segunda-feira, 23 de julho de 2012

O que são as Férias?


Perguntem a qualquer miúdo em idade escolar o que são as férias, que a resposta está na ponta da língua. Férias é quando não há escola!
Seria lógico pensar o mesmo quando chegamos à idade adulta. Com as devidas excepções para certos grupos de pessoas e de empregos, todos temos férias, porque todos usufruímos de um período de tempo em que não vamos para o emprego/trabalho e, por lei temos todos direito a esse período de tempo. Isso são as férias.
O problema está no conceito que cada um de nós instituiu  - ou que se instituiu - para o que devem ser as férias. Longe vão os tempos em que ficávamos felizes e contentes no ultimo dia de escola. Que suspirávamos "Finalmente de férias!", porque já não tínhamos de acordar cedo, de aturar os professores, de fazer trabalhos de casa, de estudar para os testes e de nos deitar cedo.
Nas férias podíamos dormir até mais tarde, ficar a ver televisão até depois da meia-noite sem a mãe a chatear que "tens de ir para a cama pois amanhã é dia de escola." Nas férias podíamos ir brincar para a rua ou para o parque, ir para casa dos avós ou da tia, ficar no sofá a ouvir música ou jogar computador ou ver televisão a tarde toda ou simplesmente a não fazer nada até nos fartarmos estar de férias. Durante os 3 meses de férias poderia ou não haver uns dias de praia com a família, mas havia idas às piscinas municipais (ou a praia se estivessemos perto de alguma.). Lanchávamos em casa uns dos outros e íamos ao clube de vídeo alugar uns filmes e ia-se ao shopping ver as montras. E estávamos felizes porque estávamos de férias. Era isso que significavam as férias.
Provavelmente , e com as devidas adaptações de década(s),  as férias continuam a significar a mesma coisa para a maior parte dos miúdos. Mas enquanto adultos não pensamos o mesmo.
O período de tempo em que não vamos para o nosso emprego deixou de ser sinónimo de "ter férias". Porque ter férias passou a ser ir para para o Brasil, Cabo Verde ou Republica Dominicana. Férias passou  a ser ir passar uns dias à praia - Algarve ou outro destino qualquer - de preferência para um hotel, sem fazer almoço, jantar nem mesmo a nossa cama. Férias passou a ser viajar, e fazer compras no estrangeiro. E, se o nosso orçamento não permitir nada disso dizemos que não temos férias.
E é aqui que eu não sou capaz de compreender estas diferenças nos conceitos. Claro que é óptimo poder ir para a praia ou para uma capital europeia ou para um hotel fantástico. Mas o facto de não pudermos , não quer dizer que não estamos a ter férias.
Para mim férias é não ter horários, poder ler todos os livros que consigo, ver filmes e séries sem me preocupar com as horas. Almoçar às 15h e jantar às 22h. Comer grelhados no carvão. Férias é não ter que me preocupar em esconder as borbulhas com maquilhagem nem me preocupar com a roupa que vou vestir. Poder sair para tomar um café à hora de almoço a um dia da semana. (E para quem tem filhos presumo que seja também poder passar tempo com eles, no parque ou num jardim, sem ser a controlar o relógio porque é hora do banho e depois jantar e ir para a cama porque amanhã é dia de escola e de trabalho.) Para mim tudo isso são férias indepedentemente do sítio onde ocorrem, se tenho ou não de fazer jantar e almoço, arrumar a cozinha, de fazer a cama e de limpar a minha casa de banho.  E é por isso que muitas vezes ouço dizer "mas isso para mim não são férias", e eu continuo a achar que é tudo uma questão de conceitos, tal como aquelas pessoas que dizem que nunca tiveram férias porque nunca foram passar uns dias de verão à praia ou porque nunca viajaram para o estrangeiro. Afinal o conceito das férias, tal como tantas outras coisas, está erradamente confinado a uma mera questão de orçamento!
Seja por causa da crise, ou dos cortes dos subsídios, anda tudo a dizer que não tem férias. Porque não há dinheiro para ir para a o Algarve, e muito menos para fora do país. Comer fora nem pensar, e não há quem possa gastar dinheiro num hotel. Ouvem-se as pessoas dizerem que não têm férias, porque só vão para a terra. Outras não têm férias, vão ficar em casa.
Na verdade apesar de poderem não ser as férias que gostaríamos, são férias.  Porque não vamos trabalhar. Porque se vamos para a terra, vamos ver os amigos e familiares, vamos apanhar as batatas e os tomates e não temos o patrão a buzinar aos ouvidos, nem temos de apanhar uma fila de transito para casa ao final do dia. Se ficamos em casa, podemos sair e ir conhecer a nossa cidade, tomar o pequeno almoço em família todos os dias, ver os programas das manhãs da TV e pegar num livro coisa que não fazemos há anos, em vez de passar o dia em frente ao computador a escrever relatórios ou a aturar clientes mal dispostos ou a atender telefone e responder a mails.
Ainda bem que há quem pouco ou nada tenha alterado o seu tipo de férias. Mas para aqueles a quem as actuais dificuldades alteraram os rendimentos, a resposta poderá ser alterar o conceito do que são as férias e tentar pensar como quando andávamos na escola.
Se são as férias que queríamos? Dificilmente. Mas não é por isso que deixam de ser férias.

