terça-feira, 2 de outubro de 2012

Orçamento para Supermercado

Haverá um orçamento tipo para gastar em supermercado? Quanto se deve gastar mensalmente em alimentações? Como é que há famílias que dizem conseguir gastar apenas 100€ em compras?
Estas são algumas das perguntas que me colocam com frequência acerca do orçamento familiar.
A maioria das pessoas não parece ter dificuldade em perceber e contabilizar os gastos com a renda da casa, com a luz, a água e o gás. Mas quando chegam à conta do supermercado começam as dúvidas.
Não há famílias iguais. Duas pessoas que só jantam em casa não podem ter o mesmo orçamento e gastos que uma família de quatro pessoas com crianças que fazem todas as refeições em casa. Se algumas conseguem gastar cerca de 100€ por mês para outras nunca menos de 250 ou 300€. Tudo é relativo e não há formulas secretas.
Planear refeições, comprar produtos mais baratos, aproveitar promoções e descontos, usar vales de desconto, fazer algum stock são "técnicas" que de uma maneira geral já utilizamos e não trazem nada de novo, e que para as pudermos colocar em pratica em alguns meses até exige um aumento de gastos e no nosso orçamento. Mas será possível um orçamento mais curto e mesmo assim manter uma alimentação correta? Eu acho que sim, mas nunca nos podemos esquecer de estabelecer orçamentos realistas dentro das nossas necessidades familiares e das nossas prioridades alimentares.

Cá em casa temos muita sorte com algumas coisas. Da horta dos avós chegam muitas coisas que não temos necessidade de comprar, principalmente batatas, legumes e alguma fruta. E por vários motivos não almoçamos durante a semana em casa. Portanto só há jantares e para dois, com a exceção do fim de semana em que há jantares e almoços de amigos ou de família com alguma frequência. Aproveito promoções, descontos, planeio refeições, uso vales de desconto e faço algum stock de produtos. Na minha conta de supermercado estão incluídos também, além da carne, peixe, frutas, mercearias, vegetais, leite e iogurtes, ...os detergentes e os produtos de higiene e limpeza. E mesmo assim, o gasto mensal anda entre os 150 e os 180€ mensais - e olhem que se cozinha muito cá em casa. Um orçamento curto para uns e demasiado para outros.

Preocupo-me com a relação qualidade/preço, com o consumo de produtos portugueses e com uma alimentação correta. Mas nada disso quer dizer que não estabeleça prioridades. Não se compram habitualmente alimentos processados ou pré cozinhados, refrigerantes, bolos, bolachas, take-away, molhos, salgadinhos, chocolatinhos ou afins. Mas há coisas que não dispenso e que faço "caberem" no meu orçamento. Tento só comprar produtos nacionais - como o leite e outros lacticínios, fruta, legumes, carne e peixe - mesmo que sejam um pouco mais caros, e não tenham promoções. E prefiro comprar os legumes que não me chegam de casa dos avós no mercado biológico semanal. Mas estas são opções minhas enquanto consumidora e que cabem no meu orçamento.
É por isso que acho que cada um de nós deve ter em atenção as suas necessidades e prioridades e não tentar que as suas necessidades caibam no orçamento de outras pessoas.

Algumas simples  sugestões que podem ajudar a controlar um pouco o orçamento do supermercado:

- Ao planear as suas refeições para a semana, lembre-se de pelo menos uma vez por semana criar um dia sem carne ou peixe e fazer uma refeição vegetariana ou com ovos.

- Intercale refeições mais dispendiosas com peixe ou carne acompanhado de arroz, massa ou batata com refeições mais económicas com massas e/ou enlatados, como saladinha de feijão frade ensalsado com atum e ovo cozido, ou massa com fiambre gratinada com molho bechamel.

- Ao domingo à noite, por exemplo, opte por um jantar mais leve com sopa (que deverá servir também a todas as refeições) e complemente com uma tosta, bruchetas ou até uma pizza caseira.

- As chamadas refeições de "um tacho só", são sempre mais económicas do que fazer uma carne ou peixe com acompanhamentos para todos. Se fizer bifes para quatro, precisará no mínimo de quatro bifes, um para cada um, mas se fizer um arroz de carne com legumes, a quantidade de carne a utilizar é sempre menor e é complementada com o arroz e os legumes.

