quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Começar 2018: Objectivos, Planos, Projetos e Amealhar um bocadinho!


Já passou o natal e o fim de ano. Os cabazes lá ficaram prontos a tempo, distribuiram-se (ainda aqui tenho 3...) e o natal foi maravilhoso com a magia das crianças e a família junta.
Tivemos direito a uns dias a quatro (cinco) em que aproveitamos para colocar umas coisas em dia cá por casa de que vos darei conta nos próximos tempos.
Foi a passagem de ano, com amigos que são família, e foi calmo e mais uma vez muito bom, tudo o que esta grávida quase em final de tempo quer.

De resto começamos 2018 com a antecipação de grandes mudanças. O nascimento do bebé numero 3, ainda este mês, vai certamente marcar o nosso ano, que vai começar logo com essa novidade (se Deus quiser!)

E depois há os habituais projetos, ideias e objetivos que traçamos todos os anos... Saúde e paz para todos, que quanto ao resto cá nos vamos arranjando....
No início de cada ano, gosto mesmo de olhar em retrospectiva para o ano que acabou. Analisar se conseguimos atingir tudo o que estava ao nosso alcance e era nosso desejo, e o que podemos e queremos melhor neste ano que agora começa.

Já aqui escrevi várias vezes que, de uma maneira geral, traço objetivos que são alcançáveis, ou que pelo menos posso tentar, de uma forma objectiva tentar alcançar. Nada de coisas mirabolantes que sei que não dependem quase só de mim/de nós.
Há sempre objetivos pessoais e de trabalho, mas também coisas simples como completar uma divisão da casa ou ir a algum lugar específico, ou mesmo objetivos de poupança e economia doméstica... 

No entanto, neste início de ano, não quero deixar de partilhar com vocês um pequeno projeto de poupança que fiz o ano passado, com bons resultados (para o obejtivo pretendido) e que pode ser um incentivo para muitos, uma vez que “poupar” ou colocar algum dinheiro de lado, é quase sempre um projeto (cá em casa costuma ser!)

Depois de todos os anos sermos inundados com o plano de poupança das 52 semanas, que eu pessoalmente acho difícil de concretizar, principalmente mais para o final do ano, o ano passado lembrei-me de uma coisa muito mais simples e discreta (e também de muito menor valor) mas que teve no nosso caso um objetivo claro.
Tudo começou com o cartão Continente, aquele que vai acumulando os descontos em cartão ou talão. Cada vez faço menos compras nesse supermercado e creio que é por esse motivo que recebo habitualmente em casa cupões semanais de 5 euros em cartão por cada 20 euros em compras (minimo). No início do ano passado, ao receber esses cupões decidi que, iria ao Continente gastar 20 euros em compras - para receber os 5 euros em cartão. Passei a ir comprar ao Continente aquilo que realmente só encontrava lá, ou que estaria em promoção que realmente valesse a pena e gastar apenas esses 20 euros - de modo a fazer compras da forma mais inteligente possível - e de maneira a “conseguir” os tais 5 euros em cartão. Mais do que isso decidi não gastar nenhum do saldo acumulado do valor que fosse conseguindo juntar, de forma a fazer uma pequena poupança... Comecei sem um objetivo de poupança, que só defini mais tarde, por força das circunstancias.
Ao mesmo tempo que acumulava esses 5 euros e outras pequenas coisas, como qualquer outra promoção em cartão que me interessassem, também fui acumulando algum valor no mesmo cartão por usar os talões de combustíveis que acrescentam o desconto em saldo ao cartão....
Aos poucos comecei a juntar um pequeno saldo e entretanto descobri que estava grávida.
Como sabem o saldo dos cartões Continente dá para usar não só no hipermercado, mas também nas lojas do grupo como a Worten e a Zippy. Pouco depois de descobrir a gravidez, fixei o meu objectivo para esta “poupança” - iria servir para comprar outra cadeira auto, a única coisa de puericultura pesada que iria necessitar de comprar para o bebé numero 3 que estava a caminho! E como o bebé estava previsto apenas para Janeiro de 2018, tinha 1 ano para esse “mealheiro”.
Assim, aos poucos e poucos o saldo foi-se acumulando. Não foi um valor enorme, porque é efetivamente uma “poupança” pequena e que não se vai vendo. Só era preciso dizer às senhoras da caixa que o valor não era para descontar a cada compra que ia fazendo. E claro que nem todas as semanas havia um talão para descontar.... Sei que cheguei por alturas do final de Novembro com cerca de 200 euros acumulados...
Por essa altura começaram as campanhas da Black Friday e com elas a da loja Zippy que fez uma promoção de 25% em todas as cadeiras auto. Escolhemos o modelo que queríamos (tivemos de encomendar, mas ainda tínhamos tempo), pagamos a cadeira com o saldo do cartão e por causa do desconto de 25% recebemos um vale de cerca de 50 euros para usar na Zippy que eu aproveitei para comprar as prendas de natal e aniversário de uma das minhas sobrinhas.