46 comentários:

  1. Fico contente por haver alguém com o mesmo conceito que eu.
    beijinho

    ResponderEliminar
  2. Ora nem mais nem menos. É isso mesmo! Obrigada por palavaras tão inspiradoreas!!

    ResponderEliminar
  3. Este também é o meu conceito de férias.
    Felicidades.

    ResponderEliminar
  4. Bom dia
    Adorei o teu texto. Eu faço sempre férias em casa. Como moro a uns 4 km´s da praia, vamos de manhã, vimos a casa almoçar e fazer uma sesta e voltamos á praia depois do lanche e até á hora do jantar. Estamos na praia com os nossos amigos de sempre e, digo eu, são as melhores férias que sinto que posso ter. E nem tenho que me preocupar com o sitio onde deixar os meus animais de estimação, não fico com saudades deles nem eles com saudades minhas, não tenho que me preocupar com malas e bagagens porque tudo está no mesmo sitio de sempre.
    Uma vez por semana damos uma voltinha diferente para conhecer sitios diferentes.
    Simplesmente ADORO.
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Efectivamente, o conceito de férias mudou na cabeça de muita gente. E a tal frase de «há x anos que não tenho férias» quando na realidade essa pessoas teve muitas vezes de férias em casa, faz-me alguma confusão. Se fosse por aí, eu também estaria muitos anos sem ter férias... Vivo no Algarve e costumo dizer «este ano vou de férias para o Algarve» e os meus amigos fartam-se de rir! É verdade que também gosto de ir para fora, mas quando dá e muitas vezes... não dá. Então é ter férias em casa, mudar os horários, o tipo de refeições, muitas vezes jantar na varanda, ter tempo para caminhadas e bicicleta, etc, etc... e sabe muito, muito bem!!

    ResponderEliminar
  6. Grande lição!!!
    Há tantas pequenas coisas que se podem fazer e que não custam dinheiro mas que dão imenso prazer.Muitas delas o dinheiro nem sequer compra...
    Portanto...BOAS FÉRIAS E MUITA INSPIRAÇÃO!!!

    ResponderEliminar
  7. Junto-me ao coro Annie! Nos dias de hoje, em que somos bombardeados com publicidade, revistas de modas, e marketing cerrado sobre o que devemos ser e não somos (e ter e não temos), é importante que alguém consiga pôr-se do lado de fora da situação, e melhor que tudo, partilhar e lembrar os demais que as coisas não são bem como nos tentam impingir, mas sim, bem mais simples!

