quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Festa no Jardim: Aniversário dos miúdos!


Mais um ano que passou, e mais uma vez em que aproveitamos para fazer a festa de aniversário dos miúdos em conjunto. O Zé Maria fez 4 anos na segunda feira passada. Teve direito a um bolo e  cantar os parabéns com os amigos da escola, e a um jantar cá em casa com os pais, avós, tios e primos direito. O António fez 2 anos no domingo, e acabamos a fazer um grande almoço para toda a família e os amigos mais chegados - e aproveitamos para, tal como o ano passado, juntar também a festa com “mais” uma festa para o Zé Maria. Sendo assim houve dois bolos, um para cada um!

A nossa família é grande. Ou melhor, a parte da família do Miguel é grande, uma vez que eu não tenho tios - os meus pais são ambos filhos únicos e não tenho obviamente primos direitos. No caso do Miguel tudo muda de figura: tem vários tios, primos direitos e respetivos. E depois os nossos amigos de coração, que são também a nossa família. E mesmo com aqueles que não puderam estar presentes, o número de pessoas cá em casa chegou a perto de 50: 37 adultos e 11 crianças.
O ano passado a opção foi fazer um lanche com jantar. Desta vez, e por ser a um domingo, e termos família e amigos de Santarém, Lisboa e Beja, optamos por um almoço, para que quem tivesse de sair mais cedo por causa da viagem até casa assim o pudesse fazer.

Como é habitual fui eu que preparei praticamente tudo. Tive ajuda nas sobremesas (a minha mãe, a minha sogra e as minhas cunhadas, cada um fizeram uma sobremesa). Tudo o resto foi preparado por mim, com o apoio incondicional do Miguel a lavar louça, limpar, arrumar e fazer alguma preparação.



Para entradas, preparei varias saladas frias, tábuas e queijo e enchidos. Pratos frios que se prepararam relativamente rápido.
Havia 1 bola de carnes, 1 quiche de atum e folhadinhos de salsicha mais a pensar nos miúdos. Salada de massa com tomate cereja e pesto, e outra salada de massa com cogumelos, tomate cereja, bacon e molho de mostarda e mel. Salada de feijão frade com atum, salada de grão e bacalhau com pimento e azeitonas pretas, salada de camarão com maçã verde e abacate e salada de alfaces com amêndoas, feta, passas e maçã. Nas entradas havia ainda um patê de atum, outro de delícias do mar e sapateira recheada, para além de pão, tostas e de 2 tábua de queijos, com queijo já partidos em pedaços, uvas, marmelada caseira e frutos secos, e 2 tábuas de enchidos, com presunto, salame e paiola e chutney caseiro de maçã e especiarias. (As tábua ficaram muito giras, mas não consegui tirar fotos!)

Depois das entradas, havia sopa de espargos e 4 pratos principais diferentes, obviamente servidos em buffet, para que cada um escolhesse o que mais gostasse: havia bacalhau com broa (2 tabuleiros grandes), lasanha de carne (2 tabuleiros grandes), caril de frango (2 frangos) com arroz thai e ainda uma pá de porco assada lentamente com pimentão fumado (tinha perto de 3 kg) que servi já desfiada e acompanhei com batata frita de pacote e salada de alfaces.


Para as sobremesas além de uma Bebinca preparada pela minha sogra, um cheesecake de limão da minha cunhada Rita, a mousse de chocolate do meu cunhado Luís e o arroz doce da minha mãe, fiz ainda natas do céu, baba de camelo, torta de laranja, pavlova com curd de limão, natas e morangos, tarte tatin de maçã, pudim de coco e uma tarte de chocolate e morangos. Havia ainda fruta preparada: ananás e mamão.

Finalmente dois bolos de aniversário, um para cada miúdo: de laranja e cenoura com recheio de lemon curd e cobertura de buttercream de queijo creme para o Zé Maria, e um bolo de chocolate com cobertura de chocolate para o António!
Não podemos substimar que eram muitas pessoas, que almoçaram e comeram pela tarde fora - as últimas pessoas saíra perto das 19h30. E na realidade não sobrou grande comida. Fiquei lasanha para o jantar de segunda feira e bacalhau para o jantar de terça e sopa. Sobrou ainda um bocadinho de salada de massa e de salada de feijão frade. Sobraram umas quantas fatias de enchidos, um pouco de bebinca, de cheesecake, de tarte tatin e de bebinca. Nada de especial!
É importante ter uma noção daquilo que as pessoas comem para não fazer a menos, mas também não sobrar em demasia ou andamos a comer sobras toda a semana.

