inteiras num saco de congelação prontas depois a usar nas sopas, nas saladas ou noutra coisa qualquer. Cortei e lavei os alhos franceses e guardei-os prontos no saco de congelação. Lavei e guardei os espigos de couve, nos sacos de congelação. Atenção que eu não congelo os legumes. Guardo-os apenas naqueles sacos de congelação do IKEA, com fecho, e guardo-os na gaveta dos legumes do frigorífico. Eu sei assim quais serão os acompanhamentos que tenho para a semana, e está tudo pronto a usar.

Por acaso esta semana fui às compras no sábado de manhã - apesar de habitualmente o fazer á sexta feira. E na segunda feira, sabendo o que irei cozinhar toda a semana e tendo comprado o que preciso para todas as refeições da semana, em pouco mais de duas horas orientei toda a semana.
Liguei o forno e comecei a assar uma fatia de abóbora menina que veio no cabaz desta semana para fazer puré de abóbora como acompanhamento do jantar de terça feira. Com o forno quente aproveitei e fiz pão, uma vez que já tinha feito a mistura logo de manhã.
Entretanto coloquei os legumes para a sopa na bimby e deixei-a a fazer o trabalho dela.
Tinha deixado a descongelar na noite anterior o que necessito para as refeições da semana: lombinhos de pescada, migas de bacalhau, 1 polvo, bifanas de porco.
Fiz um refogado ao qual juntei alho francês e cenoura ralada para fazer uns lombinhos de pescada estufados para o jantar de segunda feira. Enquanto isso, cozi o polvo para o jantar de quarta feira, e os grelos para o acompanhamento do jantar de segunda feira.
A sopa entretanto ficou feita. Lavei a bimby e coloquei couve flor a cozer para fazer puré de couve flor para o acompanhamento dos lombinhos de pescada estufados. 
A pescada ficou pronta, assim como os grelos cozidos, e coloquei tudo em caixas de vidro com tampas e vão para o frigorífico, assim como a sopa.
Comecei um novo refogado e fiz ervilhas com ovos escalfados para o almoço de quarta feira, porque é uma coisa que aguenta bem no frigorífico e é bom apenas aquecido.
Triturei a couve flor para o puré, e também guardei numa caixa de vidro no frigorífico. Triturei a abóbora já assada para o jantar de terça feira e guardei. 
No forno tenho o pão a fazer, e o polvo continua a cozer.
Descasquei as batatas para acompanhamento do polvo de quarta-feira ao jantar e guardei-as em água no frigorífico. 
Temperei as bifanas com sumo de limão, sal, pimenta, louro e alho picado e também guardei no frigorifico. Serão para o jantar de quinta feira.
Descasquei uma cabeça de alho e guardei-os em azeite para ir utilizando durante a semana. O polvo entretanto acabou de cozer e escorri-o e cortei-o em pedaços. Na quarta feira basta colocar o polvo num tabuleiro com azeite e alho, juntar as batatas  previamente cozidas e levar ao forno a “tostar”, numa espécie de polvo à lagareiro, que vamos acompanhar com os restantes grelos.
Ainda tive tempo para fazer um refogado com cebola, alho e azeite e cozinhar as migas de bacalhau para o jantar de sexta feira. Neste caso, optei por congelar depois de pronto. Quinta feira à noite é só retirar do congelador e preparar um empadão de bacalhau com brócolos para o jantar de sexta feira.
O pão acabou de cozer. Deixei arrefecer e cortei-o em fatias para a semana.
Arranjei e lavei os morangos, ficando prontos a usar. Lavei os tomate cereja e ficam prontos a retirar da caixinha e comer e ainda fiz um iogurte de coco com framboesas e chia que o Zé Maria e eu adoramos. E ainda fiz arroz.

A cozinha e a louça vai-se arrumando à medida que se vai cozinhando. 
E sim, esta empreitada demorou pouco mais de 2 horas (Acho que não cheguei à meta das 2h30).
Tudo no frigorífico e tudo orientado para a semana.