    ResponderEliminar
  8. Olá Joana, concordo planamente!!! Eu vou ter 15 dias de férias, e vão ser em casa, com o marido e a filhota inteirinhos para mim lol Moro a uns 10 km de praia, logo manha vamos á praia, vamos fazer piqueniques, vamos dormir a sesta, vamos conhecer sitios perto que apesar de perto não conhecemos, acima de tudo é como tu dizes, não ter horários, não ter preocupações, isso para mim é que são férias depois de muitos dias de trabalho!! beijinho, Ana

    ResponderEliminar
  9. Acabei de regressar ao trabalho depois de uma semana de férias!
    Fui 1 dia à praia, almocei todos os dias com o meu filho e com o meu marido, tive tempo de fazer umas pequenas arrumações, e ainda fui a um concerto! Não podia ter sido melhor!!
    Nunca fui habituada a estar de férias fora de casa, por isso para mim férias continua a ser a pausa / descanso do trabalho! E sou feliz assim! Por isso, pelo menos nesse ponto, a crise não me afecta nadinha:)

    ResponderEliminar
  10. Concordo plenamente!
    Férias para mim, é não ter horarios! Almoçar quando quero e o que quero, jantar quando e se me apetecer, é algo que se sente assim que elas começam, não interessa onde se esteja! É aquele sentimento optimo de "liberdade" que me enche de felicidade, e que me assola mal eu saiu do escritório no dia que as antecede :)

    ResponderEliminar
  11. Bem adorei o post!!!!!! É tão verdade!!!

    ResponderEliminar
  12. Bem eu lamento discordar um pouco de toda a gente, concordo que fazer férias fora ou dentro, não deixam de ser férias, mas neste momento encontro-me desempregada e trabalho mais que quando não estava, com a desculpa do marido: agora estás em casa tens tempo para tudo...pois não é bem assim, por isso se fizesse férias sem ir uma semana para fora ou para dentro sem fazer nada para mim não eram férias, pois o marido iria estar de férias e eu desempregada e doméstica, para além disso com uma criança de 3 anos não podemos fugir muita das rotinas, almoço sesta jantar...não vou por a minha filha a almoçar ás 14 e a jantar ás 22 e depois quando for para o infantário vai estranhar tudo outra vez..
    Como é óbvio se não pudesse não ia...mas para mim(no que toca á minha pessoa) não seriam férias....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adriana,
      estar desempregada não é estar de férias, mesmo estando "sempre em casa".
      Eu já estive desempregada durante demasiado tempo. Nunca andei tão cansada. O desanimo arrasa.

      Eliminar
  13. É este o verdadeiro espirito das férias!

    ResponderEliminar
  14. Pois bem, para mim, a palavra "férias" continua QUASE a ter o mesmo significado de sempre: não ter aulas, não ter exames, não estudar mais e mais, não "aturar" mais alunos - isto é que é o QUASE... agora estou do lado dos "maus" :-) ...
    Claro que, para uma pessoa desempregada e que se farta de trabalhar em casa, as férias teriam que ser não ter esse trabalho todo... porque férias é isso mesmo: não ter o nosso trabalho habitual!
    Claro que eu trabalho imenso nas férias: sou dona de casa, quer seja no campismo quer seja num apartamento arrendado por uma semana no Algarve (fiz isto duas vezes) e cuido das minhas filhas. Este ano não haverá campismo e muito menos apartamento no Algarve! Mas estou ansiosa pelas minhas férias. Por enquanto, ainda há exames, horários de atendimento para os alunos esclarecerem as suas dúvidas, correções e mais umas atividades extra que, muito provavelmente, me farão adiar por 2 ou 3 dias o início das férias... Mas elas chegarão!

    ResponderEliminar
  15. Muito obrigada por este "post", foi importante lê-lo porque apesar de tudo tenho uma grande fustração de não fazer umas malinhas e voar para um sitio qualquer, com direito a jantares fora e a umas comprinhas pelo meio..(q vergonha) Confesso que tem toda a razão, porque até perto de nós ha coisas maravilhosas para ver e conhecer.A minha fustração vem do fato de talvez ter ambicionado e sonhado ainda mais , pensei que pelo fato de estudar e ter um emprego conseguiria equilibrar as finanças e partir, nem que fosse cá dentro, o que eu gostava de conhecer o nosso país mas e as portagens e o combustivel? IMPOSSIVEL.
    Como vivi 30 anos no algarve acho que nunca o aproveitei com os espirito das pessoas que só o conhecem com bom tempo e cheiro a férias, este ano dos 12 dias que temos uns 5 são para o Algarve, seguramente, sem alojamento para pagar, refeições em casa e com praia ali ao lado.
    Uns dias perto de Mertola onde até tenho uma casinha, com direito a mergulhos no rio e comidinha caseira(vivo em Beja é pertinho)e quem sabe uns dois dias por Lisboa deserta...
    Ainda assim...não sei explicar o porquê, apetecia-me muito sair de malas feitas e de bilhete na mão..bem sei que todos estão mais do que certos no que descrevem e eu reconheço a futilidade do meu desejo mas o que fazer quando ficar em casa não é uma alternativa mas uma imposição porque vivemos cada vez muma situação mais precária...presos quase nas nossas cidades?...estou a pensar mal não estou? às vezes até acho que tenho uma pequena "inveja" de ver os outros partir (que vergonha) Adorei o post, mais uma vez...e fez-me mesmo pensar...obrigada E sim eu vou ter FERIAS!!!!vania ferreira