Como me organizei? É claro que o planeamento e a organização são fundamentais para uma festa deste tamanho! Já tinha feito uma lista de tudo o que queria cozinhar e respectiva lista de compras. Fui às compras na sexta feira à tarde - e fui a 4 locais diferentes para comprar tudo o que gosto e aproveitar a melhor relação qualidade preço.

Organizei as compras e comecei a cozinhar sexta feira depois de jantar. Preparei as lasanhas (ficaram montadas e já com o molho bechamel, mas com a massa ainda por cozinhar), o bacalhau (ficou todo pronto e bastava apenas tostar e aquecer no forno), o caril de frango e temperei a pá de porco. O caril ficou pronto no frigorífico e o bacalhau e as lasanhas ficaram a penas por cozinhar/tostar no forno, coisa que fiz apenas no domingo antes de as pessoas chegarem. Mas ficou tudo devidamente acondicionado no frigorífico. 
No sábado de manhã preparei os folhados de salsicha, a bola de carnes, a quiche, a torta de laranja e fiz a tarte tatin. Como também tive o aniversário do filho de uns amigos, só voltei a cozinhar depois das 18h de sábado e aí preparei quase tudo o resto: preparei as saladas de grão de bico e feijão frade, que ficam ainda melhores preparadas de antecência, fiz os patês e a sapateira recheada que o meu querido marido fez o favor de arranjar e separar toda a carne..., fiz também as salada de massa e a sopa.

Cozinhei a pá de porco e a pavlova. Fiz o curd de limão e os bolos de aniversário e deixei-os a arrefecer para depois os montar.
Fiz ainda as natas do céu, a baba de camelo, o pudim de coco e preparei o buttercream para o bolo de aniversário.

E por fim, com ainda mais amor e carinho acabei os bolos de aniversários dos meus dois amores pequeninos. No total, foram cerca de 12 horas a cozinhar que reparti em 3 vezes, sendo que a maioria das coisas foram feitas sábado à noite, deixando apenas para domingo as coisas que são mais sensíveis como as frutas, saladas de folhas verdes e a montagem da pavlova.

No domingo de manhã já havia pouco a fazer: fazer a salada de feta, passas e maçã, o sumo de laranja natural, preparar as tábuas de queijos e enchidos e preparar a fruta e o molho das saladas.
E durante a manhã ainda foi necessário montar tudo no jardim!
Abençoado jardim! Seria muito mais complicado preparar uma festa com tanta gente e termos todos de ficar confinados a um espaço fechado! E o tempo ajudou que esteve amravilhoso!

Temos a sorte de ter um jardim muito simpático em termos de tamanho e com bastantes “cantinhos”. Acabamos por colocar uma mesa enorme debaixo na nossa pérgula (onde habitualmente fazemos as nossas refeições no jardim) e na extremidade dessa mesa longa a mesa dos bolos. Toalhas brancas, umas jarras com flores e suportes para guardanapos e foi essa mesa onde colocamos todas as entradas frias, e o pão.

Debaixo do telheiro onde temos a nossa churrasqueira, a máquina de lavar e o lava louças, ficou a zona de sujos, onde vinha parar toda a louça suja e que ia direto para a máquina. Em cima da banca estava ainda a placa de indução portátil, útil para aquecer o caril antes de ser servido, assim como a sopa.


Debaixo de um outro telheiro - o que nós chamamos o “lounge” e onde habitualmente temos os nossos sofás de paletes, colocamos uma outra mesa comprida, mais estreita. Foi nessa mesa que servimos os pratos quentes (pratos principais). Como num habitual buffet, na ponta da mesa estavam os pratos, talheres e guardanapos e ao longo do resto da mesa os pratos quentes - todos servidos ao mesmo tempo para que os convidados se servissem do que preferissem. (E devidamente identificados com etiquetas). Num dos lados do “lounge” estava uma estante metálica onde colocamos a “coffee station”, com máquina de café, cápsulas, chávenas e açúcar. Por baixo mais pratos, e os pratos e taça de sobremesa. Do outro lado uma mesa com uma tina metálica cheia de gelo onde estavam as bebidas frescas (no caso espumante, vinho verde, cerveja e coca-cola) e ao lado, na mesa, vinho tinto, água e o sumo de laranja natural. Ao lado no carrinho de chá os copos para o vinho, espumante e águas/sumos.
No relvado, em frente ao “lounge” colocamos a nossa mesa habitual de refeições (também com uma toalha branca) e foi onde mais tarde colocamos as sobremesas.



Ainda no relvado havia uma zona de “descanso”, com espreguiçadeiras, cadeiras e uma mesa de apoio, e mais ao fundo, no jardim, uma zona de brincar, com uma manta, brinquedos, a tenda e a casinha dos miúdos.