A ementa:

Segunda feira ao jantar: 
Lombinhos de Pescada estufados com legumes, puré de couve flor e grelos cozidos

Terça feira ao jantar:
Peito de pato com laranja e puré de abóbora, salada de rúcula (o peito de pato fica a descongelar de segunda para terça e apenas é cozinhado na hora)

Quarta-feira ao almoço:
Ervilhas com ovos escalfados e arroz

Quarta feira ao jantar:
Polvo à lagareiro com grelos cozidos

Quinta-feira ao jantar:
Bifanas de cebolada à moda da Avó Celeste (que faço de véspera enquanto jantamos), com arroz ou massa e couve salteada

Sexta-feira ao jantar:
Empadão de bacalhau com Brócolos (retiro a cebolada de bacalhau já pronta do congelador na quinta à noite, e termino depois. Como vou ligar o forno aproveito também para fazer um bolo!)

Sábado e Domingo:
A ementa está definida e é só cozinhar de acordo com o que está planeado. Normalmente também tenho orientado e muitas vezes adiantado o almoço de sábado. Neste sábado em particular não vamos almoçar em casa e temos um jantar comunitário à noite, por isso não há “ementa”. Para Domingo vou fazer um típico assado. Sei que vai sobrar e essas sobras vão fazer parte da ementa da próxima semana, ou de uma refeição mais simples para domingo à noite.

Acho que ficou tudo muito bem explicado. Resume-se no entanto em duas palavras: planeamento e organização.

Outras dicas que possam ajudar?

28 comentários:

  1. Uau...impressionante mesmo a capacidade de organização :)!!! A descrição é, de facto, muito esclarecedora de como as coisas funcionam, obrigada pela partilha! Não tenho dicas a acrescentar, porque eu sou das, ainda, desorganizadas...é um work in progress. Já defini as ementas e ajudam mesmo nas compras e, durante a semana, na preparação das refeições. Ultimamente, não tenho conseguido fazê-las e é uma desorientação total. Tenho só uma dúvida: os legumes já lavados e colocados nos sacos de congelação não ficam murchos? Eu costumo passá-los pelo escorredor e mesmo assim, quando não consigo escorrer a água toda, às vezes ficam meio murchos.
    Obrigada mais uma vez :)!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Experimente usar um centrifugador de saladas ;)

      Eliminar
  2. Olá Joana,
    Também sou adepta de planear, organizar e adiantar trabalho, mais ainda desde que nasceu o Afonso e quero aproveitar o fim do dia para brincarmos juntos (se bem que tem a sua "cozinha" na nossa cozinha e muitas vezes cozinhamos "ao mesmo tempo". Não tinha noção que a carne temperada aguentava tantos dias até ser cozinhada, obrigada pela dica!
    Algo que tenho vindo a fazer é deixar sacos de congelação com todos os legumes para uma sopa no congelador, principalmente quando vamos de férias. Quando chegamos, seja a que horas for, normalmente não temos legumes frescos mas em 20 minutos temos uma sopa pronta. Como costumo congelar também pão e refeições, podemos chegar de férias e não ter a necessidade imediata de ir a correr às compras.
    No meu caso, também tento otimizar alguns pequenos almoços, como panquecas feitas de véspera ou papas de aveia de véspera (comem-se bem frias ou aquecidas).
    Obrigada,
    Filipa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tenho dúvidas se a carne aguenta tanto tempo no frigorífico, especialmente depois de descongelada e não cozinhada.

      Eliminar
  3. maravilha... estes post são sempre muito uteis, e vou aplicando sempre qq coisa no meu dia a dia, Obrigado

    ResponderEliminar
  4. Obrigada Joana! Excelentes dicas!
    Uma pergunta, quanto tempo aguentam estes alimentos já cozinhados e os temperados no frigorífico?
    Beijinhos
    Cristina

    ResponderEliminar
  5. Uau, tenho de vir espreitar o tópico com mais calma, isto interessa-me e muito!

    ResponderEliminar
  6. Excelente explicação Joana! Ajuda e muito. Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Obrigada!!! Por favor, coloque no blogue as suas ementas semanais...por vezes, a inspiração falta...

    ResponderEliminar
  8. Muito obrigada pelas dicas. Organizar e planear faz a diferença, sem dúvida.