Obviamente não é uma poupança enorme. Mas com um pouco de gestão acumulei o valor da cadeira que queria, e assim não o gastei de outro lado. Se tivesse gasto o valor acumulado descontando-o nas pequena compras, certamente que não me teria sabido tão bem comprar a cadeira sem “gastar” dinheiro e ainda ter comprado duas outras prendas.

É um exercício de poupança simples, acho que ao alcance de qualquer um. No nosso caso serviu para a cadeira auto, mas poderia ter servido para comprar a comida e os brinquedos de natal, ou um eletrodoméstico novo, ou até um telemóvel, roupa e calçado, umas sapatilhas, uma bicicleta... 

Gosto particularmente de pequenos mealheiros para pequenas poupanças para objetivos concretos. Já comprei algumas coisas assim, como por exemplo a Bimby - e demorei bem mais de um ano a acumular o valor total. Pessoalmente sinto outro valor nas coisas compradas com base nos mealheiros... Manias!!

Este ano vou fazer novamente esta “poupança do cartão”,e  entretanto há também um mealheiro com o objetivo  concreto de uma “obra” aqui para casa. 


Em termos de amealhar, ou tentar colocar alguma coisa de lado, quais são os vossos objectivos para este ano? 

23 comentários:

  1. Também acho muito importante a poupança a nível monetário, fui educada assim e não nos damos por descansados aqui em casa se soubermos que as poupanças estão abaixo de um certo nível.
    Este ano queremos poupar para realizar obras de requalificação exterior na nossa casa - pinturas e jardim.
    Em relação ao cartão continente, à muito tempo que deixei de lá fazer compras por diversos motivos e preferencialmente prefiro pagar menos na hora e ficar logo com o dinheiro disponivel para outras coisas.
    Votos de um excelente ano para si e para os seus e que tenha uma hora pequenina.
    Felicidades :)

    ResponderEliminar
  2. Eu adaptei o desafio das 52 semanas. Até à semana 15, eu e o meu marido colocamos de parte os respetivos valores. Portanto o valor acumulado até à referida semana é x 2. 120x2 o que totaliza uns simpáticos 240 euros na semana de 9 a 15 de abril. Na semana 16 reinicio todo o processo.
    É uma questão de adaptar o desafio às nossas possibilidades.
    Boas poupanças :)

    ResponderEliminar
  3. Olá Joana :)
    Acabaste de me dar uma excelente ideia... Ando a namorar uma Yammi à muito tempo, e vou sempre adiando porque não é prioritário e o dinheiro é necessário para outras coisas. Acho que vou «copiar» a tua ideia e quem sabe no final do ano consigo presentear-me a mim?
    Beijinhos para todos <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o ideal, sim. Vai acumulando ao longo do ano e em Dezembro fica atenta à promoção da Yammi que eles costumam fazer (este ano foi 20%), para a máquina ficar ainda mais barata e assim rentabilizar o dinheiro acumulado. Conheço quem o tenha feito este ano. Mas depende muito do dinheiro que consegue acumular no cartão ao longo do ano, se não frequenta este supermercado, no final do ano pode ficar desiludida porque a poupança ficou muito aquém. Não digo isto para desmotivar, mas para que tenha uma noção mais correcta da realidade.