    ResponderEliminar
  16. Estou um bocadinho em desacordo. Não que ache que férias é ir para o Algarve, ou para o estrangeiro, ou para um hotel onde não se mexe uma palha, mas já me bastava ir passar férias "à terra"... só que moro a 4 Km dela :). Mas para mim férias realmente é sair do ambiente onde ficamos todo o ano e nunca ficar em casa. Apesar de ter feito férias em casas alugadas onde tinha de cozinhar, lavar a roupa (o mínimo), limpar a casa (que se sujava pouco), eu achava que estava de férias porque não levava comigo a minha máquina de costura com as intermináveis tarefas sempre atrasadas, não levava o ferro de engomar, não tinha horários rígidos (embora o corpo estivesse programado para as horas de acordar e comer, viam-se pessoas diferentes e bastava um pouco de imaginação para nos julgarmos no outro lado do mundo. Mas já não tenho férias há 20 anos! O meu marido detesta sair de casa e então os dias são sacramentalmente iguais... pior agora que estou reformada e as férias-não-férias são ininterruptas :).
    Fernanda - Entroncamento

    ResponderEliminar
  17. Engraçado que já tenho dito a mesma coisa a pessoas que pensam que férias é só se viajarmos....
    Afinal, férias é só isso mesmo...não termos de ir trabalhar.
    Eu só ainda tive 4 dias de férias e usei-os para tirar tempo só para mim. Fiz coisas que dificilmente faria com a pequenita por perto, como por exemplo dedicar-me um bocadinho à costura (que é coisa demorada e para quem tem filhos, sabe que não é fácil dedicarmo-nos a isso, enquanto as pipocas nos rodeiam).
    Este ano, o plano de férias foi o seguinte: 1 semana só para mim (que também precisamos. Depois o marido teve outra semana só para ele), 2 semanas para os 3 (eu, marido e filhota) e um semana em conjunto com o maridão, just 2ofus (uma vez que a pequena entra logo na escola). Assim fica bem repartido. Não temos nada marcado, iremos fazer o que nos apetecer! E é tão bom estarmos na nossa casinha...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Pra mim férias é isso mesmo: ñ ter de ir trabalhar e estar no trânsito, ñ ter horários rígidos de dormir/acordar, comer entre outras coisas, é estar a fazer coisas q gosto mais, ver uma série a meio da tarde, passar a tarde no sofá e ver filmes até de madrugada, e claro, aproveitar p estar mais vezes com os amigos e combinar encontros c aqueles q só conseguimos ver mais na altura do verão por causa da rotina do ano inteiro. A última vez q fui ao estrangeiro foi em 2003, desde aí as mhs escapadelas têm sido dentro do país, nem q vá um fds ou uns dias conhecer outra localidade para espairecer. Mas claro, entendo q haja pessoas c vidas diferentes (casadas, com família) e conceitos diferentes - nem tds gostam de passar as férias em casa, pq dizem q ñ descansam, pois cm bem sabemos, em casa de família há sempre tarefas a cumprir. O meu conselho é tentarem ir um fds algures, ou se ñ puderem, saiam de manhã cedo e voltem só à noite, a mudança de ares já ajuda! Bjinhos e boas férias a tds!