    ResponderEliminar
  9. Joana muito obriga podia colocar ementas semanais no blog que permitam este adiantamento e esta organização obrigaa

    ResponderEliminar
  10. Joana muito obriga podia colocar ementas semanais no blog que permitam este adiantamento e esta organização obrigaa

    ResponderEliminar
  11. Boa Noite! Fiquei com uma dúvida relativamente às batatas: são guardadas cruas e descascadas dentro de água? Dps é só tirar da água e cozer? Qts dias podem ficar assim? Obg!

    Manuela Tavares, Coimbra

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. a minha Mae fazia sempre isto. Havia sempre uma caixa com batatas descascadas no frigorífico para a sopa. O problema era quando resolvíamos fazer batatas fritas a meio de noite e não repunhamos o stock de batatas para a sopa! a Joana poderá responder melhor, mas 3 dias aguentam á vontade, mas acho que até mais...
      Margarida

      Eliminar
  12. Fantástico! Adorei! Obrigada :)

    ResponderEliminar
  13. Fui ver as fotos do frigorífico,surgiu-me uma dúvida: também deixa preparado legumes para saltear? cenoura e couve ripadas, por exemplo

    ResponderEliminar
  14. Fantasticas,todas as dicas.Só uma perguntinha, como faz o seu iogurte de coco com framboesas e a chia? Parece-me delicioso.

    ResponderEliminar
  15. Excelentes sugestões, principalmente agora que a horta está a dar muitas verduras que não se conseguem gastar todas de uma vez!
    Eu faço papas de aveia ao domingo e guardo no frigorífico. Vou gastando diariamente até sexta-feira e estão sempre excelentes. Faço apenas com água e uma pitada de sal e sempre que preciso retiro uma porção, dissolvo num pouquinho de leite, iogurte, etc, adoço e acrescento o que me apetece. O pequeno-almoço nunca é igual!

    ResponderEliminar
  16. Joana, qual é o tamanho certo das caixas para guardar no frigorifico? para se encaixarem umas nas outras? faz sentido comprar novas? o que costumam comer de sobremesa? Fruta? Como se faz o iogurte de coco? ter cebolas já descascadas e cortadas ajuda?

    ResponderEliminar
  17. Podia dar dicas destas todas as semanas, juntamente com a ementa semanal!!!Desculpe o abuso, mas que dava jeito dava :)

    ResponderEliminar
  18. Organização fantástica! Não faço melhor, por isso não tenho nada a acrescentar.

    ResponderEliminar
  19. Parece me que a comida feita não deveria estar tanto tempo cozinha no frigorífico....E a carne descongelada ainda que temperada no frigorífico mais que 48h?!Joana pode colocar o tempo ideal de comida feita a aguardar no frigorífico?

    ResponderEliminar
  20. Joana, que tal um próximo livro cheio de dicas destas? Serviria de inspiração a muita gente.

    ResponderEliminar
  21. Podia mostrar-nos como se vai organizar também esta semana. Dá para tirar imensas ideias :)
    Bom domingo

    ResponderEliminar
  22. O sistema é admirável, mas lá está, a mim faz-me impressão deixar tudo tanto tempo por cozinhar. Penso que legumes e frutas se devem deixar o máximo de tempo possível intocados antes de consumir, para não perderem propriedades. Outra coisa que noto é que só fala de jantares, mas aqui por casa faz-se almoço e jantar e, lá está, tenta-se "requentar" ao mínimo (o que não quer dizer que não se aproveitem os restos que haja, mas preferimos fazer menos e comer todos os dias "frescos" ou fazer uma dose a mais para seguir directa para o congelador.

    ResponderEliminar
  23. Aqui há umas semanas fiz isso de cozer o polvo na véspera de o utilizar para um arroz e ficou muito duro. Não sei se foi disso, mas a verdade é que quando o retirei da panela de pressão estava bom...

    ResponderEliminar
  24. Olá Joana.
    Costuma colocar os alimentos no frigorífico ainda quentes ou espera que arrefeçam fora e só depois os guarda?
    Obrigada pelas dicas :)

    ResponderEliminar