      Eliminar
    2. Nao compre a yammi... não vale o dinheiro

      Eliminar
    3. Conheço quem tenha e esteja satisfeito. Eu não tenho muita informação em relação a estes produtos. Vou recolher informação ao longo do ano e depois logo se vê ;)

      Eliminar
    4. Eu tenho e gosto muito. Facilita bastante a nossa vida e dou por mim a fazer receitas que não faria de outra forma
      Paula

      Eliminar
  4. Gosto do desafio das 52 semanas, mas faço-o ao contrário: na semana 1 guardo 52€, na 2 guardo 51€ e por aí fora. Por um lado, no inicio do ano estamos mais motivados e assim é mais fácil pois vemos o esforço a diminuir com o tempo, sendo que a poupança, essa, vai sempre aumentando; por outro lado, por razões pessoais, Janeiro costuma ser um mês onde tenho alguma margem financeira e por isso esta solução para mim é perfeita. Vejo muita gente a queixar-se financeiramente do mês de Janeiro, talvez para essas pessoas esta ideia não seja boa. Mas sugiro que tentem poupar alguma coisa do Subsídio de Natal e arranquem em Janeiro com esse extra.

    ResponderEliminar
  5. Olá Joana, eu também faço isso e no final do ano faço uma poupança em compras de supermercado, apesar de não ser o meu supermercado preferido, sem duvida que poupo imenso assim e também no gasóleo. Outra coisa que faço é aproveito um cartão pré-pago que me deram com a abertura de conta e no inicio do ano faço um mapa com prendas que tenho de dar ao longo do ano, o que que pretendo gastar e divido esse valor pelo mês do aniversario, somo tudo e coloco o valor da “mensalidade” para esse cartão, incluo também para uma quantia para fazer umas mini-férias em familia. Outra questão é o IMI e as despesas do carro temos uma conta onde vai por mês uma quantia igual para os dois para quando chega esses meses com essas despesas já ter lá o dinheiro, sabe bem, custa menos e não é preciso ter grandes ordenados para o fazer, porque falo por experiência própria, eu com o ordenado mínimo sei para onde vai cada cêntimo !Obrigada pelo excelente blog e muitos parabéns pela princesa!!Beijinho, Ana

    ResponderEliminar
  6. 5€ por 20€ em compras?? Faço uma média de 150€/mês de compras no Continente e o que recebo são os 10%em cartão ou 15% às vezes - e estes a descontar num período específico!! Acho que tenho de repensar as minhas escolhas de supermercado. Joana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quanto menos comprar no Continente mais vezes aparecem os talões de 5€ em 20€.
      E ainda é possível maximizar estes talões tendo 2 cartões (por exemplo - meu e do meu marido), fazendo as (poucas) compras distribuidas pelos 2 cartões e recebo os talões 5 em 20 nos 2 cartões.

      Eliminar
    2. Carla, dá para ter 2 cartões com a mesma morada ou deram outra?

      Eliminar
    3. Confesso que ainda estou muito agarrada ao continente pelo comodismo de saber o que há e onde está e acabo por não explorar outros hipermercados da zona. Por isso ando também à nora com os preços e não estou habituada a comparar... Uma das minhas resoluções para este ano é ser mais eficiente com as compras - até sou relativamente organizada, faço menus da semana e tento não desperdiçar mas o que é certo é que não sou atenta a preços e vou comprando sem saber se noutros sítios há opções melhores/mais baratas. Como comparam os preços? Escrevem em qualquer lado, guardam os talões? Ou simplesmente têm memórias de génio? :)
      Joana