    ResponderEliminar
  19. Concordo plenamente contigo. E vou mais longe: ferias para mim e campismo e inclui fazer o almoço e mesmp lavar a louça. A diferença e que tudo e feito sem stress. Beijo

    ResponderEliminar
  20. Também gostei!!! De "férias" forçadas pela falta de trabalho, estou com os dois pequenos em casa e fora dela, com planos e coisas para fazer, em espírito de férias e de preferência sem grandes lamúrias que o tempo de "férias" é para aproveitar. Boa :)

    ResponderEliminar
  21. olá Joana pois eu acho que ferias são para descansar aproveitar pegar num livro devorar aproveitar para fazer limpezas mais a fundo enfim mas tb dá para conhecer um pouco do nosso país e mostrar aos nossos filhos eu por exemplo foi até Coimbra com a minha filhota e ela adoro o Portugal dos pequeninos uma noite e um dia em Coimbra deu para estas ferias serem diferentes e todos ficarmos felizes beijinhos

    ResponderEliminar
  22. Olá Joana
    Concordo plenamente contigo, falta apenas um pormenor:
    Para mim férias = telefones desligados:)
    bjs
    Paula

    ResponderEliminar
  23. Ora este ano cá por casa não saimos mesmo dela! o ano passado fomos ate barcelona! este ano as finanças não permitiram grande coisa! mas em abril fomos até ao geres 3 diazitos e gostámos muito! tivemos depois uma semanita em casa, e sinceramente, nunca estive tao descansada e cheguei ao trabalho com a sensaçao de que tinha ido quase um mes de férias! fomos ao zoo, fomos a praia, ficamos em casa sem fazer patavina, fomos as compras e passear! e esta feito! férias é aquilo que cada um se destina a fazer com o seu tempo livre! mas acho que até com pouco dinheiro se faz a festa!a diferença de ir p fora é que qdo chegamos,vimos mais cansados do que fomos....

    ResponderEliminar
  24. Como é bom descer à realidade !!! Adorei o seu post. Férias é tudo aquilo que descreveu. Há 3 anos que não tenho as outras "férias" e sinceramente não sinto falta delas. Férias é fazer aquilo que gostamos sem horários. :)

    ResponderEliminar
  25. foi a melhor cronica que li nos ultimos tempos. temos mesmo de parar para pensar e ficarmos felizes com o que temos, apreciando as pequenas coisas maravilhosAs que a vida nos da. parabens

    ResponderEliminar
  26. É uma boa reflexão!
    Também eu entendo a vida assim.

    ResponderEliminar
  27. Gostei da reflexão e aplaudo as tuas palavras. Como mãe de 3 crianças, 1 menina de 8 anos com Trissomia 21, 1 rapaz com 6 e o terceiro com 3 anos, e sem estar a trabalhar as "férias" são um verdadeiro inferno. Acordar cedo para levar as 3 crianças á casa de banho e dar pequenos almoços sou eu. Fazer almoço sou eu. Se o marido estiver em casa alguns dias só tenho de fazer o almoço porque vou ao ginásio e o marido dá de comer ás crianças. Quando chego a casa do ginásio, almoço á pressa, faço malas para a praia e lá vamos para a praia. Na praia não sei o que é estar deitada na toalha ou ir dar um mergulho, as crianças precisam sempre de alguma coisa e têm sempre de ser vigiadas quando estão na água. Quando chegamos a casa são os banhos (felizmente o maridão faz isso mito bem) e eu faço o jantar. Dou o jantar, lavo a louça, leio um pouco e deito-me. Dos 3 meses de férias que as crianças têm no verão, o meu marido está em casa 15 dias. Isso significa 75 dias em que sou eu que faço tudo com as crianças. São 75 dias que não posso ir ao ginásio (com excepção do fim de semana em que o marido está em casa e aí vou sempre), são 75 dias em que as crianças continuam a acordar ás 7h15m e deitam-se mais tarde, pelas 22h30m. São 3 meses de cansaço extremo e quando chega Setembro mal posso esperar que comece as aulas (só na segunda metade do mês). Férias seria sim ir para algum lado, sem as crianças, sem ter de acordar ás 7h da manhã, sem ter de cozinhar, fazer limpezas, etc, etc, etc. Todos têm férias, excepto as mães que são donas de casa e não têm alguém para as ajudar. Não sei o que é dormir sem que me estejam a bater á porta para ir á casa de banho, comer ou porque alguém fez não sei bem o quê a quem. Talvez seja eu e outras pessoas como eu que efectivamente não têm férias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que alguém me entende...estava a ver que era a única a ter esta opinião...antes de ter a minha filha para mim férias era não estar a trabalhar e não ter horários...hoje em dia com a pequena horários têm de ser cumpridos e as obrigações fazem-se á mesma...e quando tudo vem sobre as nossas costas é muito difícil sentirmos que estamos de férias e podermos relaxar...além das obrigações temos de estar para eles...eles também gostam de estar conosco, não podemos chegar á praia e adormecer, ou ler um livro como se ninguém dependesse de nós...ás vezes não sei como algumas famílias fazem para não sentir isso, mas devem fazer magia...ou não levam os filhos de férias....

