terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Organização: Armário da Roupa

O início do ano é sempre a altura de resoluções, decisões e organizações. Para além da organização da despensa, outra que me parece essencial ao bom funcionameno de uma casa é a da nossa roupa.

Aqui ficam algumas dicas para o fazer convenientemente.

1- Veja se as gavetas necessitam de ser forradas, se necessita de comprar mais cabides, caixas ou outros acessórios para guardar as suas coisas. Se for esse o caso, compre as coisas antes de começar as arrumações.

2- Tire depois tudo do armário e gavetas e limpe-os convenientemente. (Forre as gavetas se necessário).

3- Divida as suas roupas : arranje 3 sacos grandes antes de começar - um para a roupa que já não usa mas que pode doar, outro para roupa que usa mas que necessita de ser arranjada ou limpa a seco, e outro para a roupa que é para deitar fora pois já deu o que tinha a dar.

4- Experimente toda a roupa antes de a separar - não faz sentido guardar roupa que não veste há 2 anos porque já não lhe serve. Se puder ser arranjada e a puder voltar a vestir, coloque no saco para esse efeito, mas se não for esse o caso, coloque-a no saco para doar. Livre-se de roupa que não usa e que só lhe ocupa espaço no armário. Não guarde nada que não veste há muito temnpo. Se não lhe fez falta em 1 ou 2 anos, não é agora que vai fazer.

5- Passe revista à sua roupa interior. Deite fora cuecas, meias, collans, sutiens que já não estejam em bom estado. Qual é o objectivo de andar bem vestida, mas usar soutiens velhos e gastos e cuecas debotadas?

6- Separe também carteiras, cintos, colares, pulseiras, lenços, echarpes, roupa de desporto, pijamas, sapatos....

7- Depois das separações feitas, arrume a roupa por categorias: vestidos, calças, saias, camisas, casacos, túnicas, t-shirts, ... O ideal é uma peça por cabide, mas de se o espaço assim não o permite, tente arrumar de modo a que ao abrir o armário veja tudo o que possui.

8- Aproveite caixas para organizar cintos, echarpes, roupa de desporto. Nas gavetas arrume as peças bem dobradas e sem encher em demasia as gavetas para não fica com a roupa toda amarrotada.

9- A roupa que separou para doar deve ser entregue lavada e em condições às instituições. Não doe a roupa estragada. Se não está boa para vestir, deite fora ou aproveite para panos e retalhos.

10- Olhe para o seu armário objectivamente e veja se há alguma peça que esteja a fazer falta. Elabore uma lista e, da próxima vez que for às compras (ou aos saldos) compre apenas o que necessita.

16 comentários:

  1. Gostei. :)
    Uso caixas de sapatos que peço nas sapatarias para guardar os lenços e cintos.
    Estive fazer isso domingo: a arrumar o armário.
    Que engraçado.

    ResponderEliminar
  2. q giro....concordo plenamente com o q disseste e coloco muitas dessas dicas em pratica...o meu armario ja grita por 1 arrumacao dessas..m as acho q vai ter que ficar para fevereiro!!! mas dai n passa!!! =)

    ResponderEliminar
  3. Boas dicas! Posso acrescentar umas sugestoes que também ponho em prática?

    Dizes - e muito bem - para nao doar roupa estragada. Nesse caso, quando a roupa já nao dá para ser usada:

    1) retiro os botoes (fazem sempre jeito, se nao for para roupa, podem ser usados para decoracao da casa, de um saco de pano, etc)

    2) se forem algodoes, aproveito-os para fazer panos de limpeza (da casa, dos sapatos...)

    3) tinjo de tons mais escuros camisas ou camisolas lisas e de cor clara que estejam boas, apenas com a cor danificada.

    Um beijinho
    Paula M.

    ResponderEliminar
  4. Não sei se a foto faz parte do teu armário, mas a regra é também não misturar peças de Verão com peças de Inverno! E nunca pendurar camisolas de lã em cabides para não ficarem com "maminhas" nos ombros!
    Sara

    ResponderEliminar
  5. Todas as peças da foto são vestidos e não camisolas, essas estão guardadas em gavetas. E as peças que estão visíveis (apesar de algumas serem de cavas) são todas usadas durante esta estação. Faço pouca distinção entre roupa de inverno e de verão. A maioria das peças pode ser usada durante todo o ano, dependendo das ocasiões.