Uma das vantagens é ter imensa louça, copos e talheres que “herdei” dos meus avós e que estão normalmente arrumados nos armários na nossa lavandaria - que tem entrada/saída direta para o nosso jardim (uma vez que a cozinha e o andar social são no primeira andar da nossa casa). O facto de termos também uma máquina de louça na churrasqueira e de apoio ao jardim, permite que toda esta logistica e arrumação seja muito mais simples. Para quase 50 pessoas não precisei de trazer nada “de casa”, sendo que havia copos de vinho, flutes de espumante, copos de agua/sumo, pratos e talheres suficientes para todos. E portanto menos viagens a subir e descer escadas. (Quem me conhece sabe a minha aversão a servir seja o que for em coisas de plástico... e portanto nas festas cá de casa nem os copos são de plástico!) 


Para sentar as pessoas temos imensos bancos empilháveis, cadeiras de jardim e ainda dois bancos corridos que estavam escondidos debaixo da mesa que estava por baixo da pérgula, mas que depois facilmente colocamos a uso, assim que foi necessário.

A festa teve uma decoração muito simples e nada temática. Uma fitas de bandeirolas em plásticos  já usadas anteriormente, umas caixas azuis Às bolinhas que usei para colocar os guardanapos espalhados pelas mesas, toalhas brancas, jarras com vivaz na mesa principal e pouco mais. (Ainda comprei uns balões, mas já não os chegamos a encher!)





Eu sei que uma coisa que acaba sempre a preocupar as pessoas é o custo de uma festa deste tipo, e deixo aqui o que nós gastámos, apenas para terem uma ideia. No total, entre comida, bebidas, cafés, decoração, gastámos cerca de 200€ - sem incluir os gastos em eletricidade e o trabalho (e dedicação) de fazermos tudo isto. É por isso que é tão importante planear e fazer uma lista de compras. Se tiverem uma ideia de quanto as coisas custam, e onde podem aproveitar a melhor relação qualidade/preço e até promoções e descontos. Por isso fiz as compras de comida em 4 locais diferentes. Convém também dizer que a bebida mais consumida por aqui foi mesmo o espumante, e que fazemos essa compra diretamente na adega cooperativa (no caso a de Souselas) e a um preço excelente para a relação qualidade/preço. E todos esses  pormenores e planeamento são tão importantes como a decoração e organização da festa.





Isto é só para perceberem que é possível, preparar uma festa e receber em casa, de forma descontraída e de maneira a que todos passem um bom bocado. E há poucas fotografias exatamente por isso mesmo. Mais importante do que estar a tirar fotos a tudo é mesmo estar com as pessoas e desfrutar destes momentos com elas.
E basta planeamento e organização. E acima de tudo gosto por receber. E isto é valido tanto para uma festa de 50 pessoas, como para uma com 15.

Espero sinceramente que tenham achado toda esta explicação útil, principalmente se têm duvidas acerca da preparação de uma festa para mais pessoas do que aquelas a que estão habituados.

27 comentários:

  1. Muito boa descrição de tudo! Quase impossível de acreditar que conseguiu fazer tanta comida em tão pouco tempo e gastando "apenas" 200€!! Obrigada pela partilha e Parabéns!!!

    ResponderEliminar
  2. Olá! Estou de boca aberta!! Tu és realmente uma inspiração!!! Obrigada pela partilha desta organização mais que perfeita, desta festa linda e que ao lermos dá vontade de fazer já uma! Parabéns Joaninha por seres assim! Beijinho, Ana

    ResponderEliminar
  3. Para além da dedicação e trabalho, os seus filhos devem ser uns santos. Seria impossível ter essa dedicação, tenho uma menina de 2 anos que não me larga um segundo, chega a ser desesperante mas não lhe nego colo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!
      Os miúdos têm dias... mas o António, o mais pequeno também pede ainda bastante colo.
      Na sexta feira comecei a cozinhar depois de jantar, e depois de eles terem ido para a cama. No sábado de manhã enquanto estive na cozinha, andaram entretidos com o pai no jardim e cortar a relva, a brincar, a regar e a apanhar as ervas "daninhas". No sábado à tarde (só comecei depois das 18h), primeiro saíram com o pai, para comprar umas coisas em falta, e depois quando chegaram estiveram entretidos com um jogo... Jantaram e foram para a cama e nós continuamos noite dentro...
      No domingo foi realmente o dia mais complicado, entre gerir organização das mesas, ultimar o que faltava, mas mesmo assim eles foram-se entretendo entre brincadeiras no jardim, e beijinhos e recados à mãe..
      Mas é obvio que há que adaptar para fazer as coisas quando eles estão a dormir ou mais entretidos com brincadeiras - e eles já brincam imenso os dois!
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  4. Que capacidade de organização! Parabéns por tudo!