- Comece todas as refeições com sopa de legumes. Além de ser nutritiva ficará logo mais saciado e comerá menos quantidade do prato seguinte.

- Opte por comprar fruta e legumes da época que são normalmente mais económicos.

- Aproveite para planear a ementa da semana à volta dos produtos em promoção no supermercado perto de si.

- Não desperdice comida e aproveite as sobras para novas refeições - fazendo uma quiche, misturando numa massa, fazendo pataniscas ou sonhos....  e assim ganhará uma nova refeição.

- Sempre que possível troque as marcas mais caras por marcas semelhantes mais económicas.

- Prefira fazer os seus proprios bolos, bolachas, empadas, rissois.... do que comprar as variedades processadas do supermercado. Além de ficar mais económico é certamente mais saboroso.

44 comentários:

  1. Adorei as dicas!! Pois apesar de minha família ser composta apenas por dois, gastamos muito com alimentação, pois por falta de tempo, acabamos comendo fora, ou comprando alimentos prontos...Queria muito mudar minha alimentação, comer legumes e verduras e menos carnes, uma alimentação mais saudável!

    Beijinhos!!♥

    ResponderEliminar
  2. Olá Joana, já há algum tempo que sigo os seus blogs (sem comentar), mas hoje não resisto a dar-lhe os parabéns pelo belissimo post - prque é pertinente, porque é atual e porque aquilo que para algumas pessoas pode até parecer senso comum (até porque já viamos fazer assim em nossa casa), para outras pessoas é uma informação verdadeiramente útil (principalmente nos tempos que correm). Parabéns e obrigada pela partilha!

    ResponderEliminar
  3. Olá Joana dicas super importantes o meu orçamento ronda os 120 a 150€ por mês e somos três também conto com ajuda da horta dos meus sogros e dos pais mas utilizo muito a ideia de carne com alguma coisa porque os bifes ficam muito mais caros o peixe também utilizo com massa etc enfim utilizar imaginação para conseguir ter coisinhas boas e baratas, beijocas

    ResponderEliminar
  4. Olá Joana, são sempre dicas como estas, que nos ajudam a equilibrar o nosso orçamento, quer seja para supermercado ou não,.....eu já cortei muitas coisas, para tentar equilibrar as contas cá de casa,....mas o dinheiro hoje em dia não estica,...
    Obrigada pela partilha das tuas dicas,...
    Beijinhos,
    http://strawberrycandymoreira.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Obrigada pela partilha. Cá em casa já usamos alguns desses truques, mas faz bem relembrar! :)

    ResponderEliminar
  6. Este tema é super importante! Eu acabo de chegar à conclusão que essa minha conta é em média superior a 300€/mês. Mesmo tendo sempre a casa cheia de familiares e amigos para jantar, moro sozinho, ... parece-me que tenho ainda margem de progressão, ... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá José,

      Claro que tem margem de progressão... Mas provavelmente o José inclui nesse seu orçamento o vinho que serve nesses jantares, e dependendo dos vinhos que compra isso pode ser, por si só uma fatia generosa desse orçamento. Se der 5 jantares por mês, a uma média de 2 garrafas de vinho por jantar e se comprar vinho de, digamos, 10€ por garrafa, estamos a falar de 100€ por mês só para o vinho...
      Cá em casa não incluo esse item na lista de supermercado. É um orçamento à parte e da completa responsabilidade do Miguel.

      Espero ter ajudado,
      Joana

      Eliminar
  7. Eu bem tento adaptar estas "dicas" todas, mas mesmo assim o orçamento fica sempre aquém...

    ResponderEliminar
  8. Belo post e parabéns pela indirecta dos 100 euros. Eu já comentei essa dos 100 euros no passado, no blog em causa, mas não fiquei convencido com a resposta... O número é muito redondinho, passa bem nos programas televisivos, mas uma média de 42% efectivo de desconto, ainda por cima só em comida???