    ResponderEliminar
  6. Porque é que não consegue distinguir o "à" do "há"? Não custa nada escrever bem porque também as nossas ideias ficam mais "arrumadas"!

    ResponderEliminar
  7. Para o Anónimo anterior
    Tem muita razão! Devemos escrever com correcção! Então anote lá! Na pergunta que fez , deve escrever "Por que é
    que..." e não" Porque é que...
    É que o primeiro que é um pronome relativo ( pode ser substituído por qual);"porque " é uma conjunção subordinativa causal, constituindo uma só palavra. Como vê, antes de apontarmos os erros aos outros, devemos olhar primeiro para os nossos!

    Uma humilde leitora deste blogue
    Fátim Enes

    ResponderEliminar
  8. Caro anónimo:
    Realmente esses erros estavam no texto. Acontece. Principalmente a quem está a fazer isto já de madrugada, com vontade de ir para a cama, mas mesmo assim com vontade de partilhar ideias com os outros. Falha minha que não reli o que tinha escrito para corrigir os chamados "erros de palmatória".
    No entanto o seu comentário peca por tardio e desnecessário.O caro anónimo, porque só podia mesmo ter sido um anónimo,fez questão de apontar os erros, horas depois de estes terem sido corrigidos. Posto isto, o seu propósito não foi ensinar ou corrigir, mas apenas diminuir e ser maldoso.
    Mas como o caro anónimo não é perfeito, (ninguém o é, afinal!), parece que também deu um "pontapé na gramática". Como vê, acontece a todos, mesmo com aqueles que acham que "não custa nada escrever bem porque também as nossas ideias ficam mais arrumadas"!

    ResponderEliminar
  9. Boa noite. É a 1a vez q leio os ânimos mais acessos neste blog.. Enfim, ainda hoje estava a dizer a alguns alunos q antes de apontarem os erros dos outros, deviam olhar p si próprios e autocorrigirem-se. Poupavam dores de cabeça ao prof, e os resultados seriam bem melhores se cada um se preocupasse mais com o seu trabalho do q com os dos outros.. Voltando ao tema, só tenho pena ñ poder ter uma peça por cabide, mas a falta de espaço e a quantidade de peças ñ mo permitem.. Quem sabe no futuro ñ terei uma divisão da casa especialmente designada p albergar a roupinha :)

    ResponderEliminar
  10. Boas sugestões. Obrigada por aprtilhar.
    Continue assim.

    ResponderEliminar
  11. Olá colher-de-pau, adoro o seu blog e todas as ideias que nos deixa diariamente!Foeça para continuar!

    ResponderEliminar
  12. Sempre oportunas, as dicas que aqui encontramos. Gostei muito de ver esquematizados todos os passos para uma boa arrumação do vestuário. Eu bem preciso de pôr mãos à obra, porque guardo tudo e não gosto nada de deitar coisas fora. Depois acontece-me isso que dizes: roupa que não visto há mais de quantos anos e continua a encher o armário!
    Vai ser já o próximo objectivo a pôr em prática, para não deixar passar a ocasião! Obrigada! Bjs. Bombom

    ResponderEliminar
  13. Muito interessante! Deixo a sugestão de uns cabides para camisas e calças, que são mais compridos que o normal e com espaço para colocar várias camisas ou calças ao mesmo tempo.
    Poupa muito espaço.

    ResponderEliminar
  14. Sobre a LINGUA PORTUGUESA:

    "Quanto menos talento, mais a pessoa precisa de escola".
    ...
    Steve Jobs que o diga.
    ...
    Nos atentemos, HUMILDEMENTE, às preciosidades que nos são ensinadas.
    ...
    Olenka, Brasil.

    ResponderEliminar
  15. Foi muito interessante ler todos os vossos comentários de "português"

    ResponderEliminar