    ResponderEliminar
  5. oh meu Deus! Que fofinhooooooooooooo!!!! <3 E estava tudo brutal!! =D

    Um beijinho dourado,

    Catarina

    ResponderEliminar
  6. Quando se quer, e com algum trabalho tudo se consegue.... A festa lá de casa são sempre com muita gente, só tenho pequena que sejam de Inverno. Qual a receita de bacalhau com broa que utilizou?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!
      A receita de bacalhau que utilizei foi esta:
      http://paracozinhar.blogspot.pt/2007/10/bacalhau-com-broa.html
      Com pequenas alterações (triturei a broa com salsa e alho!)

      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  7. também costumo organizar-me nas festas com um cadernos escrito, mas as minhas festas são mais pequenas pois são num apartamento, contudo quando se quer tudo se consegue.
    Por favor a receita do bolo de chocolate.
    Aida Lopes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!
      A receita está aqui:
      http://paracozinhar.blogspot.pt/search?q=bolo+de+chocolate+da+amélia
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  8. Olá, excelente!!!
    pode me facultar a receita da Bebinca pf.
    Beijinho,
    Susana Teixeira

    ResponderEliminar
  9. Olá, excelente!!!
    pode me facultar a receita da Bebinca pf.
    Beijinho,
    Susana Teixeira

    ResponderEliminar
  10. Muito util!! Também gosto bastante de ter os amigos cá em casa, mas acontece com frequência estar metida na cozinha, a cozinhar conta relógio enquanto eles não chegam. Para as próximas vezes já sei: uma lasanha, bacalhau ou caril de frango, preparado com a devida antecedência.
    Obrigada

    ResponderEliminar
  11. Quando tenho muita gente a jantar em casa costumo fazer caril de frango, sai sempre bem e pode (deve, mesmo) ser feito na véspera porque acentua os sabores.
    Que festa maravilhosa Joana!

    ResponderEliminar
  12. Como é possível? Como? E grávida de 7 meses, não esqueçamos.
    Parabéns, Joana. Por tudo. Pela festa, pela mãe que é, pela inspiração que é para nós.
    Quando puder, por favor partilhe as saladas lá no blogue. Farto-me de ver e comer saladas maravilhosas (sobretudo as de massa), mas fico sempre com dúvidas sobre como fazê-las e as suas receitas já sei que saem sempre bem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!

      Convém só fazer a ressalva de que não estou de sete meses... Estou de 21 semanas, o que equivale a 5 meses.
      Quanto Às receitas, não sei bens e consigo partilhar, uma vez que não tive oportunidade de fotografar praticamente nada.... Mas há receitas muito semelhantes de salada de massa no blogue. Basta seguir essas indicações!
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
    2. Olá Joana,
      Eu lembrei-me mais tarde, mas depois já tive tempo de cá voltar e corrigir. Fiz confusão com uma outra grávida que sigo no mundo virtual e que está de 7 meses. Esta coisa de agora se falar em semanas faz-me alguma confusão :):)
      Vou então procurar saladas de massa no blogue.
      Um beijinho e que tudo corra bem.

      Eliminar
  13. Uma festa muito bonita com uma mesa recheada de coisas boas. Parabéns pelo bom gosto, Joana!
    Cá em casa costumo estar sempre atenta às promoções, e há certas coisas que vou comprando já a pensar na festa de aniversário, como por exemplo algumas bebidas como Coca-Cola (que só compro para essa altura), leite condensado, natas,batatas fritas e mais umas coisas. Apenas tenho em atenção que não expira a validade até lá. Depois guardo na despensa numa prateleira que tenho específica para esses artigos (para a festa ) e na altura da festa é só comprar os bens mais perecíveis, a conta depois já não parece tão elevada e aproveitei as promoções ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Importante este testemunho, que vai ao encontro do que a Joana já aqui tem dito tantas vezes. Há imensos artigos de que se pode fazer stock, aproveitando promoções, e depois para as festas já não é preciso comprar, reduzindo substancialmente a conta final. Os custos de uma festa, não sendo de desprezar, não são desculpa (generalizando, claro, obviamente que há casos e casos).