    Enfim, acho que o importante é guardar os recibos e ir analisando as contas. Eu fi-lo para uns quantos meses e documentei-o aqui. Depois, percebe-se rapidamente onde se pode continuar a poupar, mas isso deve ser um exercício de cada um! omo dizes, não há fórmulas secretas, ou que se apliquem a todos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Poupar Melhor,

      Os 100 euros não eram uma indereta para ninguém, mas depois do seu comentário percebi a quem se referia. Falei nos 100€ porque há muitas pessoas que estabelecem realmente esse valor para as despesas de supermercado mensais - não sei se incluem aí os produtos de higiene e limpeza, mas isso é outra questão. Não creio que seja impossível de atingir os tais 100€. O que achei importante referir é que não devemos achar que há um orçamento geral que tem de dar para todos. Tal como diz, há que analisar as contas e perceber, aos poucos e poucos o que podemos fazer para gerir e reduzir se necessário o nosso orçamento. Mas é mesmo um exercício individual/familiar e depende muito da maneira como de fazem as compras e dos habitos de consumo de cada um.

      Joana

      Eliminar
  9. Ah, e escusado será dizer que quando lhe (no outro tal blog) enviam produtos para casa, com o objetivo explícito de fazer publicidade, e que não lhe custam dinheiro, que pode conseguir atingir esse limite dos 100 euros.

    Agora, as leitoras desse outro blog certamente não conseguem o mesmo negócio... Aliás, deixei lá um comentário a perguntar quanto custam essas 4 ofertas. Vamos ver se no outro blog têm a frontalidade de publicar o meu comentário...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também entendi de que outro blog fala...desconfia de números redondos...é uma média! Também posso dizer que gasto 150€...não quer dizer que uns meses não gaste mais e outros menos...E sim, com um pouco de esforço e a cortar no que não é fundamental consegue-se ter uma despesa de 100€! Eu já o fiz e não passei fome nenhuma :) E se tem inveja por não receber ofertas em casa, não é razão para andar a criticar os outros...eu também gostava de receber produtos grátis :)

      Eliminar
  10. Olá!
    Permita-me que aponte mais uma que ficou em falta e que a Joana pratica, que a pouco e pouco poupa algum dinheiro: a (mini)horta na varanda/ cozinha.
    Para quem não tem possibilidade para mais, nem que seja ter as próprias aromáticas.
    Por exemplo salsa um pacote de semente custa 75 cêntimos, se semear 1/4 de sementes num vaso, em menos de nada se colocar lá esporadicamente os restinhos de couve, cenoura ou fruta para adubar, pode ter salsa por muito tempo. Quando esta secar, toca a recomeçar. Que quantidade de salsa compra por 0,25 euros? vá até que seja 0,75 para os custos da terra!
    E quem diz salsa diz hortelã, mangericão, etc. (é frequente haver nos hiper's e super's vasos com plantinhas já crescidas mas não fica tão em conta).
    Fazer contas de horta é comigo!

    Proteja os seus tomateiros da geada (se possível para o interior) e vai ver que ainda terá tomate por muito tempo.
    Até já.
    Catarina Costa

    ResponderEliminar
  11. Também já falei disso no meu blog...somos 2 e meio :) e há duas semanas fui ao mercado e ao continente e gastei 40 euros...numa manhã de sábado :)Por isso é impossível gastar 100 num mês...e de vez em quando também trago alguma coisa dos meus sogros....

    ResponderEliminar
  12. Olá!
    Obrigada pelas dicas e por fazer com que me sinta NORMAL! É isso mesmo... os números têm que ser adaptados à realidade de cada família.
    beijinhos e continuação desse sucesso fantástico!

    ResponderEliminar
  13. No outro blog, como eu esperava, o meu comentário ficou retido...

    ResponderEliminar
  14. Finalmente, o comentário apareceu. Como também era expectável, no outro blog ela não faz ideia de quanto custam as sugestões que se tenta impingir às leitoras.

    Para quem diz terminantemente que apenas gasta 100 euros por mês, aqui está um bom exemplo como a ela do outro blog faz as contas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia.
      Até podes ter razao no que dizes isso nao discuto tal como a outra do tal blog de que falaste e que todas sabemos quem é. Agora tambem não acho bem tantos comentarios sobre ela. Toda a gente tem direito a sua opiniao tudo bem mas ja chega não acha? ate porque quem não gosta nao le. Eu quando não gosto de dada coisa nao vou la mais /nao compro/etc......posso falar uma vez e chega. Acho que devia deixar de dar importancia ao que o outro blog fala concordando ou nao.
      Sonia

      Eliminar
  15. Olá Joana

    Aqui em casa vai variando por mês. Ainda não consegui ter um orçamento fixo. Depende se tenho que comprar mais legumes e fruta (não tenho nenhuma horta familiar, tenho sim uma mãe de uma amiga que me dá de vez em quando legumes mas como também é uma família numerosa custa-me estar sempre a pedir e quando está comigo lá levo eu na cabeça por não ter ido buscar umas folhinhas de nabiça).