      Eliminar
  28. Eu também tenho filhos (gémeos), no inicio as férias eram mais complicadas... tanta "tralha" e tantos horários porque eram pequenos.
    Hoje em dia acho que já desfruto mais apesar deles ainda precisarem muito de mim, as coisas já fluem melhor e este texto diz muito daquilo que eu penso.
    Férias é não se puder ter 10 dias mas ter 5, é não irmos para um hotel 5* mas irmos e o cozinhar não me atormenta mesmo nada.
    Férias é puder estar com o meu marido e com os meus filhos e este ano parece-me que até pode ser muito fixe.Os 4 num sitio bem diferente.

    ResponderEliminar
  29. Excelente post!!
    100% de acordo... Sejam felizes... e boas férias!!!

    ResponderEliminar
  30. Eu vivo na cidade, mas tenho uma casa na minha aldeia, onde passo fins de semana e algumas férias, onde convivo com amigos e alguns familiares. Gosto de passear e viajar,sempre que posso, mas não dispenso uns dias na terra, pois para mim são muito saúdaveis. Se tiver que optar entre ír para a terra e ir viajar, eu abdico da viagem, mas não deixo de ir à terra.
    Tenho alguma dificldade em entender pesoas que fazem férias fora do país sem conhecerem o nosso minimamente, por vezes com sitios maravilhosos muito perto de casa e nem sabem que eles exisem.
    Acho que muitas vezes estão mais preocupados com a imagem que passam para os outros, quando isto deixar de acontecer e viverem mais para dentro, do que para fora, concerteza vão ser mais felizes.
    Quando eu digo que vou de férias para a terra, tenho colegas que me olham com ar critico, mas isso a mim não me atinge, pois eu faço aquilo que me dá prazer sem me preocupar com a opinião dos outros.
    Não vou para lugar algum, só porque está na moda.....

    ResponderEliminar
  31. Joana eu concordo totalmente com o que escreve.

    Parece que somos uns "desgraçadinhos" porque não temos as férias que gostariamos.

    ResponderEliminar
  32. Excelente post. Concordo plenamente contigo! Boas férias..

    ResponderEliminar
  33. Adorei a tua reflexão, faço dela as minhas palavras :)
    Vivemos no mundo em que tudo se vive a correr, até as férias!!!
    Adoro passar férias em casa, tenho o previlégio de ter uma boa praia ao pé de casa,de poder tomar o pequeno almoço ao som das gaivotas,e poderia acrescentar muito mais!!!
    Pensar que há gente que não pode dizer a palavra "férias", porque nem sequer trabalho/emprego tem dá que pensar... Boas férias :)

    ResponderEliminar
  34. Olá!

    Concordo contigo, mas ao contrario do que dizes nem todos tem ou melhor conseguem ter direito a 25 dias de férias! Eu não posso trabalho por conta propria e se fechar para férias não me consigo aguentar... ser patrão de nós proprios e com a crise que está é pior que a escravatura...
    Mas espero conseguir ir 6 dis para um parque de campismo com os meu marido e filhos 3 e 6 anos.
    Necessito mesmo de mudar de ares. para mim o campismo é uma excelente opção.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!

