segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Dos Marmelos, Maçãs, Pimentos e Tomates


Muitas coisas se têm passado aqui pela cozinha. A semana que passou trouxe os primeiros marmelos, muitas maçãs e os últimos pimentos e tomates dos avós.
É muito bom receber e partilhar todas estas coisas, mas claro que há também algum trabalho envolvido para não deixar estragar nada.
Os marmelos foram apanhados à beira da estrada. E não pensem que andei por aí a “roubar”. Nas zonas mais rurais, onde há marmeleiros por todo o lado os donos até agradecem que levem alguns frutos uma vez que a maioria dos marmeleiros serve para delimitar terrenos e fazer de sebe e são poucas as pessoas que os conseguem utilizar todos. Se pedirem com jeitinho a maior parte das pessoas tem todo o gosto em oferecer um ou dois quilos para que façam umas taças de marmelada – foi o caso. Até porque a maioria apodrece no chão à medida que caem das árvores. Fiz então 2 quilos de marmelada e uns quantos frasquinhos de geleia a partir dos marmelos pequeninos mas sãos que foram apanhados.
Além disso a minha cozinha está também com umas belas cores outonais das maçãs que vieram de Alcobaça. Maçãs doces e sumarentas perfeitas para compotas, bolos ou simplesmente como sobremesa ou lanche.
Dos últimos pimentos e tomates acabei a preparar uma peperonata que guardei em frascos que depois pasteurizei. Basicamente é um molho de tomate com pedaços de pimento. Serve para servir como entrada, sobre fatias de pão torrado como se fosse uma bruschetta, por exemplo. E é mais um item que vai fazer parte dos meus cabazes de natal.
Ainda aproveitei para congelar tirinhas de pimento vermelho para os estufados e guisados de verão. O mesmo com o tomate. O que não acabou em molho de tomate pasteurizado, em peperonata ou em compota de tomate, está congelado para usar durante o inverno.
Há então marmelada a secar, e muitos frascos e frasquinhos de compotas e molhos feitos com ingredientes da época e prontos a consumir ou oferecer. E uma arca congeladora que se continua a preparar para o inverno…

14 comentários:

  1. Sempre boas ideias e bons exemplos, por aqui. Claro que todas essas actividades na cozinha ocupam tempo e dão trabalho, mas valem muito a pena pelo dinheiro que se poupa e pela qualidade dos produtos caseiros. Essa sempre foi a minha filosofia de vida e acho até que, por essa razão, há certos problemas que me passam ao lado: há muitos que ando a simplificar a vida e as minhas necessidades, tanto quanto posso!

    Parabéns pelo blog.

    ResponderEliminar
  2. Também já fiz a minha primeira marmelada. Mas eu não tenho ninguém que me dê nada, tenho que comprar tudo! Gostei da ideia da peperonata. É só tomate e pimento? Obrigada :)

    ResponderEliminar
  3. Gostava de saber a receita da marmelada? Tem aqui no blogue?
    Gosto sempre das suas ideias

    Parabéns!

    ResponderEliminar
  4. Que delícia de ler e de imaginar os sabores.
    Um grande bj

    ResponderEliminar
  5. Dá trabalho sim, mas não há nada melhor, sendo feito por nós,...temoutro sabor e tudo!
    Beijinhos,
    http://www.strawberrycandymoreira.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Gostei da sugestão da peperonata, que não conhecia.
    Será que podes partilhar a receita?
    Obrigada
    Bjs
    Zezinha

    ResponderEliminar
  7. Tb temos um marmeleiro em casa e qd a mh mãe ñ estava por cá p fazer a marmelada, nunca nos importámos q viesse alguém apanhar marmelos e dar-lhes destino :) Acho q ñ podemos deixar estragar nada, há q transformar da melhor maneira q soubermos e é tão bom partilhar! Bjinhos!

    ResponderEliminar
  8. Olá!!!
    Encontrei este blog por acaso e achei muito interessante...
    já estou a seguir!!!
    Aproveito para deixar o convite de visitar o meu...
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Bom dia!
    Eu fiz uma experiência este ano com os pimentos, ainda não sei se resultou, mas para o fim de semana vou provar: assei os pimentos inteiros na brasa, arranjei-os tirei as sementes e a pele, coloquei num frasco com azeite e alho e fiz-lhe vácuo (ou pasteurizei).
    Já experimentou assim? Resultados?
    Sempre era menos um espaço ocupado na arca.
    A marmelada, também congelo os marmelos e depois vou fazendo, para que não seque tanto, fica igualzinha à que se faz por estes dias, e sempre se pode repetir o gosto da marmelada quente, nham nham...

    ResponderEliminar
  10. Aqui por casa segue-se esse exemplo ;)
    Parabéns pelo seu trabalho!
    Beijinh

    ResponderEliminar
  11. Não sei que se passa com a minha geleia nunca fica "presinha" sempre que alguem tira uma colherzita de geleia vem muitos fios de geleia atrás e torna-se maçador. O que será que faço de errado?

    ResponderEliminar
  12. Adoro marmelada caseira, o sabor é totalmente diferente da de compra. Dura imenso tempo e não se estraga, podendo também congelar. Já fiz este ano, e pela primeira vez congelei marmelos.

    Mas nunca deixei a marmelada a secar, quantos dias deve ficar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. voc deve ter a noção do tempo de cozedura e parar de cozer quando achar que esta no ponto para ficar bem durinha, depois de cozida---nada de secar, isso era de outros tempos--------------------faça na panela de pressão, coza, passe com varinha magica e deixe depois cozer mais una 15 minutos + - agora deite no recepiente --deixe arrefecer e guarde para comer no inverno

      Eliminar