    Para teres uma ideia aqui em casa somos 2 adultos e 1 criança. Eu tenho uma alimentação diferente pois sou uma ex-obesa. Compro de vez em quando bolachas e mininhos para o meu filhote para ir comendo muito devagarinho e para durar o mês todo. Como sou uma viciada em organização criei uma folha de cálculo no excel para ver se consigo reduzir um pouco os gastos então aqui vai: Julho gastei 125 euros; Agosto 135 euros e Setembro 150 euros. Queria mesmo chegar aos 100 euros por mês mas está a ser complicado.

    Já utilizo algumas das tuas dicas: misturo soja e legumes na carne; faço sempre a ementa e tento intercalar refeições mais caras com mais económica, mas começo a considerar que 100 euros por mês e quando temos que comprar os produtos de higiene torna-se irreal.

    Desculpa pelo meu comentário longo.

    Beijos,

    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Clara,

      O meu orçamento também não é fixo, nem faço com que seja. Por enquanto varia entre os 150 e os 180€ conforme expliquei, mas tenho sempre os 200€ como teto máximo, uma vez que somos apenas dois cá em casa - mas tenho sempre de contabilizar os gastos com jantares de amigos/familia e afins.
      O que acho importante é sabermos sempre até onde cada um de nós pode ir, ter noção do que é demais. Não pode haver orçamentos iguais. Há claro coisas base que todos precisamos, mas o valor que gastamos nesses artigos pode variar. Há quem compre leite de 0,8€ e quem compre de 0,5€. São o mesmo alimento basico que todos compramos, mas há uma diferença grande no final do mÊs entre um e outro. Depende do consumidor, e é assim que devemos olhar para os nossos orçamentos.
      E também acho difícil haver um orçamento fixo mensal, pois varia sempre de mês para mês.
      Deve-se preocupar com o seu orçamento e não em atingir valores que provavelmente serão impossíveis para os seu agregado familiar e habitos de consumo. Claro que podemos e devemos sempre fazer ajustes, dentro do que podemos gastar.

      Espero ter ajudado,
      Joana

      Eliminar
  16. Cá em casa somos 2 adultos e 1 criança. Fazemos todas as refeições em casa (excepto o almoço quinzenal em casa dos meus pais). Gastamos em Supermercado uma média mensal de 285€. Na minha rubrica "Supermercado" inclui-se alimentação, higiene, limpeza, alimentação de 3cães e 2 gatos. Também junto as despesas que faço com sementes, adubos, plantas, ... para a horta. Porque se é verdade que se retiram alimentos da horta também é verdade que esses alimentos se "pagam".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!

      Claro que tudo se paga. A horta, os animais domésticos e os gastos específicos das crianças. Na minha rubrica de supermercado também inclui além da alimentação a higiene e limpeza, claro. Por enquanto "poupo" com fraldas e outras despesas de filhos e não tenho nem cão nem gato, o que me faz ter também menos gastos nesse campo.

      Joana

      Eliminar
  17. Gosto muito do seu blog, sou brasileira
    admiro cada dia mais as portuguesas.

    ResponderEliminar
  18. olá Joana, mais uma vez vim visitar o seu blog e constato mais uma vez (e admiro) a sua pertinência no tratamento de temas domésticos tão atuais e tão importantes.
    Aqui por casa, a poupança varia conforme as compras mensais que vou necessitando não obstante, claro, os talões de desconto e as promoções.
    É sempre bom ler dicas e conselhos que nos avivem a memória... a crise no país é muito grande!

    ResponderEliminar
  19. Há q rentabilizar, pois claro :) E fazer os nossos snacks sempre q possível! Bjinhos!