      Eliminar
    2. A minha filha mais velha faz anos dia 1 de janeiro, e já comecei a fazer stock de algumas coisas ;)

      Eliminar
  14. Joana sigo o seu blog desde o início e tenho lhe a dizer que e uma inspiração para mim!
    Dois pequenos e mais um a caminho e ainda teve garra para fazer esta festa enorme!!
    É o verdadeiro exemplo de que com força de vontade conseguimos tudo!!
    E conseguimos viver os dias a "celebrar e a partilhar" as coisas boas da vida!
    Nos dias em que preciso de mais animo para levar o dia a dia venho sempre espreitar o seu blog. É sempre uma lufada de ar fresco ver as suas reveitas, novidades e organizações!
    Felicidade é tudo o que lhe desejo!

    ResponderEliminar
  15. Tu és uma verdadeira inspiração, Joana! Com dois miúdos pequenos e uma menina a caminho conseguiste fazer quase tudo! Eu não me atreveria e ñ estou na tua situação (nem filhos nem grávida!) És uma força da natureza, digo-te já! Uau!!! Numa altura em q quase ning da nossa geração (e mais novos menos ainda!) se dedicam a fazer praticamente tudo em casa, desde decoração e comes e bebes, tu realmente dás-nos uma lição de vida em q é possível fazer praticamente tudo qd a vontade assim nos guia! Fazes lembrar-me a minha mãe :) Qd eu era pequena, tb ela fazia festas p tanta gente e cozinhava quase td sozinha! Hoje em dia é mais prático recorrer-se a empresas/casas de catering e pseudo-decoradoras pq 'não há tempo'... Bjinhos grandes e obrigada por nos inspirares tds os dias! P.S. - qual o António e qual o Zé Maria (nas fotos)? :)

    ResponderEliminar
  16. Parabéns Joana! Excelente organização a planeamento. Lá em casa faço mais ou menos como a Joana. Faço uma lista de tudo o que quero fazer, do que a minha mãe poderá fazer e o meu marido também. De resto, trato eu de todas as compras e restantes comidas (a maioria). O que posso fazer no dia anterior também adianto e coloco no frigorífico. Temos também a sorte do nosso filho, o Diogo (de 5 anos), fazer anos no verão, por isso também aproveitamos todo o espaço exterior, relvado e alpendre. Quanto à decoração, de ano para ano vou reutilizando algumas coisas, enfeito tudo com balões, trago para o relvado todos os brinquedos, e fica sempre uma festa muito colorida, com boa comida (faço sempre a mais - lá está uma coisa que tenho que acertar, pois passamos dias a comer sobras) e muito animada.
    Beijinhos***

    ResponderEliminar
  17. Boas ideias...

    E bebidas??? para além do espumante o que usas? Sumos, vinhos... acaba por ser uma parte dispendiosa

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa parte já está incluído no orçamento, e foi referida. Sumos, optei por ter apenas sumo de laranja natural (e feito na bimby com a laranja inteira em vez de espremido rende imenso, e só temos de comprar laranjas), e águas. Para além disso havia água e coca-cola.
      Na parte do vinho: havia tinto e verde, mas há neste momento excelentes opções a menos de 3 euros por garrafa, e acho que nem três garrafas de vinho tinto se beberam, e menos do que isso de vinho verde.
      O que mais se bebeu foi mesmo espumante (estamos em Coimbra, perto da Bairrada e estamos habituados a acompanhar espumante da zona, com tudo, e não só no momento do bolo!) E há por aqui excelentes opções de adegas cooperativas a baixo custo. Acho que este, da adega cooperativa de Souselas, fica a cerca de 2 euros a garrafa, o que só prova que às vezes não é preciso algo muito caro para ter qualidade. Devem-se ter bebido umas 12 garrafas....
      (Gastamos cerca de 50 euros em bebidas...)
      Espero ter ajudado,
      Joana Roque

      Eliminar
  18. Muito Obrigada por esta partilha. O meu filho também fez 4 anos no dia 30 e preparei tudo no proprio sabado para estar pronto às 18h... isto por achar que se preparasse mais cedo as coisas ficariam secas de mais e afinal a Joana preparou tudo com mais antecedência.
    Valeram-me a minha mãe e uma amiga que chegaram mais cedo.

    Para a proxima nao volto a cair no erro, ate porque tambem gusto de fazer tudo em casa.

    ResponderEliminar
  19. A minha irmã mora numa quinta com imenso espaço e todos os anos temos feito as festas dos miúdos lá. Fazem anos com 3 dias de diferença e por isso tb junto sempre numa festa só. Faço praticamente tudo sozinha, desde os comestiveis, decoração, e bolo e muitas vezes a indumentária dos miúdos. Temos piscinas insufláveis e os miúdos divertem-se imenso. é preciso sim algum planeamento e muita organização mas é como dizes, faz-se muito bem e toda a gente aproveita e se diverte.

    ResponderEliminar