      Eu não digo em lado nenhum que todos temos direito a 25 dias de férias. Digo só que todos temos direito a não trabalhar durante um periodo de tempo. E digo também que há pessoas/trabalhadores que não conseguem esses dias - quem trabalho por conta própria, a recibos verdes, ... que quando estão de férias, não ganham. Eu falo nas excepções. Independentemente disso, o conceito é valido para 25 dias de férias por ano ou para 6 dias.
      O que interessa mesmo é alterar as rotinas, mesmo que seja por poucos dias.

      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  35. Eu estou com a Adriana. Eu não defino tanto as férias com o ir para fora ou ficar em casa. Mas com a ideia de descanso. E com 3 filhos, nas férias trabalho mais que no resto do ano. É verdade que podemos fugir um pouco à rotina mas não é possível desligar dos horários e isso é que me sabe a férias. Eles têm que comer. Eles não vão ali à cozinha fazer os seus próprios ovos mexidos. Eles não váo à agua sozinhos. Eu até gosto de cozinhar. E se numas férias em casa poderia aproveitar para experimentar receitas diferentes (o meu objectivo de Agosto passado, por exemplo, foi aprender a fazer as minhas proprias chamuças), há sempre aquelas 3 vozes que querem sempre as mesmas comidas. E às vezes ganho eu, ás vezes ganham eles, mas há sempre um lado que não tem o que quer e isso é cansativo. E lembro-me quando era miuda de ir para a praia com os meus pais e de aminha mae e minha avó sairem da praia mais cedo para adiantar o almoço e o jantar e depois nós era só sentar e comer qd chegássemos. Agora ou saio eu da praia para fazer isso, ou almoçamos as 15:00h com os miudos a fazer birras de sono e já todos rabujentos.

    Para mim, férias podem ser em casa. Mas eu quero é férias em que sou filha, não férias em que sou mãe (e não os trocava aos 3 por nada, mas era isso que me sabia a férias).

    ResponderEliminar
  36. Gostei muito deste post. Mas não sei se devo comentar "Eu também nunca tive férias" ou "As minhas férias são sempre dessas, em casa!"
    Gosto mais da segunda hipótese...porque as minhas férias são para estar com os filhos, arrumar aquelas partes da casa que vão acumulando tralha e lixo ao longo do ano, e, basicamente, não ir trabalhar!
    Não me queixo muito (pronto, um bocadinho talvez, mas quem não gostaria um dia de passar uns dias de férias fora de casa?!).
    Boas férias!!!

    ResponderEliminar
  37. para mim férias seria sair -por uma razão muito simples-estarei o mes de agosto em casa com os filhotes mas terei de ir á loja ao fim de semana -só aí não consigo abstarir-me completamente -depois como o marido não tem férias há 10anos-nem um dia que seja -estar sozinha com 3 miudos irrequietos que sim precisam de rotinas e almoço e lanche e jantar a horas, limitam-nos a liberdade...mas vou aproveitar para estar com eles, fazer piqueniques ...e tentar relaxar a cabeça -

    ResponderEliminar
  38. Nem mais, férias são sempre férias.
    Adorei este post, e todos aquelas que olham com ar de superioridade para nós quando dizemos que vamos ficar por casa, deviam ter a oportunidade de ler este post.

    Beijinhos e boas férias.

    ResponderEliminar
  39. Quem me dera ter estas "férias",mas nem isso eu tenho.
    Para mim, já bastava ter 3/4 diazinhos em casa SEGUIDOS com o marido e os filhos, que já eram férias..mas num dá! Chego a não ter sequer um único dia de folga ou se tenho ...ele trabalha.
    Isto de trabalhar por conta própria...
    Paciência, haja saúde!

    Boas férias para quem as tem!

    Bjs

    ResponderEliminar
  40. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, para mim férias é tar no pc.
    Sou criança, logo é um bocado diferente e sinceramente estou aqui a comentar porque a stora de Língua Portuguesa mandou fazer uma composição onde a primeira frase começava assim:
    "Isto de ter férias..." e li o seu texto, para ver se ganhava inspiração. No inicio disse que as "minhas férias" são um bocado diferentes, mas concordo com o que disse no texto.
    Feliz Natal! E boas férias!! ::::::::))))))))))))

    ResponderEliminar