    ResponderEliminar
  20. 150,00€ /180,00€ não acredito e mais com os produtoS carissimos que usa, poupada também eu sou e não faço finhoses de agua (ninguem faz), por isso acho impossivel gastar tão pouco por mês, só se for por semana,o que ai já acho muito (talvez consiga explicar este fenómeno)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara anónima,

      Pode não acreditar, mas é a mais pura das verdades. Anda sempre entre esses valores mensais e raramente ultrapassa os 180€. Por exemplo em Setembro gastei perto de 170€. Talvez a anónima não tenha lido bem, mas somos só duas pessoas cá em casa e durante a semana só há jantar - almoços só ao fim de semana. Como expliquei, tenho ainda a sorte de comprar muitos poucos legumes, uma vez que os meus avós cultivam imensas coisas. E até lhe posso dizer que nos ultimos tempos, toda a carne e peixe que têm entrado cá em casa têm sido comprados em promoções.
      Quanto aos produtos caríssimos que diz que uso, não compreendo bem a que se refere... O orçamento semanal cá por casa ronda os 40€.
      Espero ter ajudado a perceber o "fenómeno".

      Joana

      Eliminar
  21. A mim passa muito por levar a lista feita de casa. Mas também depende se vou numa hora de fome ou mesmo sem fome... há dias em que cai mais coisas para dentro do carrinho do que o que estava realmente em falta.

    ResponderEliminar
  22. Olá Joana. Gostei muito das dicas, embora já faça mais ou menos o mesmo no meu orçamento. Tenho vários legumes e frutas cá por casa, mas os outros elementos como é evidente têm de ser comprados, mas sempre com atenção e preocupação. Ao fim e ao cabo tem de se ter muita imaginação e se assim for equilibramos de certeza o nosso orçamento e não deixamos de comer bem.
    Parabéns e obrigada pela ajuda.
    BOAS DICAS....

    ResponderEliminar
  23. Olá Joana...Obrigada pelas dicas...Cá em casa há muito tempo que praticamos muitas delas...Aliás desde o tempo de estudantes. Neste momento somos 3 cá em casa, 2 adultos e um bebé. E o nosso gasto mensal em compras, incluindo fraldas, produtos de higiene, etc é de 180/200€, sendo que tal como a Joana o teto máximo é de 200€. Quando os salários são reduzidos temos mesmo que poupar. Neste momento almoçamos e jantamos todos os dias em casa, excepto à quarta à noite e ao sábado ao meio dia. Obrigada mais uma vez pelas suas dicas e continue assim. PARABÉNS.

    http://casassaudaveis.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  24. Cara Joana, gosto muito do seu blog e tenho pena que não publique posts diários! As suas dicas auxiliam-me imenso na organização da casa e na poupança! Já consegui reduzir os gastos com supermercado em cerca de 100€ mensais, gastando agora em média, 300€ por mês, o que para uma família de 3, sendo 2 uns glutões, é um valor excelente! Continue, por favor a divulgar as suas dicas e receitas!!!!Um beijinho!

    ResponderEliminar
  25. Adoro as suas dicas... nunca consigo organizar as minhas refeições, tenho de me guiar mais por si. Parabéns...
    poupar-e-outrascoisas.blogspot.com

    ResponderEliminar
  26. Conheci agora o seu blog e adorei!!!

    Excelente trabalho e dedicação!

    Bjocas

    ResponderEliminar
  27. Somos dois e meio cá em casa e 100 euros/mês de supermercado ... só se comessemos só arroz!

    ResponderEliminar
  28. somos 3adultos e duas crianças um de 13 e4 e gasto em alimentaçao por mes 250euros

    ResponderEliminar
  29. Boas ideias. Sinceramente não sei quanto gasto. Já uma vez tentei fazer uma orçamentação, mas depois fui ficando tão desmoralizada com os "100 €" que comigo não funcionavam, que desisti.
    Fazer bolachas é que não tentei. Há por aqui alguma receita fácil e boa?
    Obrigada e parabéns pelo blog

    ResponderEliminar
  30. Ok, de repente sinto que sou uma gastadora!
    Somos 5.
    Cozinho muito e dado ter 3 filhas, uso muitos vegetais.
    Os vossos orçamentos são um sonho para mim!!!
    Gostava de saber como conseguem.

    ResponderEliminar
  31. nao compro carne pois crio galinhas e tenho ovos crio um porco e tenho carne tenho legumes da horta so compro o peixe o arroz a massa as batatas o pao faço em casa e os iogurtes tambem faço por isso e que so gasto 250 euros em alimentaçao

    ResponderEliminar
  32. e fruta so se compra a da epuca

    ResponderEliminar
  33. tambem queria saber como consegue 100 gasto so nos almoco de sabado e domingo fora a comida da semana material de limpeza e higiene pessoal 100 e so de farmacia m explica qual milagre

    ResponderEliminar