      Eliminar
    4. tente o blog 200 por cento colocam sempre os folhetos em vigor muitas vezes antes do seu inicio o que ajuda no planeamento semanal

      Eliminar
  7. O ano passado também poupei o dinheiro do cartão continente com compras no continente, combustível e uso do cartão universo (acumula 1% em todas as compras e na galp 4%). No final do ano tinha acumulado cerca de 400€, que fui gastando nas compras e colocando o equivalente num mealheiro e agora irá para uma conta poupança. Este ano vou além deste fazer este mealheiro, vou fazer um onde sempre que em vez de ir ao café beba café em casa coloco 0,5€ no mealheiro (ideia da minha cunhada)... Vamos ver como corre. :) bom ano e boas poupanças a todos

    ResponderEliminar
  8. Uau, que testemunho fantástico, fez uma poupança, não visivel como disse, mas que lhe permitiu investir em algo efetivamente idealizado.
    Há sem duvida mil e uma forma de poupar.
    Um 2018 feliz, e muita sorte para a hora da chegada "do bebe numero 3" :)

    ResponderEliminar
  9. Também já pensei fazer esse tipo de poupança, mas na hora não resulta por questões de falta de dinheiro. Já fiz as poupanças das 52 semana, onde publiquei a minha experiência no meu blogue http://artesanatocinda.pt/diceas-de-ecomonia-52-semanas-2580. Não cheguei ao fim mas mesmo assim foi muito bom. Sou sua seguidora incondicional. Muitos parabéns para tudo e uma boa hora.

    ResponderEliminar
  10. Bom ano! No ano em que calha na nossa casa ser passado o Natal (de 2 em 2 anos) o dinheiro acumulado no cartão do continente vai para as compras para a ceia e almoço de Natal. Este ano praticamente cobriu todos os gastos. Nos outros anos vamos gastando quando ao longo do ano, ou acumulamos para algo que seja mais caro. Beijinhos, Catarina.

    ResponderEliminar
  11. Olá Joana, Feliz 2018
    Em Agosto do ano passado, uma pessoa amiga contou-nos a experiência de acumular todo o ano em cartão continente e depois só gastava para as prendas de Natal.
    Pois bem de Agosto até ao final do ano, consegui acumular cerca de 130€, que gastei nos brinquedos, na promoção dos 50% em cartão, e depois esse valor tinha de ser gasto em altura expecifica e foram depois compradas as coisas que eram necessarias para a ceia de Natal e passagem de Ano.
    Por isso este ano vamos continuar com esta mini poupança que deu frutos em 2017.
    Não sei é se o valor acumulado dá para gastar na worten, pois iria dar-me um jeitão.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Eu fiz o desafio das 52 semanas com incremento de 50 centimos. Mas ia riscando as semanas e os valores que me eram mais favoráveis colocar lá (numa semana mais abonada riscava um valor no final da lista, numa semana menos abonada riscava um valor do inicio da lista). Tenho mais de 600€ poupados, que em principio vão servir para entrada de uma viagem para fazermos em família.
    Ps: com 3 filhos senti nem senti necessidade de cadeiras novas, é um descanso já ter tudo! (tadinho do 3º que anda sempre com coisas usadas lol)

    ResponderEliminar
  13. Também costumo fazer as compras no Continente, porque é o supermercado mais proximo e muitas vezes faço as compras on line, mas por outro lado não sei se não estarei a menosprezar outras ofertas mais simpáticas e mais em conta...a pensar outras soluções. Felicidades para o terceiro rebento!

    ResponderEliminar
  14. O desafio é muito inteligente e poupar é das atitudes mais sábias que podemos ter na vida :) é óbvio que é das mais assíduas resoluções de ano novo e é característica das famílias mais felizes e realizadas! E todos os pormenores contam, em cada escolha do nosso dia-a-dia.
    Quero desejar um (ainda mais) feliz 2018 e dar os parabéns por estes dois blogues. A imagem deste post é linda! Beijinhos

    ResponderEliminar